- »

agosto 04, 2012

O pó do armário

Discutíamos, a Marina e eu, como se ainda estivéssemos juntas:

_Ele é uma parte do seu passado, porra, não importa mais! Não tem mais nada a ver com você, caralho. Não entendo por que você se apega a isto... – argumentei, irritada.
_Ainda assim, foi uma pessoa que eu amei, foi parte da minha história. Não deixa de ser.
_Ah! Corta essa, Marina!!
_Ihh... tá ficando nervosinha, hein?! – o Fer se divertiu, rindo.
_Bom. Então, você está me dizendo... – a Marina insistiu, sem aceitar a minha posição, o meu ciúme irracional – ...que os caras com quem você ficou, a sua vida toda, foram automaticamente menos do que as meninas?
_Foram. Lógico que foram! – respondi, na mesma hora – É exatamente isto que eu estou dizendo.
_Não é verdade. Não pode ser!
_Claro que é, Má. Eu não lembro nem o nome dos caras que peguei!
_Ah, quer que eu te lembre alguns? – o Fernando logo se voluntariou, rindo, e a Mia arregalou os olhos, dando-se conta de que estávamos falando sério.
_Você?! Você pegou caras? Tipo, homens mesmo?!?

Gente, esta gaveta está muito, muito no fundo do armário – me afundei no sofá, incomodada com a atenção. Vamos deixar lá?

_”Pegar”?! Ela já namorou um! – o Fer soltou a fumaça, rindo, ainda com o baseado em mãos – Um pobre coitado, como ele chamava?
_VOCÊ NAMOROU UM?!? – a Mia tentava não se exaltar, até então sem interagir assim comigo na frente do Fer; mas sem muito sucesso em conter o misto de interesse e surpresa repentinos.
_Era Lucas.
_Essa daí vivia beijando amiguinho meu...
_Ai, mano, mas isso faz, tipo... sei lá, muito tempo. Dez anos! Eu estava na oitava série, porra... Foi namorico de criança. Quatro meses de “não tô sentindo nada”, mais irrelevante impossível.  E aí, no ano seguinte, eu já estava andando pela escola de mãos dadas com a minha primeira namoradinha...
_Ele deve te odiar até hoje – o Fer riu e eu também, concordando; “com certeza”.
_Meu, não, não dá. Não consigo te imaginar com um cara! Não dá, é muito estranho... – a Mia balançava a cabeça, inconformada.
_E vocês dois, hum? Nunca? – a Marina nos apontou, entrando na conversa.

Quem? Eu e o Fer?! Comecei a rir, automaticamente. Apenas a ideia de ficar com ele me dava revertério. Já ficara com outros caras, mesmo depois de velha; em meio ao caos de uma festa ou outra das porra loucas que frequentávamos. Aqueles flashes de memória alcoolizados em que todo mundo, de repente, está se pegando e completamente fora de si. Então, digo, já “aconteceu”. E dos que beijei minimamente consciente, a maioria era viado. No foda-se total. Todavia, nem nos buracos mais sujos que nos metíamos bêbados, eu e o Fer nunca sequer nos cogitamos.

Era impensável. Impensável. Lá estava o cara que já me vira no meu pior, realmente mal, caída pelos cantos, vomitando no meio da Augusta, após porres homéricos, gritando alucinada com ex folgada, louca na balada, chorando por dias a fio, drogada de todas as formas, andando pelada pelo apartamento; que já segurara minha porta no banheiro e não deixara de me amar, nem nunca tentara nada comigo. Ele era mais do que o meu irmão. Era impensável!

