- »

junho 25, 2013

00:10:36

Não pode ser. O meu coração acelerava. O sentimento de ânsia se misturou ao inesperado, a um desconforto e confusão sem muita base para saber de onde vinha. A minha mente repetia, insistente – não pode ser.  E os meus dedos inconscientemente esmagavam o celular na palma da minha mão. Num nervosismo precipitado. Mas que droga – o que foi isso?, eu calculava, mentalmente. E-ele não pode estar bravo, não comigo. O que DIABOS eu poderia ter feito? E se, se não é comigo, então com que? E por que ele me ligaria assim?!, as perguntas tomaram os meus nervos numa enxurrada. Ele não tem motivo para me ligar. Não agora. Não assim. Por q..., os meus pensamentos disparavam, o que aconteceu?! E por que ele precisa vir aqui?!

Senti uma falta repentina de ar. Isto não está acontecendo. Isto NÃO VAI acontecer. Levantei do sofá com certa afobação, os meus pés não sabiam para onde ir. Inferno, por que ele ligou? O meu peito arrancava em disparada como se fosse sair pela minha boca. E-ele sab... Não. Calma. Eu preciso me acalmar, isto não é nada – eu tentava me convencer, passando a mão no rosto repetidas vezes. Mas sabia que algo estava fora do lugar. De alguma forma, algo não estava certo. A voz dele estava diferente. Tinha algo, alguma coisa, que o irritara e o trazia agora direto para o meu apartamento. As peças não eram muito difíceis de se encaixar. Merda. Não pode ser. NÃO PODE SER, caralho! NÃO. NÃO ISTO.

Os meus dedos começaram a tremer, acendi um cigarro com dificuldade. Eu não sabia lidar com a ansiedade. Com a perda do Fer. Com nada daquilo que estava acontecendo e tão rápido, MAS QUE MERDA. Comecei a fumar como um trem desenfreado. Uma tragada seguia compulsivamente a outra – falhando em seu propósito de me acalmar. Muito pelo contrário: eu me sentia ainda pior. Sufocada e ansiosa, sem ideia do que bosta fazer. O desespero começou a tomar conta das hipóteses que se formavam em minha cabeça. Repassei todas as suas palavras mentalmente, a sua entonação, tudo. Algo não está certo. E não está certo COMIGO. É comigo essa porra, mas que INFERNO! A esta altura, a minha mão já estava tão instável que cheguei a derrubar o cigarro duas ou três vezes no chão, me deixando tomar pela angústia. PUTA QUE PARIU. Eu o conhecia o suficiente para não estar enganada sobre aquilo – e eu, eu não estava nem um pouco pronta para o que viria. Não. Por favor, não agora. NÃO ASSIM – PORRA!

Acendi o segundo cigarro. Ou o terceiro? Os minutos corriam. A Mia. Meus olhos se arregalaram, eu precisava ligar para a Mia. E-eles, eles ainda namoram; ela vai saber se alguém disse algo pra ele. Ela tem que saber. O Flamingo, a Augusta. Alguma coisa foi, porcaria – como pudermos ser tão idiotas?! ARGH! O meu pulmão já pedia arrego, afogando-se, sufocado. Uma tragada violenta atrás da outra. Eu não sabia o que fazer com as mãos, com os pés. Pressionava as costas de uma das mãos contra os meus olhos, os dedos tremendo. Não – não é isto. NÃO PODE ser isto. Não. Eu conversava comigo mesma, numa taquicardia desmedida – preciso me acalmar, encarar um fato de cada vez. Não surta agora. NÃO SURTA, porra. NÃO É NADA! Sentia o sangue pulsar pela minha aorta, através da minha pele. A mera ideia do que pudesse tê-lo feito gritar comigo daquele jeito era inconcebível, a sua grosseria não deixava margem para lá muitas interpretações. E eu sofria por antecipação, numa mania incontrolável de ser eu, de internalizar todas as merdas das minhas angústias e então explodir. Fica calma e pensa, cacete.

