- »

setembro 12, 2012

Pré-Bacardi Rum

O clima no apartamento ficou estranho. Apesar dos meus esforços para compensar a minha acidental falta de sensibilidade na noite de quinta, o Fer manteve a sua cara devidamente fechada pelos dias seguintes. Co-existíamos no apartamento como dois irmãos após uma briga; eu puxava assunto na mesa da cozinha e ele me respondia com três palavras. Tá, eu sei que eu mereço; mas... porra, são nossos últimos dias aqui! E eu não tinha feito, de fato, nada além do acertado. Mas aquele era o meu castigo nas nossas últimas horas morando juntos – a sua indiferença. Agindo como se pouco importasse; “que seja, então”; enquanto a verdade era que ele estava menos bravo com a minha rápida troca de colega de quarto e mais desconfortável em sua própria pele, incomodado por ter que deixar a sua vida comigo ali na Augusta.

O ânimo do meu melhor amigo só melhorou quando a Mia chegou, no sábado à tarde, para ajudar a empacotar as coisas que ele levaria para a casa dos pais. O combinado era que ele as levaria no domingo e, até então, eu não vira um pacote sequer pelo apartamento. Eu estava largada no sofá, com os pés espalhados sobre a mesinha de centro, jogando videogame e bebendo calmamente o que já deveria ser a minha quarta long neck; quando os dois entraram consideravelmente mais bem animados pela porta da frente, segurando infinitas caixas desmontadas de papelão nas mãos. “Alguém está de bom humor...”, comentei sem tirar os olhos do jogo, sob o risco de ganhar um olhar de merda na minha direção. Mas não – ele riu e passou por trás de mim no sofá, dando-me um tapa atrás da cabeça. Seguiram em direção ao quarto. Reacomodei-me no sofá, surpresa, e os observei andar corredor adiante. Isto só pode ser obra sua, meu, olhei para a Mia, que ia alguns metros atrás dele e então tornei a encarar a TV, satisfeita.

Balancei a cabeça e ri. Muito bizarro. Pude ouvir a música alta vir do quarto e ambos conversando durante a tarde toda, divertindo-se. A maior parte das coisas dele – as roupas, os lençóis, todos os livros etc. – estava lá dentro acumulada, socada no fundo dos armários. Enquanto isto, ainda na sala, eu já abria a penúltima cerveja do engradado e me afundava no sofá, lá pela 31ª rodada de Mario Kart 64. O sol se punha, reparei, quando ouvi enfim a porta do quarto abrir-se e o som escapar barulhento para o corredor. Ao fundo, o Mick Jagger gritava os versos, acompanhado pela guitarra aguda do Buddy Guy. "Give me champagne when I'm thirsty, give me a reefer when I wanna get high...". Cantarolei por um instante. Poucos segundos depois, senti a Mia apoiar os antebraços no encosto ao meu lado, em pé atrás do sofá onde eu estava. Subi os olhos na sua direção.

_Acalmou a fera? – sorri e voltei os olhos à corrida, sem chegar a pausar o jogo.
_Ah, ele está nervoso. Com a história toda, né, não queria ter que sair... – ela respondeu; e passou os pés descalços por cima do encosto, deitando-se tranquila ao meu lado e colocando as pernas com naturalidade sobre as minhas – ...mas eu disse que ele precisava aproveitar os últimos dias aqui e, não, ficar pensando nisto. Não é como se fosse o funeral dele, também.
_É...

