- »

dezembro 19, 2011

Hipotética infundada

E ainda assim, a ideia não saía da minha cabeça. Filhos da puta.

Ah, não. Eu não ia enlouquecer por culpa daqueles dois mal-amados. Eu me recusava, isto sim, até o último copo de whisky. E passei a madrugada seguinte em claro, atormentada pela média de acertos dos comentários da Marina sobre a minha vida, mas me entretendo com uma garrafa irlandesa e a coleção de videogames do Fernando, que me acompanhou na imprestabilidade sedentária até as duas. E aí foi-se dormir para conseguir trabalhar direito no dia seguinte. Segui sozinha – estas eram, afinal, minhas primeiras “férias” em muito tempo –, convencendo-me entre uma pista e outra de Mario Kart de que a Mia não tinha influência alguma em quem eu queria ou deixava de querer.

Já na tarde que se seguiu, pouco depois das 13h, a ressaca me puxou semi-adormecida do sofá e arrastou-me até o chão frio do banheiro, onde acordei de vez. Ótima maneira de passar as mini-férias. Precisava agora me apressar para conseguir chegar a tempo num exame admissional, nas redondezas da praça da Sé, às 14h. Inferno. O calor abafado e aquelas nuvens enjoadas que cobriam o céu paulistano quase me fizeram vomitar por diversas vezes naquele metrô suado. Cheguei intacta, porém, e saí da mesma forma.

Ufa.

Fui direto ao meu antigo trabalho, resgatar a carteira de trabalho que havia deixado lá para assinarem. A Patti me enviara uma mensagem durante o percurso, em algum momento, mas li-a apenas ao sair do estúdio. Caminhava cansada e azeda pelas ruas estreitas da Vila Madalena, em direção à casa do Tchiello para pegar o meu desenho, e por algum motivo não consegui lhe responder. Bloqueio emocional estúpido. O calor começava a me irritar, baixando minha pressão e deixando-me mole. “Ele saiu faz uns 10 minutos, foi levar a Pri no metrô”, disse a mãe dele no portão, referindo-se à namorada do Tchiello, “já, já deve tá chegando aí!”.

Droga, esperei. E na volta, já com o desenho em mãos, amassei meu amigo num surto de felicidade. Quase sufocado, ele me xingou repetidas vezes, rindo. Aquela seria a minha a minha oitava. Delírio, endorfina das puras. Fiquei para algumas cervejas com ele e saí já com o sol ameaçando se pôr. Pensei na Patti de repente, na manhã anterior. Cara, eu estou sendo uma idiota. Pensei que estragaria tudo, como sempre, e a respiração apertou o meu peito. Não sabia porque gostava dela, apenas três dias depois e assim, tão inesperada e gratuitamente – mas o fato, danem-se, é que gostava. Com Mia ou sem Mia antes.

Peguei meu celular. Hope my new star doesn't turn to dust – disquei para ela. You think I'm playing with you..., poucos instantes depois ela atendeu e eu sorri, aliviada, ...but i'm just afraid to lose. Cumprimentei-a animada, já brincando, fazendo qualquer gracinha que me veio à cabeça, quase chegando à estação de metrô Clínicas. Ela parecia feliz de ouvir-me dizer seu nome, competindo com o tráfego de ônibus e carros barulhentos.

_E aí, já cansou de mim?
_Estranhamente, não... – ela riu.
_Posso ir te ver então?

A mudança automática de percurso veio, como muitas vezes antes viera. Arrependível, ah, isto com certeza. Mas foda-se a Marina. Ela sem esforço algum provaria-me errada, e muito em breve, só que hoje não. Hoje não. Esta noite, garota, I'm trying hard to find my way to keep you.

17 comentários:

Marj disse...

Isso msm a FM não pode se deixar levar pelo que a Mariana e o Fernando disseram \o Acho tão fofa a Patti ♥

Anônimo disse...

POXA MEL! Você tem o dom de deixar a gente curiosa viu. hahaha
Tá lindo demais, parabéns! :*

Ianca' disse...

To louca na FM ultimamente hahaha O que é a nova tatto Mel? Fiquei curiosa rs Sempre vale esperar. ADORANDO!

Anônimo disse...

QUE BONITINHO ELA COM A PATTI <3

Beatryz Ramos disse...

"Esta noite, garota, I'm trying hard to find my way to keep you."
ameeeeeei Mel,ta perfeito como sempre!

*imaginando a nova tatoo da FM*

'duuda disse...

e essa FM caindo por outra menina? gente, fico tensa, fico mesmo. mas amo, anyway <3333 hahahahaha to louca pela sequencia! bjbjbj

Raianny disse...

Nossa, nem parece que são só 3 dias, está tudo tão intenso! Ahh, isso é inexplicável, mas a Patti me faz querer que a FM esqueça a Mia...

Monica disse...

Nossa... nao tenho nem vergonha de admitir que esperava um encontro com a Mia neste post rs

Quero o caos!

;)

Raianny disse...

Pensando melhor, ninguém nunca vai chegar perto da Mia <3
Por mais fofa e interessante que a Patti seja, sinto falta da Mia...

Ana disse...

Cada vez mais perfeito, Mel.

Agora vou dormir feliz. Obrigada!

=)

Ma disse...

Quero saber:
-O que vai acontecer;
-Qual a nova tatuagem;
-Cadê a Mia;
-Quando é o próximo post;
-Quando é o post seguinte ao próximo post;
-Quando você vai parar de brincar de torturar;
-Quando é o próximo post;
-Quando é o post seguinte ao próximo post.

Patti é um amorzinho, mas cadê a Mia? :( (U)

(♪) cantarolando those dancing days

Dea disse...

ai ai... <3 acho que não é preciso mais nenhum comentário, né? como eu amo isso aqui!

Fran disse...

Faço do comentariio da Ma o meu...
Quero saber d tudo issotbm, principalmente qd eh o proximo post!

E para de torturar no twitter, Meel! To ansiosa por esses acontecimentos agora! :(

Anônimo disse...

Sou mais a Patti do que a Mia. Mia é a namorada do melhor amigo, além do que pisou e fez a sua escolha. E é egoísta, acha que a FM deve alguma explicação a ela, mesmo depois de tudo.

Anônimo disse...

http://24.media.tumblr.com/tumblr_ltl0axwUQt1qhgbvlo1_500.jpg True story.

( the girl fucking Mia ) disse...

Haha, muito boa anônimo do Tumblr! ;)

Anônimo disse...

Tenho quase certeza que a FM sou eu.