Não é nada disto. Liguei novamente o telefone e o número da Mia chamou algumas vezes, antes de ouvir alguém atender do outro lado. Nenhuma palavra. E então, a chamei – “Mia?”. Fiquei em silêncio. Foi quando a escutei chorar e a sua voz desafinou em cada letra que saíra da sua boca. O meu coração parou. Como um soco bem no meio do meu corpo. Ela não conseguia articular uma palavra sequer. E imediatamente eu soube. O tempo me atravessou, inerte – NÃO. Não podia ser. Ela murmurou então, ofegante: “acabou”. Balbuciava nitidamente destruída e nervosa; eu não ouvia nada do que dizia. Fui jogada para dentro da minha própria cabeça, num turbilhão repentino de arrependimentos. Não. Não agora. Não agora. Não. Não. Não, eu rezava. Implorava. Não. Agora não, porra. Não. Não. Não! Não! NÃO! NÃO!! Caí sentada no sofá, com a cabeça entre as mãos. E os olhos fechados, esmagados. Não. Não! Por favor, não. Não hoje. Por favor. Não. Pressionava os dedos contra o meu rosto, querendo recuperar qualquer tempo que eu um dia acreditava ainda ter.

_Vo... ê... st... aí?

Eu não a ouvia direito. Tentava ainda processar aquele momento, num esforço interno para controlar o meu pânico súbito. O desespero me dominava. Isto não, NÃO. E então a sua voz ressurgiu, clara e terrivelmente abatida:

_Você, você está aí? – a Mia soava desamparada e sozinha.
_E-estou. O F... – minha voz não teve coragem de dizer o seu nome e falhou antes que o pronunciasse, em covardia.
_Foi... f-foi horrível... – ela desabou, chorando – Ele... – a Mia interrompeu com um soluço, se desmanchava em lágrimas sem conter a dor que sentia.
_Mia...
_Horrível. Foi tão horrível.
_Mia... – eu estava ofegante antes mesmo de ouvir a resposta – O F... o Fer... ele sabe?
_E-eu...
_Mia – eu tentava colocar a cabeça no lugar –, por favor. Ele SABE?!
_V-você tem... que acredita em mim, eu... não queria contar, eu nã... você tem que, meu, a... a gente ia... – ela atropelava as palavras; como se se afogasse em uma piscina sem fundo, sem ver saída nos desdobramentos mais recentes – só... só conversar. E-eu, me desculpa... – chorava – por favor, me desculpa. Me desculpa... eu, eu não queria. Eu não queria falar nada! Eu... eu não sei o que fazer!! Eu não queria afetar a amizade de vocês. E-eu... EU NÃO SEI O QUE FAZER! Eu não... – a sua voz soava desesperada do outro lado – f-foi... foi horrível. Foi tão horrível! Eu... eu nunca vi ele assim. E-eu... nunca quis... a-a gente...
_M... Mia... – eu não a queria interromper; ouvi-la todavia, começou a me fazer subir uma vontade abrupta de vomitar – ...Mia. E-eu não tô bem...
_O que foi?? – ela se alarmou e então implorou – Não. Me desculpa, por... Por favor!!
_V-você não pr... precisa se desculpar, não por isso. E-eu, eu só... – perdi o meu fôlego e o meu estômago se embrulhava numa das piores reações psicossomáticas que eu já experimentara em toda a minha vida; sentia que ia perder enfim o meu chão – ...é só qu... eu só não, não estava esperando... por isto... e-eu preciso... eu... não tô bem.
_Não. Não, não fica assim... e-eu... – a escutava enxugar as lágrimas do outro lado e imediatamente tornar a chorar, sem controle das suas emoções; o seu estado, assim, me matava por dentro – Vamos conversar. POR FAVOR! E-eu não quero ficar sozinha. Deixa eu ir pro apê. Eu preciso te ver, vamos ficar juntas... E-eu... eu não sei o que fazer!!
_... – eu a ouvia falar e tentava colocar a cabeça no lugar, concentrada na minha respiração, sem conseguir processar o fato de que aquilo estava mesmo acontecendo, que havia saído do meu controle.
_Pos... posso ir te encontrar?!
_Me e...? – de repente voltei à conversa e me assustei, ergui o corpo – Não. NÃO! Ele, ele está vindo para cá.
_PRO APARTAMENTO??
_Meu deus – então dei-me conta e os meus olhos se arregalaram –. Ele, ELE TÁ VINDO PRA CÁ! Mia, merda. Mas que MERDA! O QUE EU FAÇO??
_C-como assim? Ele te ligou? Ele falou alguma coisa??? Eu vou praí. Calma, fica aí! Eu vou prai.
_NÃO!! – vetei na mesma hora – Não, não. Ele vai ACABAR com nós duas, se vir a gente junto. NÃO. VOCÊ fica aí! E-eu... – perdia o fôlego, só de pensar no que seria da minha amizade com o Fernando dali para frente e tinha vontade de arrancar o coração do peito; dei-me conta de que não havia nada mais em minhas mãos, não havia o que fazer – ...eu v-vou esperar ele aqui.

Desliguei o telefone. Como? Como algum dia eu pude achar que havia uma saída a isto?