Respondi meio sem jeito, pega desprevenida por toda a sua “liberdade” repentina. Não. Não surta, não surta; não quer dizer nada. Procurei me distrair da audácia das suas pernas, expostas num mini-shorts sobre a minha comportada calça jeans, focando os olhos no jogo que rodava na TV, mas incomodada. A minha cabeça começou – inevitavelmente – a disparar. Desde quando viramos amigas? De onde diabos surgiu esta intimidade toda?!, a questionava em pensamento, sem dizer uma palavra, e então começava a debater comigo mesma. Ok. Eu sei, eu sei de onde surgiu; isto é culpa minha. Mas, ainda assim, não somos tão próximas! Não podemos ser! E menos ainda aqui dentro, caralho, com o Fer ali no quarto do lado. Aquilo era ridículo e eu sabia – argh, um movimento dela e lá estava eu, inquieta, perdendo a minha cabeça por aquela garota. De novo. Quantas vezes mais preciso superar esta merda? E somos minas, porra. Por que não? Por que ela não poderia? Garotas fazem isto o tempo todo, seguia jogando em semi-piloto automático, enquanto convencia a mim mesma de que nada daquilo era problema. E que, se o Fer entrasse ali, não veria nada de errado; que o drama estava todo na minha cabeça. Por que inferno eu me importo, afinal? Fodam-se as pernas da Mia! As duas. Dane-se. Não dou a mínima mais, eu tenho a Clara, cacete. Pisquei enfaticamente, na tentativa de afastar aquela imbecilidade sem fim dos meus pensamentos. As suas pernas, todavia, continuaram ali.

_E você...?
_Hum?! Eu, o quê?
_Está... – questionou, me olhando – ...nervosa?
_Não – dei de ombros –, de boa.

Respondi sem ser lá muito sincera. Estou nervosa com as suas pernas nas minhas, caralho. E por outro lado, também não havia dado à mudança toda consideração que deveria – uma vez que pensasse, de fato, a respeito ou me visse enfim sozinha no apartamento, certamente entraria em parafuso. Mas não, não vou pensar nisto agora. Voltei a minha concentração ao jogo mais uma vez, já na última volta. E tão logo a voz do Buddy Guy entrou, clamando: “Hey, Mick, there shouldn't be no law when a man wanna smoke a little dope”; ouvi o Fer surgir detrás do sofá, vindo do corredor, pedindo que o ajudássemos a empacotar os vinis da sala. Pulei em pé na mesma hora – livrando-me, o quanto antes, daqueles 95 cm de puro incômodo.

_Vou deixar os CDs aí, beleza? – disse, de notável bom humor – Quero levar só o toca-discos e os vinis. Ah, aliás, minha mãe me encheu pr’eu vender o fogão que ela deu de presente, mas vou deixar aí também. O seu antigo é um lixo – riu.

29 comentários:

Anônimo disse...

O Fer de bom humor, a Mia com intimidades, a FM surtando. Pressinto: VAI DAR MERDA! HAHAHAHHAHAHAH

Anônimo disse...

Amo quando tem a Mia nos posts <3

Anônimo disse...

MANO, SE ESSE JÁ ME MATOU.. QUERO VER O "PÓS" BACARDI HAHAHAHAHAHAHA AAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH MAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIISSSSSSS!

Vitória Régia disse...

não vou nem mentir que tô com saudade de FM e mia juntas no maior amasso hahahahaahaha QUERO MUUUUUUUITO!!!!

Anônimo disse...

Estamos em pleno 2012, poax. Cadê os cientistas criando clones da Mia, cadê?

I NEED <3 HAHAHAH

@livia_skw disse...

Parece que as coisas não andam tão mal assim, haha. É aquela calmaria antes da tempestade.

Anônimo disse...

MIA...MIA...MIA... *_*
#amei o post...muito ansiosa por mais....kkkk (Ana Curi)

Gabs disse...

Ahhhhhhh.
Muito, muito bom. Mas deixou aquela vontade de quero mais, hein Mel.
Que maldade. asuhaush ):

( the girl fucking Mia ) disse...

"Trouble is my middle name, but in the end I'm not too bad..." tchu-ru-ru... :D

Anônimo disse...

hahahaha
Sempre bate aquela sensação:
"Vai dar merda!"
=]

Se bem que se o Fernando não morar mais lá, a Mia não vai ter 'desculpa' para ir lá perturbar a FM quase todo o dia

( the girl fucking Mia ) disse...

