- »

janeiro 04, 2014

Am I, am I nuts?

Eram 2:51. E o calor beirava o insuportável – não que as recorrentes doses de álcool e a brasa acesa na outra ponta me ajudassem muito. Certamente que não. Mas era uma madrugada morna, dessas em que brisa alguma se manifesta. Do tipo que faz você querer arrancar toda a roupa. E àquela altura da noite, deitada no sofá, eu fumava um cigarro ainda completamente vestida – enquanto o Du exercia o seu privilégio masculino e suava em um jeans, sem camisa ou sapatos, sentado no chão. Tinha as costas apoiadas no sofá e a cabeça no pau do Martin. É – era sobre isso que falávamos. Isso e a boca magnífica da Clara.

_Vamos cortar o assunto, vai... – pedi, com o pouco de consciência que me restava, e o Du me olhou antes de começar a rir.
_Tá com medo, é?
_Não – me ajeitei no sofá, a contragosto.
_Hum, está... – ele me provocava, cutucando a minha cintura e divertindo-se – Medo de falar demais, é? De começar a sentir falta, hein?
_Cala a boca! – eu deixei escapar um sorriso e cruzei os braços – Não. E não é isso, eu com a Mia. Só vamos mudar de assunto...
_N-não. Cê não terminou de contar, mano – argumentou, com a voz embriagada –. E tava promissor, vai. Nem vem.
_E daí?  
_E daí que eu contei também, vai!
_É só que... – suspirei – ...sei lá, é estranho. Tá. Nós estávamos em Buenos Aires, as duas chapadas de vinho num albergue.
_E como foi? O que ela fez?
_Ela não fez – por que eu não menti?, refleti, me arrependia de entrar no assunto. Discutíamos as nossas melhores vezes em termos de sexo oral, ainda em tom de competição; o foco no Martin logo se transformara em putaria e o tema se prolongara pela última hora –. As mãos dela tavam amarradas na cama, fui eu que subi em cima dela – expliquei, colocando o filtro entre os meus lábios –. Ou, me passa o cinzeiro aí?

Ele o alcançou sobre a mesinha de centro e me entregou. Traguei rapidamente e bati as cinzas ali, que já se formavam no cigarro aceso.

_Foi, sei lá – expirei –. Foi o jeito que ela, sabe, meu? – traguei mais uma vez – Foi foda. Mesmo. A boca daquela mulher era foda. Eu não sei como ela fazia, não sei explicar... – soltei a fumaça de novo e passei a mão na cara, o meu rosto esquentava – Eu acho que tem a ver com o quanto a pessoa curte a parada. Tem umas minas que você percebe que gostam, do gosto, de tudo. Sei lá. Eu gosto – sorri, imprestável.
_Você tem cara de quem gosta mesmo, cachorra...

Ele me encarou e riu; eu meti a cara numa das almofadas. Ai. Mano, sério. Por que temos que falar disso agora? Só conversar a respeito já me deixava com uma vontade absurda de ligar para a Mia e resolver aquilo. Aquele calor maldito. Inferno! Estava para nascer quem gostasse mais de passar tempo entre duas pernas do que eu – ou talvez a Clara.  

_Sério. Eu costumo nem dar chance para... retribuírem; sem brincadeira, de tão compenetrada que eu fico. Gosto demais. Mas aquele dia, nossa, foi... – as maçãs do meu rosto ardiam – ...foda. Juro. Eu comecei a me agarrar na armação da cama, com medo que a minha perna fosse ceder em cima dela. De tão descontrolada que fiquei.
_Hum...

O Du segurou o cigarro da minha mão, escalando para cima do sofá e deitando-se espremido ao meu lado, na beirada. Fumou um pouco.

_Mas com a Mia é outra coisa... – baguncei o meu próprio cabelo – Sabe?

16 comentários:

Ianca' disse...

Como não comentar esse post???
Geeeeeeeeeeeeeeeente.
Afinal, quem consegue não gostar?

Anônimo disse...

A Clara aparece e automaticamente toca "Bebe - Siempre Me Quedara" na minha cabeça. Fora que eu sempre imagino ela num jeans rasgado curto, com uma regata branca mostrando a pele e o cabelo solto. Aiiiii, Clara!!! <3

Karla disse...

Êh láia calor desses e a senhorita,manda uma dessas?Meu isso não prestar,não mesmo ;(

Anônimo disse...

Quero a Mia,post sem ela não comento.

Anônimo disse...

CLAAAAAAAAAAAAAAAAAARA!!!!!!!! <3

Quanto ao tema discutido pelas personagens: prefiro fazer a receber! Nossa, A-DO-RO!

Anônimo disse...

Olha a infantilidade, anônimo "4 de janeiro de 2014 15:27"
Todas as personagens são maravilhosas.

Anônimo disse...

Quem nunca relembrou uma transa boa com a ex que a tire a primeira pedra. E, se eu tivesse uma ex como a Clara, essas lembranças seriam constantes. hahaha

Anônimo disse...

Aaaah, que saudades da Clara! <3 bem que ela poderia voltar ne...

Anônimo disse...

atire*

( the girl fucking Mia ) disse...

Meninas, não briguem <3 (:

Anônimo disse...

Clara? Dispenso. Manda Mia, por favor.

Anônimo disse...

Concordo demais! Mia venha caa.
Manda a Mia, por favor (2)

Anônimo disse...

Clara <3 Ela super poderia voltar (e vir direto pra minha cama hahahah)

Anônimo disse...

Msm sendo #TeamMia confesso q fiquei c sdd da Clara... Kkkkk
Mas é como a FM falou "c a Mia é outra coisa.." <3
(mariana curi)

Anônimo disse...

Aahh, Clara (suspiros)
Podia rolar um remember aí, hein? Hahaha

Liv disse...

Clara <3