- »

dezembro 26, 2011

Pain Lovers

Eu havia esquecido de quanto, filho da puta do caralho, aquilo doía. Argh. Minha costela parecia rasgar-se aos poucos. E o açogueiro que sobre ela pendia, o tatuador, achava graça no meu sofrimento. Aliás, ele e a minha amiga da onça, toda vingativa, que me chamou de “bicha” durante o processo inteiro.  

O lugar também não ajudava: a pele ali é fina e o osso por debaixo aumenta a sensibilidade. É um dos piores. Todas as minhas outras haviam doído menos, algumas deram até gosto. Já aquela estava me matando; era complexa e sólida, feita para transformar qualquer um em macho. A minha outra da costela, a do Pequeno Príncipe, já no lado oposto, era pequena e vazada, fora bastante simples de suportar. A nova, uma caveira do Día de los Muertos rodeada por rosas vermelhas, quase me fez desistir após terminado o contorno. Mas o cara era rápido – e eu já tinha pagado, de qualquer forma. Então, com muito esforço, engoli.

O mesmo tipo de rosas, com traços old school, compunha a minha maior até então. Ficava no alto do braço direito – lado oposto àquela nova – e foi, por muito tempo, a favorita da Mia. Ela gostava de flores tatuadas, as minhas me lembravam ela. Todas as outras estavam espalhadas pelo corpo, eram menores e mais significativas. Duas semelhantes associadas aos meus pais, em locais diferentes; uma para minha primeira namorada, o símbolo do infinito no pulso; uma ao redor do tornozelo; e um pequeno triângulo vazado no antebraço, por dentro. De certa forma, eu me apegava às minhas tatuagens.

Mais do que às mulheres. E os meus planos incluíam ainda uma série delas – pelas quais eu ansiava durante o ano todo e juntava dinheiro religiosamente. A última havia sido para a minha mãe, no alto das costas – a dedicada ao meu pai eu fizera há anos e ela, claro, reclamou. Não me importava, atribuía significado a todas. A caveira do Día de Los Muertos, por mais contraditório que soasse, simbolizava a vida e era importante para a minha nova fase.

Da mesma forma, encantavam-me as mulheres tatuadas, numa intensidade justificada apenas por fetiche. Conversei ao longo das horas com o tatuador e a Lê sobre os mais belos exemplos que haviam por aí – ele se divertia conosco e com os nossos comentários dyke pride. Imprestabilidade imensa. Rimos muito, o que ajudou a esquecer um pouco a dor em determinados momentos.  

Quando enfim terminou, o cara limpou todo o sangue da minha pele e a sujeira de tinta preta e vermelha ao redor; e eu me levantei para ver no espelho. Do caralho. Muito do caralho, meu. Sorri como se tivesse vencido uma maratona, absolutamente recompensada. Foda-se o dinheiro, foda-se a dor desgraçada. Aquilo ia sempre valer a pena. Em seguida, a Lê se aproximou e com o celular em mãos, elogiou o trabalho dele, enquanto tirava uma foto para o Instagr.am – me posicionei reta, na lateral, toda orgulhosa.

Platifiquei-me. Agora era a vez da Lê de sofrer nas mãos do cara, mas antes sairíamos para almoçar os três. Ele encontrou um amigo no bar próximo. Tínhamos uma hora, eu e a Lê, o que me sobrava tempo para ir olhar as câmeras na feirinha da Calixto. O sol estava de rachar, subimos a Teodoro e pegamos qualquer coisa para comer no Habib’s da esquina, seguindo direto para a feira lotada. Me entreti por algum tempo na barraca de um maluco cheio das polaroids antigas, mas como toda vez que eu ia na Calixto, percebi que não tinha dinheiro para pagar nem um quinto do que pediam por cada antiguidade e artefato ali.

Subimos um pouco mais na Teodoro, passando pelas infinitas lojas de novos designers e de instrumentos musicais, até a ruazinha da Choque Cultural onde trabalhava uma amiga da Lê. Cara, eu adoro este bairro. Batemos papo por algum tempo, entretidas, mas aí já era hora de voltarmos. Conforme fomos descendo a Teodoro, me engajei em conseguir acender um cigarro no meio daquela gente e andando sem pausa. E foi quando dei de cara com a Clara.

21 comentários:

Iully disse...

Ahhh! comecei a ler nao tem um mes e ja estou te acompanhando. Ahhh esperando histericamente o proximo post! Ahhh! ah siim eu sou seio louca e sei la escandalosa. okok to falando merda e nao aprova isso ok? vou mandar outro. beijinho, te adoro

Iully disse...

Oie !
Amei, todo o blog e perfeito, e vc ta de parabens minha linda ^^'

Aguardo o proximo post. Beijinho

Anônimo disse...

Pra que acabar com o meu dia? Sério?

Bea disse...

The bitch is back. Tô amando! Muito bom...

Anônimo disse...

Por eu estar numa situação meio parecida com a da FM (mulheres comprometidas, y so atraentes?, acho que influencia na minha vida vontade de ter a Mia de volta na história. :(

'duuda disse...

ai, gente. ela tem um símbolo do infinito tatuado, acho que vou chorar de emoção. vem cá FM sua linda <3
hahahahahaha

Anônimo disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah caralho, não acredito!
Claaaaaaara ♥

Ianca' disse...

Eu encantada com as descrições... Tava ansiosa pra saber da tatuagem e realmente deve estar muito linda... E quando falou do link fiquei louca querendo ver a "possível FM tatuada" num link solto na internet hahahahaha

Ma disse...

1. Amei a tatuagem, óbvio.
2. É A BJÖRK???

;*

Anônimo disse...

Assim que eu li que elas passaram por algumas lojas de instrumentos musicais eu logo pensei: "imagina ela esbarrar com a Clara?" E não é que aconteceu mesmo isso?! rsrs Muito bom está muito bom.

Tami disse...

QUEEEEE????
Caralho! Não acredito nisso!

Beatryz Ramos disse...

cabô a curiosidade da tatoo da FM cabô.. rs
ai, não demora com o próximo post! rs
esses encontros inesperados são sempre os melhores e surpreendentes ;)

Anônimo disse...

Super aprovei a nova tattoo, caveira old school é o q há.

Fazneime disse...

A Clara? Oi? UAHSUHAUSHAUHSUAH' PRÓXIMO POST POR FAVOR D:

Vitória Régia disse...

esse post me encorajou a fazer uma tatoo hahahahaha amei mel!! ansiosa pro próximo post hihi

Juliana Nadu disse...

Acho que to sentindo falta do draminha com a Mia já!!

Marj disse...

Esse post me deu uma puta vontade de fazer mais uma tatuagem, na verdade varias hahahhah

Pris disse...

Ih gente Mia já era, foi a roça perdeu a carroça.. digo a Linda da FM kkkkkk .. mas Clara ahasa! ;)

_1anjo disse...

Ahhhhhh, a Clara ♥ hahahaha Tô adorando!

Anônimo disse...

Não, a Clara não :\

Anônimo disse...

Ate a Clara já voltou e nada da Mia :(