- »

setembro 17, 2012

Receita pra desastre

A montagem das caixas começava a se tornar um caos. Uma após a outra, com mais dificuldade. A ideia tinha partido da Mia, que levantou em determinado momento para ir à cozinha e voltou com uma garrafa de Bacardi ouro entre as suas mãos que eu, cada vez mais, tinha certeza que não prestavam. Nada. E se tinha uma coisa que eu e o Fernando éramos incapazes de recusar, como os fracos humanos que éramos, era rum – ela sabia. Maldita. Eu podia ver os trilhos prestes a serem descarrilhados, como uma observadora passiva inerte, e não fiz nada a respeito. Pelo contrário. Bebi gole atrás de gole, rindo junto aos dois por horas no chão da sala, em meio aos vinis espalhados.

A nossa sorte é que o toca-discos havia sido embalado ainda no início da garrafa. Encontrávamo-nos agora na sexta ou sétima leva de vinis. E descontávamos a nossa crescente falta embriagada de coordenação no papelão, que se tornava cada vez mais amassado na lateral torta das caixas. As conversas logo começaram a tomar conta do nosso tempo, excessivas, enquanto pouco trabalho era de fato feito. Por volta das onze da noite, acendi um baseado, abdicando-me do meu posto. E ri da desorganização que causáramos na sala. Há muito tempo que eu não me divertia assim com o Fer e a Mia. Hm, senti falta disto, admiti a mim mesma – apesar dos pesares, aquelas eram duas das minhas pessoas favoritas no mundo, com quem eu me dava tão bem. Peguei um dos compactos originais de rocksteady do Fer nas mãos e a Mia me tirou o fino aceso.

_Mas afinal, quanto tempo vocês já estavam aqui? – ela perguntou, tragando, e comecei a calcular em voz alta, confusa pela quantidade de rum que infiltrava-se na minha cabeça.
_Foram quatro, cinco... não, quatro anos e... seis me...
_Oito! Foram oito.
_Não, Fer... OITO meses?! Nem a pau, não... – balancei a cabeça para ele, com convicção – ...eu tinha 20, meu. Tenho certeza. E o meu aniversário é só daqui um mês ainda, não pode ser oito.
_Então foram sete. Seis não pode ser... – argumentou, sério – Mano, “seis meses” a gente teria que ter mudado em... que mês a gente tá agora?

Comecei a rir, com as pernas cruzadas no chão. “Olha pra você, meu! Você não sabe de que porra você está falando!”, gritei com ele e ri, já fora de mim. A Mia começou a rir comigo, sequer entendendo o que se passava naquele momento. O baseado em mãos. Peguei-o de novo dela e puxei ambiciosa por algum tempo, na intenção de segurar tudo aquilo nos pulmões – mas, claro, comecei a rir mais uma vez e a fumaça escapou toda. Já o Fer, por sua vez, ria de mim. O som na sala seguia barulhento – passível de multa. E nos tornávamos cada vez mais altos. Competíamos com os alto falantes; enquanto a Mia argumentava que tínhamos, de longe, o melhor apartamento de toda a Frei.

_Todo dia, juro. Nós saímos TODO DIA no primeiro mês, quando mudamos pra cá – apontei o indicador contra o chão, assertiva –. Mano, eu não lembro nem O QUE aconteceu quando começamos a morar na Augusta, é tudo tipo uma grande nuvem na minha memória, sério.
_No fim do mês, eu e você estávamos casados com a privada... – o Fer riu, me tomando o baseado e tragando duas rápidas bolas.
_Cara, na boa, eu comi gente que eu não sei o rosto até hoje... – achei graça e a Mia sorriu, nos observando tagarelar – ...se eu ver na rua hoje, eu não sei dizer.
_Nem eu sei, porra... – o Fer riu – Não. Espera! Quem eu tava comendo quando a gente mudou?!
_Nossa... você jura mesmo que você espera que EU lembre? – comecei a rir do pedido absurdo, quando subitamente me ocorreu, num flash breve de memória – MANO! Não! Nããããão, ahhh! Você tava com aquela vaca, argh, aquela vaca insuportável!!! Puta merda, Fernando. Esta era pior ainda que a Julia. A... a que me odiava, homofóbica do caralho.
_Ah, a Karina... – ele começou a rir também, se lembrando.
_Nossa. Por que te odiava?! – a Mia entrou de novo na conversa, de repente.
_Ela tinha alguma coisa contra, sei lá. Juro, mano: era só eu CHEGAR no apê, que ela revirava os olhos. Toda vez! E se eu tivesse com alguém, então, ela saía do cômodo. Puta mina fresca. Não conseguia nem olhar a filha-da-puta!! Uma vez ela disse pro Fer, não foi isso, que não achava que você devia andar com “gente assim”, não era, meu? Puta babaca do caralho!
_Credo. Mas POR QUE você tava com essa mina?! – ela se revoltou.
_Ah, sei lá... Só tava, meu. E a gente nem ficou tanto tempo assim, eu dei um pé nela depois que ela falou essas paradas aí...
_É. ”Sei lá”, né... – comecei a rir de novo, sabendo a resposta real, e me virei para a Mia para tricotar – ...ela tinha, mano, juro... o maior par de peito da Grande São Paulo. Imensos! O negócio não cabia numa rede de praia, imagina só num sutiã. Juro-por-Deus. Se ela fizesse uma espanhola, ele sumia.
_Isto é sensacional... – a Mia ria, achando graça da promiscuidade do Fernando por um par de seios descomunais.
_Fica quieta.
_Cara, a garota tinha u...
_As duas! – ele interrompeu.