Ou...

Roberta disse...

Gostei do post, juro que até me emociono ao ver o desespero da F.M, essa agonia, esse medo de passar tudo de novo, a agonia de amar... Tudo muito bem pra continuar assim

Coxiba disse...

Elas super podiam ter se pegado no sofa :(....
... sera q elas vao ;p

amei o post Mel, maravilhoso como sempre!!!

Anônimo disse...

o q eu mais curti foi esse "ou" aqui! hahahaha... cade a mia visitando a fm?

Anônimo disse...

Meeeu eu adorei esse post, não foi um dos mais quentes, ou engraçados mas sei lá eu adorei meu. A atmosfera toda tá tão nova, diferente, sei lá como explicar, mas foi ótimo esse post e me deixou com uma super vontade de quero mais! Mel vê se não demora muito com o próximo, pelo bem da suas leitoras, por favor né?! Mais, mais, mais, já!

Dea disse...

"Ou..."

HAHAHAHAHAHA! exato. se é que eu entendi o comentário.

;*

Aline P disse...

Ou... Não terá um Fernando pra interromper hahaha

Anônimo disse...

MIAAAA <3

oq foi esse "ou" dona Melissa??? surtei agora

jamile disse...

mia sedução <3

Anônimo disse...

o último comentário da Mel matou! hahahaha
morrendo de curiosidade com os próximos postos só por causa dele!

agora a Mia terá onde ficar a sós com a FM....

mas sei lá! é tudo tão imprevisível demais!!!!

Pathy disse...

Mia, Mia, Mia sua linda ♥
Será que a Mia faz isso de Propósito?! sério, as vezes eu acho que ela ta louca pra dar, em qualquer lugar.. Enfim. ( E isso é uma coisa muito boa, ok?! ) HAHAHAHAHHAH

Ou ela faz tudo inconsciente mesmo?! :s

Anônimo disse...

"Fodam-se as pernas da Mia! As duas."
Hahahaha eu gosto do jeito dela pensar/falar. ;)

ohana sanvés. disse...

HSOASHIAHAOH morri com o surto da FM XD

Lu disse...

Me sinto meio idiota vindo aqui e repetindo tudo o que já disse e o que foi dito! Enfim, por uma blogueira feliz: Mel, post sensacional as ever! Adoro a trama!
#PorUmLugarNoJuri! ;P

Anônimo disse...

Eu juro que minha expectativa de vida era a Mia ir morar junto da Fm haha .. Broxei Mel mal ): .. Imaginaa aqueles Posts Hot da Mia e da Fm tudo de novo ? Ai aiai , so de pensar me da um certo arrepio .. Mas , porem , todavia , entretanto , vou me contentar com o seu "ou " ali pra cima ok Melzita ? Haha

Juliana Nadu disse...

Geeeeeeeeeeeeente ducéu!!! Agora siiiiiiiiiiimmm!! O Fernando longeeee, a Mia sabe o caminho!! Agoraaaaaa sim vai rolar ehn!! =D Pressinto cenas maravilhosas do proximo capitulo! Mia&FM #TeamMia

Juliana Nadu disse...

Não duvido naaaada de uma conversa entra a Mia e o Fer:

Fer: - Poxa, eu não queria ir embora, deixar meu ap, ficar longe da FM.........:(

Mia: - Calma amor, eu estarei por perto, vou estar sempre perto do ap da FM, e cuidar de tudo pra vc!!!


hahahahahahahahahha noooossa que viagem!!! Mas mulher eu sei que é um bixo sem vergonha! sahushausa

Anônimo disse...

Hahahahaha.... A Mia é má!

Ianca' disse...

Apesar de tudo, os personagens foram amadurecendo, acompanhar isto é muito lindo. Fui reler o comecinho do blog esses dias e pude notar isso.