46 comentários:

Anônimo disse...

PUTA QUE PARIU.

Anônimo disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH A MINHA ANSIDADE FOI CRESCENDO JUNTO COM A DELA!! EU NAO TO AGUENTANDO!!!!!!!!!! NAOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!! NAOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Não. Volta atras. :(

Camyla disse...

CARALHOOO, QUE AFLIÇÃAAAO!!!
PELO AMOR DE DEUS, MELISSA, NÃO DEMORA PRA POSTAR O PRÓXIMO!!!

Anônimo disse...

EU QUE FIQUEI COM VONTADE DE VOMITAR, CARALHOOOOO

Anônimo disse...

Mia sempre chororo e a FM nessa compulsividade, o Fer na agressividade. Ah, vida...

Anônimo disse...

Gente O-O até eu acendi um cigarro aqui. Tenso!!

Anônimo disse...

Pra quem já estava com dor de estômago, o post foi mil vezes mais agonizante... =X

Anônimo disse...

GENTE PUTA MERDA CADE O PRÓXIMO POST AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH

Bruna disse...

Cacete Mel... vc é foda!
Consegue fazer com que o leitor sintonize total na adrenalina do post! Eu tava vidrada aqui lendo... Por favor, posta logo porque tá tensoo!!!

o.O

Anônimo disse...

Mas puta que pariu hein..caralho, porra... to morrendo aqui u.u
tá chegando...
Dá até medo de ler o próximo.. :s

Ana Paula disse...

QUE FODAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA perdi o fôlego serio mesmo, ai gente e agora :'( ????? tô enjoada tbm, sofrendo junto com a FM #apenas

Sabrina disse...

Tendo um ataque cardíaco!

Anônimo disse...

Ai.. fala sério! Terminou.. vida que segue. Nunca fui fã do Fer mesmo. Não tô lendo essa história há 2 anos p/ terminar como não quero.

Laís Tantofaz disse...

Estou esperando pelo próximo post desde 2009. Isso vai ser fods.

Anônimo disse...

Haha! Animaaaal!
Parabéns Mel :)

mila disse...

Finalmente, Mia.

Anônimo disse...

sofrendo mais que a fm

Anônimo disse...

Puuutaaaaa queeee oooo pariuuu!!
Angustiada do início ao fim do post, tudo que a gente estava esperando há horas, semanas, meses, aconteceu.
E agora? Gezuize!
Muito, mas MUITO bom, Mel, só não mata a gente dos nervos também, chega a FM tendo ataques.
Posta logo a continuação! rsrsrs

Anônimo disse...

=O
Sem palavras... Mel posta o qto antes please... vou ter um treco aqui.. é sério...
Obg viu.. e parabéns.. como sempre vc mandando muitoooo bem...
(MARIANA CURI)

Anônimo disse...

GEEEEEEEEEEEEEEEEEEEENTEEEEEEEE :(

aninha disse...

Chegou a hora! Tem que enfrentar as consequências e LUTAR pela Mia. Mas to achando que a FM vai se borrar toda e recuar rs.

Anônimo disse...

TAQUEOPARIU

Não quero Mel, para com isso.
Pra q?? o blog não precisa de fim(rs), continua ai com os mimimis da Mia, tava legal. Aiai dó da FM.

Anônimo disse...

porra, finalmenteeeeeeee!!!!!! to contando esses 10 minutos restantes pro post mais aguardado do blog, querendo que eles sejam literais! hahahaha..

cara, só to revoltada em como a FM nao perguntou mais coisas pra Mia.. Eu teria pedido calma, e mandado ela dizer exatamente DO QUE ele sabe, o que ela disse... pra ficar mais preparada pra qnd ele chegar.

GENTE... CHEGA LOGO, FER!!! TRAZENDO POSTS EM CAPS LOCK!! BRIGA, BARRACO, CONFUSÃO! AMO!!!! =D

Anônima. :3 disse...

Raramente comento aqui (minha internet não colabora, viu?), mas precisava dizer que tô tendo uma crise de ansiedade. Meu coracao tá quase saindo pela boca e quero vomitar. )= Hahaha Não quero que o blog acabe!

Cris F Santana disse...

CARALHO!
CARALHO!
CARALHO!

(desculpa Mel, não consegui pensar em outra coisa pra dizer.. :z )

Anônimo disse...

Nossa,medo do Fernando nesse estado,de cabeça quentíssima :S.Tô angustiada também :|

Anônimo disse...

Nossa,medo do Fernando nesse estado,de cabeça quentíssima (2) MTO MEDO!!!!!