Nós rimos, os três. E a Mia se esticou – naquele shorts minúsculo cada vez mais difícil de ignorar, vindo direto dos Infernos para o meu lado no piso de madeira – até alcançar o isqueiro largado no chão e acendeu mais uma vez a brasa já apagada do baseado. O cômodo parecia de alguma forma enevoado, o contraste com a lâmpada amarela no teto não ajudava muito. A poucos centímetros da TV, o rádio tocava no último volume a música nova do No Doubt, direto do meu iPod, e o meu pensamento se fundia meio vago àquela atmosfera ensurdecedora, um tanto perdido entre as palavras que falávamos e a letra que a Gwen gritava ao mesmo tempo, enquanto ríamos incessantemente na sala.

Sentia os meus pensamentos anulados. Era como viver no absoluto presente, sem roteiro algum na cabeça. Em branco, “limpa”. And I really mean it this time / And you know it's such a trip / Don't get me started / I'm trying to get a hold on this. Fechamos com muito custo e algumas distrações extras mais uma caixa, faltavam agora poucos discos espalhados pelo chão. O Fer, todavia, começava a sentir o baque da cannabis no cérebro. Bocejando durante a montagem da caixa seguinte, enquanto eu ainda fumava descomedida, empurrando a fumaça seca com o que restava do rum, chegando ao terço final da garrafa; num comportamento insensato.

O trem descarrilhava. Sem que tenha demorado muito, apenas quatro ou cinco músicas depois, o Fernando bateu com as mãos nos joelhos e levantou-se do chão, anunciando que não conseguia mais manter os olhos abertos, fritando chapado pela má combinação. Ia nos deixar ali, disse. Deu dois passos até a prateleira no centro da sala, abaixando o volume do rádio, e se dirigiu a nós duas – “pode largar o, o, os coisos aí que, deixa que, que amanhã de manhã eu termino”. Falou em palavras arrastadas, desconexas. E entrou no corredor para ir dormir.

38 comentários:

Anônimo disse...

As duas sozinhas não vai prestar... Amo!!!

Anônimo disse...

maaaano, eu quero o outro. serio. posta o proximo logo. por favor por favor por favorziinho.

Aileen disse...

O fer não vai mais conseguir passar pela porta daqui a pouco

Érika disse...

Sensacional!
Esse post me lembrou muitoo aquele das formigas rs... Mesma atmosfera, td muito leve, solto, fácil!
Adoro os 3 juntos, numa boa. Mas então, o Fer foi dormir né, deixando a Mia e a FM sozinhas e vamos combinar q assim fica melhor haha.

Aguardando ansiosamente o próximo.

Bruna disse...

Nossa... fim de post com TOTAL gostinho de quero mais!

Vejamos o q acontecerá com esse trem descarrilhado...

Ianca' disse...

"Apesar dos pesares, aquelas eram duas das minhas pessoas favoritas no mundo" *----------* awwwwwwwnnnn
Adoro saber desses detalhes da amizade dela e com o Fer, a vibe foi ótima. Foi realmente lindo ;D
_____________________________________
Deixar elas sozinhas? Agora? PUTA QUE PARIU
Cadê o outro, Melissa? D:

Anônimo disse...

exijo a continuação AGORA na minha mesa, dona Melissa.

att

Juliana Nadu disse...

Aiiinn!! Que deliciaaaa ver o entrosamento desses três!! Apesar de torcer pra Mia e pra FM.. Amo o Fer.. E não queria que ele se desse mal nessa historia! Porqueeeeeeeeee né! Essa parada das duas sozinhas, chapadas e decididamente uma na da outra não vai prestar! E acho que o grande dia tardou, mas chegou!! É hoje!

próximo please!

@livia_skw disse...

Eu disse, eu disse! Sabia que ia rolar algo assim! O Fer fritando, e as duas se pegando!

Ana Zamur disse...

Mia, se joga, sua linda! *-*

Bibi disse...

Ahh, nãoo Gwen e Mia na mesma sala nãããoo muito porre ao mesmo tempo hahaha.. Canabis e rum são fichinhas.

Ai amei esse post, quase chorei quando li eles conversando sobre qto tempo estavam ali...Vou sentir falta do Fer, sentir falta dessa "coisa" u.u

As duas sozinhas ali, puta merda sério que vou ter que esperar o próximo post? O.o
Ahhhhrrghhh ansiedade que me consomee pqp

Beijo Mel, post nota 1000 =D

Pathy disse...

