- »

outubro 01, 2011

Não é problema meu

Saímos da área do banheiro com as mãos dadas. Os seus dedos entrelaçados nos meus, enquanto nos desviávamos das outras pesssoas em direção ao grupo de amigos da Patti. “Namoradinhas de balada”, como chamavam. Nossas mãos e atenções não se soltaram no restante das horas de festa, observava certa satisfação transparecer em seus olhos ao desfilar um tanto embriagada pela pista do Vegas comigo ao lado. E achava graça em ser seu projeto gay. Que se dane, gostara dela. Os amigos estavam se deleitando com as nossas risadinhas, compartilhadas ao pé do ouvido a poucos metros do bar e da Lê que, quando aparecia, me enchia o saco por toda aquela conversa inesgotável a qual demos início desde que saíramos da cabine.

_Resolveu casar na balada, é?! – ela gritava, se divertindo, a uma distância considerável de nós; e eu era obrigada a relevar sua infantilidade amigável para a garota plantada ao meu lado.

Àquela altura da madrugada, eu já malemal cruzava os olhos com os da Mia, perdidos em algum lugar das redondezas na companhia do Fer e de um amigo em comum que encontramos por lá. As minhas intenções estavam ancoradas, agora, nas pernas magníficas da Patti, dançando comigo em meio à pista razoavelmente lotada. Voltava os olhos mais acima para os seus e sorria bêbada, imprestável para ela, que achava graça. Beijava-a ainda sorrindo e puxava-a mais ainda na minha direção, nos conformes do ritmo da música. Então ela colocava os braços ao redor de mim, apoiados nos meus ombros, e me beijava de volta.

Já afogada em repetidas doses de Jose Cuervo, excessivas, a minha mente era um branco absoluto. Branco pleno, não pensava em nada. Seguia fazendo, agindo como se a minha vida, minhas ações dependessem da próxima faixa que saísse daqueles amplificadores de pista. Sountrack kinda life. É. Sorri mais uma vez para a Patti, antes de beijá-la ao som de mais um hit a la new wave remixado. As suas costas nuas e perfeitas naquela frente única filha-da-mãe estavam me tirando do sério. Os seus beijos por outro lado eram mais lentos do que eu gostaria, apenas levemente; mas intensos.

Afundava nela cada centímetro de mim, indo contra o seu corpo, os seus dedos, a sua boca. Foda-se a heterossexualidade. Deslizei as minhas mãos pela superfície áspera do seu jeans preto, os olhos fechados em um beijo embalado na música ensurdecedora do Vegas, sentindo nas pontas dos dedos aquele pano grosso tornar-se aos poucos pele macia, as suas pernas, tomada de linhas old school em si desenhadas. Escorreguei a mão pela lateral de fora das suas coxas e segurei-as, agora firme, na minha direção.

Ela me beijou com vontade, empurrando-me ao meu limite, puta que pariu. Ali, quase perdendo de vez a cabeça e os bons modos, dane-se. Até que afastou-se, contudo, sorrindo, e abri os olhos sem entender bem o que se passava. Rindo, mandou-me ir esfriar os ânimos no bar. Ela ainda não era gay, disse, com bom humor. Desgraçada. Encarei-a por um instante, sem acreditar, e comecei a rir. . Virei-me, então, na direção do balcão e me forcei a conformar. Mas cuidado que eu volto pior, hein garota..., pensei, achando graça no pedido, e me enfiei na multidão.

_Meu... – a Mia me segurou de repente, conforme eu passava por outras pessoas meio à pista lotada, atravessando até o lado onde ficava o bar, segurando-me pelo braço esquerdo e nitidamente bêbaba, a ponto de perder o autocontrole – ...você tá sendo uma idiota!
_O quê?! – estranhei surpresa e então comecei a rir, em ironia – Ah estou, é?

Ela não me respondeu nada, ficou me olhando como se perdera a coragem por um instante e mal podia acreditar naquilo. Tirei o maço do bolso, entediada até a morte por aqueles dois segundos de silêncio dela, e ajeitei um cigarro entre os lábios.

_Vão te colocar pra fora se você fumar aqui, sua imbecil! – arrancou-o da minha boca na mesma hora e descartou-o, jogando-o no chão num movimento brusco.

Fiquei olhando-a, parada ali, já sem entender direito o que estava se passando; bêbada demais para reagir. Era meu cigarro, porra! Olhei o chão por um instante, vendo-o massacrado entre os pés alheios e senti um ódio infantil da Mia por tê-lo tomado. Tornei a encará-la, já automaticamente indisposta àquela ceninha e à conversa que se seguiria.

_Qual é a sua, garota?! – ela reclamou alto na minha direção, agora competindo com a música.
_Por quê? – ri, mais uma vez, e a olhei agressivamente – Hein, tô te incomodando?!