Diii disse...

Isso
Kkkkkkk

Diii disse...

Mano, sei nem oq dizer.
É chegada a hora tão esperada dsd o começo e eu tô que não me aguento de ansiedade.

Eu estava errada, o Fer sabe que é a FM.
Concordo com a menina que disse q ia perguntar pra Mia exatamente oq ela disse, tem q saber td o possível pra não ser pega total desprevenida e acabar falando coisas q talvez ele nem saiba.

Post maravilhoso, Mel.
Quase tive um treco. Posta logo o próximo.

Parabéns!

marj_bellini disse...

Arghhhh meuuuu, não creio que o capítulo t acabou assim, ahhh to nervosa junto

Ianca' disse...

O MEU COMENTÁRIO VAI TODO EM CAPSLOCK.
QUE AGONIIIIIIIIIA. MEL, QUANTA ESPERA POR ESTE MOMENTO. PLMDDS
POSTA LOGO OUTRO QUE O MEU CORAÇÃO AINDA AGUENTA!!!
FOOOOOOOOODA

Anônimo disse...

Maaaaaaaaaaaaano eu já sou ansiosa por natureza, com esse post eu fui junto com a FM, to com frio na barriga e andando de um lado pro outro no trampo, juro hahaha
To em CHOQUE
CARALHO!!

Anônimo disse...

Puts, eu nunca antes havia tido uma taquicardia tão forte, meu estomago parecia se contorce dentro de mim, me convidando a voltar para a realidade.. fiquei nervosa, muito mesmo... ansiosa pelas próximas palavras..
Tão lindo as duas.. tão forte.. Chorando ainda aqui.. tbm prestes a dizer adeus ao meu grande amor.. prestes a deixa-la ir.. :'(

Pathy disse...

Tive que vir e ler de novo... Porra, Mel!
Ansiosa e com medinho do próximo post!
Por favor Mel,seja boazinha com a gente e não demore muito pra postar.. NÓS TE AMAMOS, SACA?! (Isso mesmo, tô apelando e tals. hahahahahah )

Anônimo disse...

FINALMENTEEEEEEEEEEE!!!

Anônimo disse...

Aaaaaaaiiii!!
Sabíamos e torcemos para que um dia isto acontecesse, desde o início; queríamos que Mia assumisse que gostava da FM, que elas ficassem bem e juntas... FM deu o ultimato pra Mia e ela acabou MESMO com o Fer (em todos os sentidos de acabar rs).
E então o dia dele saber sobre as duas chegou...num post angustiante, em que sofremos junto com elas. Tá no fim? Acho que não, tem muita água pra correr sob a ponte.
Assim espero...

lorena costa disse...

ahhhhhhhhh socorr quase passei mal junto com FM

Anônimo disse...

R.I.P. FM

Anônimo disse...

O dia que alguem infartar lendo essas coisas a mel para de judiar da gente. u.u
Essas coisas me tiram o folego

Anônimo disse...

MANOOOOOOOOO, FUDEU!!!

larissa lau disse...

MEU DEUS que sentimento louco que você causaaa nas suas leitoras, moça! Mas enfim,não é nem pra aceitar esse comentário, mas faz uns dois anos que acompanho o blog, já conversamos algumas vezes, já comentei que eu escrevia e agora decidi fazer o meu próprio blog com meus texto aleatórios, podia humildemente pedir pra você me dar uma ajudinha? Apenas uma rápida divulgação no twitter ou outra rede social? ou apenas uma lida em um deles e me dizer o que achou? Vim aqui porque sei que você sempre dá atenção pra todos, então venci a timidez. Obrigada desde já, te admiro, beijos. ( meu blog> www.blocodoeusozinho4.blogspot.com.br )

Cintia disse...

Eh a contagem regressiva os titulos nao eh?! Meu Deus so consegui ler pelo cel no trampo e tbm fiquei enjoada. Impressionante como vc consegue fazer a gente sintonizar na vibe deles meu. Morrendo pelo proximo. Pelo amor nao demore. Ta ótimo Mel.

Anônimo disse...

Nunca imaginei que a iniciativa seria da Mia, sempre achei que a FM contaria meio sem querer num dia qlqr de porre.

Babaloodeuva disse...

MEU DEUSSS QUE AGONIAAAA

bru disse...

Caralho!! To sentindo como se estivesse acontecendo comigo... e de certa forma ta, depois de tanto tempo acompanhando o blog. Caralho, nunca pensei que esse dia fosse chegar. To atrasada nos posts e ainda faltam um monte pra ler, mas agora to meio enjoada e nervosa. Caralho...