- »

fevereiro 12, 2014

Das histórias que serão censuradas ao contar pros netinhos

“Escuta”. Me disse, às meias roupas, contra o batente da cozinha, talvez no menos respeitável momento de toda nossa trajetória – aquele em que nos comíamos a dez metros da minha ex namorada, aos amassos com a sua atual no sofá da sala –, esse. A Mia ria. Tão embriagada quanto eu ali no escuro. E eu não estava mesmo escutando, ocupada com a sua pele. Os seus poros, o seu cheiro. Com os meus beijos nela. Eu ria das suas tentativas de me fazer prestar atenção. Me desvencilhando dos seus braços determinados – “me ouve um segundo, porra!”. Ela me chamava a atenção, aos risos, cochichando.

_Hum... – eu parei para olhá-la, achando graça – Fala.
_Eu gosto disso.
_Gosta? – me animei, enfiando já a cara no seu pescoço e tornando a beijá-la; mas ela riu.
_Gosto... – recuou, sorrindo – ...de você, babaca – e encostou no batente.

Sorri desajeitadamente. Sem reação por um instante.

_Você tá muito bêbada... – ela me observou, zombando.
_E você não?

A abracei, pressionando-a contra a madeira quase num tropeço. Em um beijo interrompido pelas minhas palavras. Ela riu – “eu gosto de encher a cara com você”. E isso era sincero. “Muito saudável”, sussurrei. A Mia acenou com a cabeça. As minhas mãos seguravam a sua cintura descoberta. Com os dedos sobre as pétalas que escapavam pela lateral do seu corpo. As suas tatuagens a contornavam confortavelmente, havia um sentimento de estar em casa. “É sério. Nunca foi assim”, murmurou. “Assim?”. “Assim” – indicou a nós mesmas com os olhos, aos nossos pés – “absurdo e fácil, sei lá”. “Assim sem roupa, nem dignidade”, brinquei e ela riu, “fazendo sexo do lado de duas sapatas se comendo?”. “É”. A Mia achou graça, “por aí”.

Dei um passo para trás, me apoiando no lado oposto do batente, a olhando.

_Essa não era mesmo a melhor hora, né? – ela se constrangeu.
_Depende do que você falar em seguida...

Deu um passo na minha direção, desta vez. Colocando as mãos ao redor do meu pescoço e me olhando, curiosa. Com aqueles olhos castanhos enormes dela. E o meu coração alcoolizado quase saiu pela boca. Paralisada.

_Todos esses anos – cochichou, tocando a ponta do seu nariz no meu –, foi tão...
_Você tá me deixando nervosa... – eu ri.
_Eu...

Suspirei.

_Eu me apaixonei por você.

Engoli o riso. E tão logo as palavras saíram da sua boca, antes que eu pudesse ter qualquer reação, ouvi a Marina me chamar da sala. Espera. O que você disse?, eu encarava fixamente a Mia. Ela olhou para o corredor, encolhendo os ombros ao perceber que a nossa presença havia sido notada ali. A Marina tornou então a me chamar – como se testasse se era mesmo eu o vulto que via adiante no corredor. Foi só aí que me dei por mim. E pressionei os meus olhos, merda. Rindo. Peguei a Mia pela mão e começamos a andar imediatamente, indo com pressa no escuro na direção do quarto. “Sou eu, sou eu“, eu gritava, fugindo, sem olhar para a sala. “Nós não vimos nada, a gente jura!”, a Mia complementava, largando as nossas roupas para trás no chão. Ríamos e acelerávamos.

Cacete. Tranquei a porta do quarto, segundos depois, entrando logo atrás dela. E acendi imediatamente as luzes. A encontrando ali dentro, a metros de mim, com as tatuagens à mostra e a calcinha enrolada pernas acima. De qualquer jeito. O cabelo amassado, a cara de quem bebera mais do que o decente. “Apaga essa luz, mano”, ela riu, resmungando. Não. A encarei, às claras. E pedi: “Me diz de novo”.

20 comentários:

Mayara disse...

acabou? não, ele não pode terminar assim! vou chorar mano, vou chorar

Anônimo disse...

Quero a continuação agora!

Anônimo disse...

ai, CARALHO!

Anônimo disse...

Aiai a Mia é muito amô <3
Obrigada Mel por criar ela e não me fazer desistir dessa personagem tão confusa hasauhaau

Camyla disse...

Lindas! Tô in love.
Deu até vontade de ouvir um "eu me  apaixonei por você" :3

Anônimo disse...

"A encontrando ali dentro, a metros de mim, com as tatuagens à mostra e a calcinha enrolada pernas acima. De qualquer jeito. O cabelo amassado, a cara de quem bebera mais do que o decente. “Apaga essa luz, mano”, ela riu, resmungando. Não. A encarei, às claras. E pedi: “Me diz de novo”." ---> essa cena vai ficar pra smpre na minha cabeça!!!! foi LINDO!!!!!

Sabrina disse...

Mia, sendo o amor de todas as sapatas <3

Cris F Santana disse...

*--*
Elas estão construindo um relacionameno tão bacana que eu realmente estou com medo da próxima volta!

Anônimo disse...

Aaaah tá!

Anônimo disse...

Quanta fofura! Eu adoraria que minha avó contasse uma história assim hahaha

Anônimo disse...