"Vinda direto dos infernos para o meu lado" (66)

Eu só acho que a continuação deveria ser postada hj, só acho! HAHAHHAHAHHA


Fuck Yeaaahhh

Gabs disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, meu Deus.
To morrendo, cadê o próximo post Meeeeeeeeeeeeel?
Gente sério, muita sacanagem parar aí. Muita. G.G
Vai demorar? Diz que não, por favor.
Please, sem maldadinha com suas leitoras poxa. ):

Camyla disse...

Adoro os 3 juntos, numa boa.²

Continua, continua, continua *-*

Anônimo disse...

esses 3 tem uma sintonia monstra! hahahahaha

e agora as 2 sozinhas e chamadas.....
aí sim a ansiedade pro próximo post bate loucamente ! hahaha

Anônimo disse...

Quanto tempo eu esperei por esse momento muahmuahamuah

MIA <3

Anônimo disse...

E aí, será que a FM vai conseguir lembrar da Clara com esse trem descarrilhado?

Continua, Melzita, sua linda!!

Dea disse...

dá pra sentir quando você se empolga muito num post, Mel. e eu AMO! fico empolgada junto. e sinto que mereço uma prévia, depois da raiva que senti daquela inbox que você mandou, hahahaha! please? *.*

Ketlen K disse...

Sdds da Clara :( rs

Gabriele disse...

Hmmmmm adorando kkkkk

Anônimo disse...

Ooo, quero ver mto esse 'desastre' ;p

#Miasónasagacidade

Anônimo disse...

QUERO VER O DESASTRE JÁÁÁÁ!

Anônimo disse...

huuuuuuuuuuuummm..sinto cherinho de Fm e Mia por aki...
:DDDDDDDDDDDDDDDDDDD

Lu disse...

Fico com o coração apertado: potencial da m... é imensa! :/

Anônimo disse...

uma obs: curti a foto nova da FM aqui. ;)

beabada disse...

O Fer é muito ingênuo JDOSDFSAJDAKS;LDUS;HDPIUASHDAHDLAS Como está em praticamentos todos os comentários anteriores: as duas sozinhas não vai prestar.

Aliás, vai prestar e muito... É o que eu espero a meses, poax HFDHAKSF;OHDDSJFHLS

Anônimo disse...

Mel, hoje eu recebi um livro autografado pelo autor e fiquei imaginando quando eu terei um livro seu autografado, sério. Melhor ainda seria se esse livro fosse um exemplar do Fucking Mia HAHAHAH (Tô rindo porque rimou, mas, sério, seria genial).

jamile disse...

receita para desastre, super sugestivo esse nome! hahaha

Aline P. disse...

Aaaaah, nooooooooo!
As duas sozinhas e eu vou ter que esperar o próximo... Por favor, não demora :((((

c' disse...

Nossa velho, fm e mia sozinhas?! Isso nao vai prestar.
Esperando o proximo post mega anciosa.

Mas tenho uma pergunta, como assim se passaram só oito meses qe eles moram juntos? Pq se vc for ver por uma ordem de fatos, acontecimentos e tempos qe fm e mia ficaram sem se falar, parece bem mais tempo.

( the girl fucking Mia ) disse...

4 anos e 8 meses, flor... rs

c' disse...

Ah sim mel, brigado. Nao acompanhei o raciocinio. ;}

Anônimo disse...

Hahaha
Parar aí foi maldade pura haha

Vai lá FM, destrói logo a parada toda. Já faz muito tempo essa migalhinhas entre a FM e a Mia. Só lamento pelo Fer, não que ele seja A vítima, mas uma facada dessas ninguém merece.

Ansiedade...

Anônimo disse...

Finalmente, as minha musas estão "sozinhas" de novo.. come ela FM.. por favor...

sómaldade..rsrs

Anônimo disse...

Próximo post tem que matar toda a saudade que estou sentindo da Mia com FM, PLEASE. Quero cenas picantes, hahaha. Amei o post.

Anônimo disse...

Por favor, no próximo post, desejo algo que me faça subir pelas paredes, e que eu possa gozar de prazer só de ler... faça algo picante, por favor, atenda ao pedido de uma "garota-do-armário"

Anônimo disse...

Após reler esse post, pressinto: Mia dando encima, FM se desesperando e Fer roncando no quarto ao lado.

Vai dar merda??? Maaaaaaaaagina!

carina disse...

estava pensando aqui, e me veio na cabeça a fm ficando com uma garota mais masculina, até mesmo andrógina. achei graça. fm sempre tão no domínio da situação, mais ativa talvez (não gosto desses rótulos mas tive que usar agora pra tentar explicar). seria divertido vê-la do outro lado, sabes? isso não combina com ela, e por isso mesmo seria engraçado, ela afim de uma andrógina super ativa ahahah. mas é claro, no final das contas ela tem que ser da mia, sempre.

ansiosa para o próximo post! não demoraaa.