- »

agosto 04, 2014

Vudu

_O que cê ia contar no telefone, hoje mais cedo?
_Ah. Nada... – eu ri, sem dar muita atenção ao assunto.

Bêbada. O Fernando abaixou a cabeça, ainda sentado ao meu lado. E ficou quieto. Ergueu então o copo de catuaba, matando o que restava ali dentro num gole breve. Parecia tenso. Tinha as mangas da camiseta branca arregaçadas no topo dos braços. Colocou um pouco mais da garrafa no copo. O gelo agora estava pela metade e o limão mal parecia fazer efeito. “Fala aí...”, murmurou sem me olhar diretamente, insistindo. Respirou fundo. E só então eu percebi o quanto ele tinha medo do que saía da minha boca.

“N-não era nada...”, respondi, olhando para ele.

O Fer tomou mais um gole, diretamente da garrafa – como se esquecesse do copo que acabara de encher. O que você acha? Que eu ia falar da Mia?, pensei. A minha cabeça rodava violentamente com todas as cervejas, as cubas que eu metera para dentro aquela noite. É melhor eu contar de uma vez do que deixar ele deduzir sozinho, refleti. Tornei a colocar o cigarro na boca. Sabe-se-lá o que isso seria, não é... E então, como quem faz pouco caso, falei:

_É bem idiota... – observei os meus próprios pés sobre o chão imundo da praça, entre uma tragada e outra – ...é só que, sei lá, faz uns meses que eu não falo com a Clara. D-desde que eu fiz merda e tal.
_...
_Enfim. E aí hoje, sei lá por que diabos, porque eu sou uma imbecil provavelmente, não sei o que me deu na cabeça e eu mandei uma mensagem pra ela.
_Claro que mandou... – ele riu, aliviado.  

Eu olhei por cima do meu ombro, para ele. E sorri:

_É muita prepotência ou o quê?
_Um pouco.
_Mas falando sério agora... – brinquei – Quais as chances dela ter um altar na casa dela com a minha foto?

O Fer gargalhou. E então balançou a cabeça.

_Uma boneca com o seu nome... – sugeriu.
_Com uns alfinetes, só se for, né?
_É...
_E eu ainda vou lá e me acho no direito de incomodar a cidadã, juro. Eu. Eu! Porque, afinal, sou mesmo inesquecível e ela é obrigada a engolir, né.
_Coitada. Ela provavelmente tá somando todos os números cabalísticos das letras da sua mensagem. Para jogar praga no chão que você pisa.
_Verdade. É melhor evitar passar debaixo de objetos pesados essa semana.
_Lustres, andaimes...
_Vou até fechar a saída de gás – eu ri.
_Come só frio por um tempo... – o Fer levou o gargalo da Selvagem mais uma vez à boca e quando comentei que ia subsistir de salame e cerveja pelos próximos dias, ele cuspiu metade do gole fora, rindo – ...bom, não mudou muita coisa.

“Né. Tiro de letra”, completei, fazendo graça. Nos divertíamos. E como toda entornada de lata que se aproveita vem, inegavelmente, seguida por uma dor de cabeça daquelas, a do Fernando logo virou a esquina. Caminhando puta da vida na nossa direção, com pernas morenas e peita do Skatalites. “Vixi...”, ele tomou outro gole, ainda rindo. E ficou em pé, pronto para a bronca. Lá vem. Resolvi que era melhor continuar sentada para não parecer que pulamos assustados juntos, como fizéssemos algo de errado.