Mas gente, só eu achei zero surpreendente? Tipo, não era mais do que óbvio que ela tava apaixonada? Hahahaha...a FM tá fzd disso um PUTA EVENTO só pq ela verbalizou, mas as ações dela contam (e já denunciavam) muito mais. Aparecendo no trabalho dela, ficando de mimimi mo bar na frente dos amigos, mandando a mãe à merda por causa dela, e mais inúmeros outros exemplos de detalhes que eu não tô lembrando agora. Enfim, "me apaixonei por vc" CE JURA, MIA? :o hahahaha. Acho q teria gostado mais de uma reação metida da FM, do tipo "eu já sabia", com alguma piadinha se achando, e depois confessando q tbm é apaixonada etc e tal. =)

E continuo achando a mia uma fofa linda (e tenho uma bem parecida na vida real), mas ela ainda é, como a minha, apenas a mulher q a FM cegamente venera, não tem conteúdo, a clara tinha mais, falava de músicas q ela não conhecia, levava à lugares q ela não conhecia, conhecia pessoas interessantes, contava histórias interessantes, e ainda sexy, boa de cama e tinha mais a ver com a FM do q a Mia patricinha. (isso pq eu pagava o maior pau pra mia, né. Hahahaha) mas é q ah, elas só transam... (vou ser espancada por essa fala!)

(desculpa mel, tô chata hj, eu sei.) hahahaha.

( the girl fucking Mia ) disse...

Tá muito! rs Olha, na minha perspectiva, a FM já sabia. Mas existe um prazer absurdo em ouvir a Mia, que sempre relutou para lá e para cá para assumir que gostava da FM (e que nunca largava do Fer!), dizer com todas as letras. Não acho que a reação dela é por surpresa e, sim, mais porque ela quer ouvir a Mia falar isso. Dez vezes, mil vezes até compensar toda história delas. Faz a FM feliz. Hehe!

Sobre a Clara, qual era a contribuição da FM para ela, em contrapartida? Não muita. A admiração da Clara pela FM também era sexual. Em compensação, a FM tem esse papel de "mostrar o mundo" para a Mia, que eu particularmente acho interessante. É que você não gosta da Mia e não está nem aí pra FM levando ela na balada sapatão, hahaha! Mas eu acho legal e acho que quando passar a fase "enfim sós" das duas livres e em começo de relacionamento se comendo, você talvez curta mais.

A Mia está deixando de ser um mistério para a FM e elas também vão ter outras oportunidades. Aliás, tem uma dessas chegando... Mwahaha! Elas já estão se divertindo mais juntas :)

Eu adoro a Clara. E ela ainda vai dar a caras por aqui, mas não sei se cê vai gostar muito, não... Hehehehehe! Aguardemos.

Enfim, amo os comentários longos analíticos do cês. #vemgente!

Obrigada por lerem e comentarem <3 beijos, Mel

Anônimo disse...

quero uma FM pra miiiiiiiiiimmmmm! AGORA!

Anônimo disse...

Hahahahahaha. Deixa eu ser chata. =p

Eu sabia q tu ia falar sobre o prazer da FM em finalmente ouvir isso da Mia e etc, mas ah... Já tava na cara, vai. (eu fingindo q não agiria EXATAMENTE da mesma forma com um "repeeeeete" hahahaha. Ok, tô muito chata msm.)

E naaaaaaao, vc entendeu errado, eu amo a Mia! Juro q sempre torci por ela(s). Eu adorava as dúvidas, e a punhetacao eterna dela(s) (desculpe os termos) Hahaha. Acho q só ando mais crítica em relação à ela hj em dia. Tipo, ok, ela é maravilhosa, a gente baba por ela, mas o que mais? Acho legal elas se comendo e em início de relacionamento, mas tô ansiosa pela próxima fase. Tbm curto isso q vc disse da FM mostrar o mundo sapatao à Mia. E assim, na verdade, eu não queria q a clara voltasse e pegasse a FM de novo, só acho que ela é uma personagem mais interessante como pessoa, entende? Q a gente sabe mais dela do que da Mia, ou algo do tipo.. Não sei se tô me expressando bem...

Qnt aos semi-spoilers, poderia ser a Clara pegando o Fer? Hahahaha.

Lucila disse...

A Anônima aí em cima tá projetando! Tá projetando a raiva que ela deve estar dessa confusão com a "Mia" dela na Mia do blog. Rsrs [Só um comentário besta de psicóloga, pq eu nem conheço vc tá? ;)]

Anônimo disse...

Hahahahahahahahahahahahahahahaha.. Confesso que eu mesma considerei essa possibilidade enquanto digitava, msm não sendo, nem nunca tendo frequentado, psicóloga. Talvez... Malditas Mias do mundo real. Quero uma clara! Cadê? Mentira, quero não.

(Qnt é uma consulta, Lucila? Hahaha)

Anônimo disse...

Mel, pelo amor de Deus.. Não tortura a gente assim... :(

Júlio disse...

Orra debates longos! Mel velho quanta demora em postar caramba?Mas os assuntos que causam debate no nosso meio continuaram ao largo dos dias,a moça tá falando que o lance entre F.M é mais carnal seria isso? Pra mim depois de ler a historia desde do começo tento entender a cabeça de cada uma,a Mia desde do principio é mais misterio,observadora, a F.M impulso total e sempre no aguardo de uma reaçao igual ou superior a dela relacionado a Mia,como cê disse agr que ela vai mostrar o mundo sapatônico e todas suas confusoes,pq vou falar velho como mulher dá trabalho tenho visto isso de perto!Enfim o blog tá fodao

Anônimo disse...

Mel, faz quanto tempo desde que o Fer descobriu tudo e elas se colaram e não desgrudaram mais?!rsrs.

Juliana Nadu disse...

Aaaaiii na moral... a gente pode achar achar que sabe td numa relação, mas vai me dizer que alguém dispensaria a reafirmação verbalizada do que vc mais esta ansiosa em ouvir??? Me diz??
A coisa mais deliciosa é ouvir com todas as palavras mesmo se vc já sabe ou espera!!

Ps: é só eu que não tenho nenhuma imagem da Fernanda Maria na cabeça?? E na maioria das vezes se imagina sendo ela?