_Não. Isto, não. Jamais!
_Ah vá, nunca?! – a Mia duvidou, rindo.
_Nem a pau! Nunca. Porra, não consigo nem ver ela pegando outros caras, que já me dá nojo... Imagina nós dois! Argh, não... Pára!!
_Verdade – eu ri –. Uma vez, o Fer me viu dando um beijo num amigo nosso, trêbada, numa festa... faz uns três anos, e ficou uns dois meses traumatizado depois.
_Quem???
_O Renato, da Tattoo You – o Fer respondeu para a Mia.
_E o Fer andava pela casa no dia seguinte... – ri, toda largada no sofá; a Marina achava graça na imitação – ...tipo, inconformado, dizendo: “porra, mano, que nojo!” e falava: “a merda da imagem não sai da minha cabeça. A culpa é sua! A culpa é sua!”.
_Não saía mesmo, juro. Foi bizarro! Bizarro. Argh.
_Foi um beijo, mano. Nem foi sério. Ridículo! E ele ficou me ameaçando por dias. Ficava: “Nunca mais na minha vida quero ver você com um cara! Nunca mais!”. E aí eu falei que ia virar hétero, só de desfeita. Persegui ele pelo apê inteiro, por semanas, dizendo que tava afim de dar para algum cara. Foi puta onda, mano...
_Pra você, né... – ele me encarou, ainda revoltado.

As meninas riam, aos montes. Eu também achava engraçado. A sua reação era prova concreta da assexualização completa do nosso relacionamento – eu me divertia. Estiquei a mão e alcancei o maço na mesinha de centro, tirando um cigarro para fora na trajetória de volta. Larguei o pacote sobre as pernas e dobrei uma delas frente ao corpo, em cima do sofá. Acendi com um fósforo e calculei para não deixar a volta desigual. Senti os braços da Marina me rodearem então, num abraço meio bêbado e desajeitado.

_Não se preocupa... – fez graça, já bobo-alegre, me apertando um beijo no rosto – ...mais gay que esta aqui não dá pra ficar.
_Acho bom, mano. Eu caço e mato o maluco que tentar qualquer coisa!
_Uh, ciumento... – a Mia riu dele, eu traguei o meu cigarro:
_Pode deixar. O dia que eu gostar de pinto, cê me interna.

A Marina revirou os olhos, rindo; os braços ainda ao meu redor.

_Sutil você, né...

14 comentários:

Anônimo disse...

Nem imagino a FM pegando caras. Impagável hahahaha

Camyla disse...

AAAiii, esse clima entre os quatro tá tão... tão... fofo!!!
Engraçado, nunca tinha pensado na FM com caras. Pra mim, ela sempre foi tão lésbica que isso nem tinha me passado pela cabeça. Ri muito da "empolgação" da Mia! kkkkkkkkkkkkkkk
Adorei o post, quero mais õ/

Anônimo disse...

Hsuahsuhauahauahau ri demais com esse post
A Mia indignada com o passado ht da FM hehe

Muito bom, já quero mais :)

Pathy disse...

Post tão gostosooo <3
Adoreiiiiiiiiiii

Anônimo disse...

Rachei de rir o post inteiro meu! A reação da Mia quando soube que a FM já ficou com caras foi impagável! Sério. Louca pelo próximo post. Mandou super bem como sempre Mel!

Camila Turbiani disse...

Soh imaginei, no final, a FM acabando com ninguem menos que o Fer ?!?! A vida da voltas, gente... todo esse "arrrgghhhh, nao, nem pensar" ahahaha

Anônimo disse...

Huahuaha fer todo lindo, defendendo a fm dos home <3 <33

@livia_skw disse...

Post gostosinho!

jamile disse...

kkkkkkkkk adorei, ri junto =)

Juliana Nadu disse...

Isso deve ter sido a cereja no bolo pra Mia... Ela deve estar pensando que se a FM já pegou homem o que será dela agora!!! rsrsrs

Anônimo disse...

Post delicinha, hein! Muito amor <3

Anônimo disse...

Hahahahaha
FM já foi hétero.
E a Mia já foi gay.
Q coisa, não!?

ohana sanvés. disse...

KKKKKKKKKK gente ri muuuuuuuuuito. como assim o Fer ficou com nojo de ver a FM pegando um cara?? Foi só um beijo poxa, mas mesmo assim, impensável isso k amei o post ♥

Anônimo disse...

Post noooooooooovo, kdkdkd