19 comentários:

Anônimo disse...

ai ó. Falei que a Mia ia estragar a comemoração!

E mano, to muito dessa Patti. Vai com fé FM.

Anônimo disse...

ai Miiiiiiiiiiiiiiiia TE AMO!

Luds disse...

É claro que a Mel ia parar aí. Mas É CLARO. Te odeio, tá? Por escrever tão lindamente bem! rsrss continua que tá ficando BÃOOO!

Anônimo disse...

Eu quero mais ):

Anônimo disse...

MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEELLLLLLLL ¬¬' POSTA MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIS CACETE!!!!!!!!!! Mto MUITO BOM!!!!!!!!!!!!!! e agora????

Raianny disse...

Aiiiiii... Senti uma pontinha de dó da Mia. Mesmo agindo como uma fdp as vezes, ela ainda é a Mia, e a FM sem a Mia não é a FM.

Eu particularmente gosto qnd a Mel para no climax do post e posta outro só um mês depois ( exagero haha), da uma sensação boa essa espera pelo próximo, ficar pensando no que vai acontecer o frio na barriga de ficar abrindo o blog toda hora pra ver se ja postou e qnd o post está aqui ler correndo, perder o folego e depois ler mais 3 ou 4 vezes pra pegar todos os detalhes...

=)

Anônimo disse...

OH MY GOOOOOD, Mel posta maaaaaaaais.. eu amo essa história, tu escreve bem demais!!! ><

Luoh disse...

Porrãn sapatão! Queria que a Patty chegasse e desse um beijo daquele na FM e deixasse a Mia ao relento u_u

Anônimo disse...

meu deuss! oq foi esse post?! mta emoção para o me coração fraco hehe. Agora sim... é bom ver a reação da Mia sofrendo pela FM

Luoh disse...

Ahh, e parabéns Mel. Isso tá ficando bom =P

Ianca' disse...

Finalmente Mia, quero mais, pelo amor!

Embora tenha curtido a Patti pra caralho, acho que não passa de balada, ou passe pra um lance físico, enfim!
MARAVILHOSO


Ah Mel, indiquei o blog pra minha irmã HÉTERO, ela vai começar a ler hoje :D

Anônimo disse...

ei genteh adooooroooo esssa historia!!!!!!!! eh muito boa...!!!!
So te pesso uma coisa mel... tente postar regularmente porfavooooor!!!!! eh muito ruim ter q esperar d mais.. valeu bjao... Ps: Essa historia daria uma otima serie de tv...

Anônimo disse...

Rayanni disse tudo.
Poucos autores mantém na espera, parte do prazer de sua obra. Tudo a seu tempo. Todos reféns da agenda da autora...rsrs...que poder!
Mel, esse post foi particularmente incrível. Você tem uma capacidade de descrever movimentos corporais e passar a sensação das personagens. Isso é muito dificil, pois pode cair no piegas. Mas nunca em seu texto. Cool do início ao fim. Sensualidade dentro de um contexto, tudo na dose certa.
Agora, tdo que a FM precisava era de outra hetero confusa. Esse lance não vai virar...
Bjs
Ju T.

Anônimo disse...

TEAM MIA'S FUCKIN' HAPPY! AHAHAHAH. Por favor, Mel, faça com que role um beijo entre as duas. :( Só deus (sick) sabe há quanto tempo eu tô ansiando por uma reação desse tipo por parte da Mia. Que mal há num beijo na área de fumantes do Vegas? hahaha

jamile disse...

mia é a melhor s2 hahaha

c' disse...

geeeeeeeeente. Bom demais o post. Confesso qe as vezes me bate uma raivinha da mia né. Pq ela foi mega escrota cm a coitada da fm.
mas ela ahazou demás agora puxando a fm e mostrando qe no fundo é ela qe a fm qer.
gente ja qero saber o desenrolar da historia. Ja qero mais.
fico loca entrando aqi todo dia ra ver se atualizou. Qand vejo post novo, nossa é bm demás.me bate uma raivinha da mia né. Pq ela foi mega escrota cm a coitada da fm.
mas ela ahazou demás agora puxando a fm e mostrando qe no fundo é ela qe a fm qer.
gente ja qero saber o desenrolar da historia. Ja qero mais.
fico loca entrando aqi todo dia ra ver se atualizou. Qand vejo post novo, nossa é bm demás.

Anônimo disse...

Porra Mia, 'filha da putagem' trocada não deveria doer.

Monica disse...

AFFE rs

'duuda disse...

fato que a mia ia dar piti. por que não largou do fer então? sou TEAM PATTI agora, falei. hahahahahaha
fora o TEAM MARINA <3 hahahahaha
to muito gracinha hoje :P