_O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO?? – a garota chegou já na voadora.
_Calma, Jô, a gente tá só conversando. Ela é minha amiga.
_E VOCÊ ME LARGA SOZINHA LÁ TRÁS???
_Você tá bêbada, meu... – ele deu mais um gole, indisposto àquilo, já querendo virar as costas.
_VOCÊ NÃO?? – ela o puxou de volta, quase derrubando a garrafa da sua mão e obrigando-o a se virar – HEIN? AGORA É MOTIVO PARA VIR AQUI E FALAR COM OUTRA??
_NÃO, PORRA, não é isso... mas... MAS QUE MERDA! – ele se irritou e eu fiz uma careta involuntária, temendo o barraco dos dois ali no meio da praça – SÓ NÃO VOU DISCUTIR COM VOCÊ ASSIM. QUAL É, CACETE?? NÃO TÔ FAZENDO BOSTA NENHUMA!
_É! SÓ QUE EU TÔ LÁ, COM OS SEUS AMIGOS!!! ENQUANTO VOCÊ FICA AQUI DE PAPINHO... PRA QUÊ CÊ ME TRAZ, ENTÃO??
_Mano...

O Fer fez mais uma vez como quem vai se virar. E eu me intrometi:

_Amiga, deixa eu te falar... – ergui a sobrancelha, rindo – eu curto buceta, beleza?
_Por que você tá falando comigo? – olhou para mim e então para ele, surtando – POR QUE ESSA MINA TÁ FALANDO COMIGO??
_Jô... – o Fer achou graça também, ainda na brisa da nossa conversa anterior.
_VOCÊ É MESMO UM IDIOTA. OS DOIS. ESPERO QUE SE DIVIRTAM!!

Deu as costas, pê da vida, sem mais nem menos. O Fernando abriu os braços, sem entender porra nenhuma, confuso – “MAS O QUE EU FIZ??”, gritou, ainda em pé no meio da praça. Ela já estava a metros da gente àquela altura, furiosa. Ele se virou, então, e me olhou, procurando por qualquer apoio moral. Eu gargalhava em cima da muretinha. “Eu não sei o que eu fiz, meu...”, murmurou, rindo também. E se sentou mais uma vez do meu lado, com a catuaba em mãos.

_Ô! Vou te convidar para comer uns salames lá em casa... – brinquei.
_É bom. Só por precaução.

14 comentários:

Anônimo disse...

nao entendi pq ele pouco se fodeu pro lance da clara. será q ele pensa q ela nao ta com a mia? se eu fosse ele estaria puto.. pegou a mia só pra comer entao? fodeu a porra da amizade de anos só por umas trepadas? do tipo, porra, tu ta la com minha mulher agora e ainda procura a clara? nao entendi como ele nao pensou dessa forma tbm.. enfim.

Cris F Santana disse...

Tão objetiva.. XD

Anônimo disse...

Acho q o fer ta mais sussa agr q ta com outra, deve ter achado engracado fm fazendo fmice. Pra mim ele seria o primeiro a incentivar ela a falar c a clara kkkkk foi oq a fm pensou qdo ligou, n?

Anônimo disse...

Hahahahaha, ri muito!!

Anônimo disse...

Gente, na boa, o Fer da muita paz pra Fm

Anônimo disse...

Porra, que guria louca hahahahaha

Bárbara Leão disse...

O comentário da FM foi tão eu! Hahahahhahahah
Feeeer ❤❤❤

Anônimo disse...

"Vc acha que ela tem um altar com a minha foto?" Hauahauahsuahaushsussyus ri alto!!!!

Marii disse...

nao entendi pq ele pouco se fodeu pro lance da clara. será q ele pensa q ela nao ta com a mia? se eu fosse ele estaria puto.. pegou a mia só pra comer entao? fodeu a porra da amizade de anos só por umas trepadas? do tipo, porra, tu ta la com minha mulher agora e ainda procura a clara? nao entendi como ele nao pensou dessa forma tbm.. enfim. ²²²²²²²²²²²²²

Anônimo disse...

O fer vai voltar atras da mia?? :OOOOOO

Anônimo disse...

AI, FER, CORTA ESSA COISA QUE CÊ TEM ENTRE AS PERNAS E CASA COMIGO!

Anônimo disse...

Hahahaha, muito bom esse papo, tudo querendo voltar ao normal entre eles. Mas...e a Mia? Ai, que medo rsrs

Anônimo disse...

Post mel :(

Anônimo disse...

posta, mel?