- »

novembro 24, 2012

“Car ensemble...

...rime avec désordre(Coeur de Pirate)

Alcancei o prato na mesa com a mão, ela segurou gentilmente o meu pulso. Começava a escorregá-lo na minha direção e ela me interrompera. Ainda a olhava direto nos olhos. Sorri. E então forcei mais uma vez o braço, trazendo o prato para mim e desvencilhando-me do seu charme irritante, que contaminara toda a maldita cozinha àquela altura. Coloquei os meus pés então a caminho da sala de estar, sem olhar para ver se me seguia. Liguei a TV, como recurso de distração, e sentei-me no sofá para comer o meu jantar.

Não até a segunda garfada de lasanha que a Mia se juntou a mim. Virei apenas de relance o rosto e a observei ali com o canto do olho, voltando logo a prestar atenção na minha comida. Achava graça em tê-la sentada ao meu lado ali em plena terça-feira à noite. No meu apartamento. O clima era curioso, pra dizer o mínimo. A minha mente divagava. Como as pessoas que tinham os seus membros amputados – eu o vira em um documentário – e ainda sentiam os dedos mexer ou a sua perna coçar. Da mesma forma, eu sentia que o Fernando entraria a qualquer momento naquela sala, ainda que o seu quarto estivesse vazio e todas as suas coisas tivessem sido levadas. A Mia me encarava; ela riu.

_Relaxa – disse e eu pensei, não estou nervosa; mas ela tirou o prato do meu colo e o apoiou com delicadeza na mesinha de centro, colocando as pernas em seguida sobre as minhas, cada vez mais descoberta naquele leve vestidinho preto.

Assim que você acha, garota, que eu vou relaxar?, ri.

E a olhei, achando graça. Fiz então um movimento para pegar de volta o prato, me curvando na direção da mesinha frente aos meus pés – desistindo, todavia, no meio do caminho. Suspirei, suavemente bloqueada pelas suas pernas ali. Ri. Não posso nem comer agora? Ela se reajeitou mais próxima e apoiou o cotovelo no encosto do sofá, tocando com os dedos o meu cabelo. Senti um desconforto. Algo bom e ruim. A sua mão posicionava uma mecha delicadamente atrás da minha orelha. Respirei fundo e pude sentir as suas canelas deslizando uma na outra a poucos centímetros de mim, sutis sobre o meu colo, num liso esbarrar.

O meu prato esfriava, cada vez mais longe. O mínimo movimento daquela garota ao meu redor, no entanto, parecia capaz de esquentar as minhas calças de dentro para fora. Caralho. Eu sabia onde ela estava indo com aquilo. Resolvi fazer uma última tentativa em direção à comida, desacomodando-me do buraco que começávamos a formar lado a lado no encosto, e as suas pernas mostraram-se novamente um empecilho. Quase sem intenção, ali. A encarei, rindo da minha própria situação, e ela sorriu, incrivelmente tentadora. Inclinava a cabeça para mim com naturalidade. No retorno, sem pensar, eu havia pousado as mãos em seus tornozelos. Ela as olhou, os meus dedos lhe tocavam acidentalmente a pele tatuada. Reajeitou-se mais uma vez, ainda mais próxima. E espichou-se para pegar o meu celular na mesa de centro.

_O que você está fazendo? – ri dela, sorrateiramente mexendo nas teclas; havia voltado a tela contra mim.
_Estou avisando que você não vai...
_Ah, tá! – ri mais ainda, esticando a mão para que me desse o aparelho imediatamente – Vai, Mia, pode parar com a graça...
_Não se preocupa, não estou estragando o seu disfarce! – ela sorria, digitando maliciosa, e eu achava engraçada a ceninha.
_Ah, não? Ela nem vai suspeitar mesmo, aham.
_Não, ó, escrevi igualzinho a você!

Comecei a rir, de novo, com a nuca apoiada no encosto. Esta eu quero ver. Estiquei mais enfaticamente a mão para que me entregasse e ela mandou que eu esperasse, que estava terminando. “Você não vai mandar isto”, a adverti, rindo. Ela colocou a pontinha da língua entre os dentes na mesma hora – pode ir parando aí, ô esperta. Precisava supervisionar aquilo. Pulei em cima dela num movimento mais assertivo para reaver o meu celular e ela não impediu que eu o tomasse, agora já praticamente em cima dela. Tornei a sentar no meu lugar – sem as suas pernas mais no meu colo, que caíram durante a breve disputa – e pus-me a ler a mensagem, ainda não enviada.

“Garota, não posso ir. Apareceu uma parada aí, vou ter que resolver. Foi mal! Bjo“

_Eu não falo assim – olhei para a Mia com todo o meu desprezo e ela riu.
_Claro que fala! Como não? Olha aí... – apontou para a mensagem, ainda aberta nas minhas mãos, se divertindo com os meus modismos – ...“foi mal”, “uma parada aí”, “garota”.
_Ah, e é assim que você acha que eu me comunico com a Clara? – eu a encarei, achando graça ainda no SMS que escrevera.
_Sei lá! Você se comunica assim com todo mundo.
_Olha. Para começo de conversa... – ela não é todo mundo – ...não mando beijo, mando beijos. No plural. E o “garota” está errado, eu não uso assim.
_Ah, não?! E usa como?
_Eu só falo diretamente quando estou interessada; ou muito puta – analisei, rindo.
_Ah, bom saber... – ela achou graça.
_Cê já devia saber, você já ouviu vários desses.
_É. “Alguns”.

Fez como que arqueando a sobrancelha, implicando certa ironia na quantidade de “garotas” que eu já havia soltado na sua direção. Besta. Ela, de fato, detinha o recorde. Continuei rindo, olhando-a – agora, com certo carinho. E então apaguei toda a mensagem que ela escrevera. Este absurdo. Sem pausar, num só embalo, tornei a digitar – “Bi, não posso ir hj. Desculpa! Te dou um toque amanhã e a gente combina outra coisa, sei la, obrigada por ontem. E anteontem :-)”. Sem que a Mia visse, claro. Enviei. Com outro “desculpa msm.” num SMS logo em seguida.

_Tá... – larguei o celular na mesa, levantando, e comecei a descalçar os tênis em pé, enquanto olhava para a Mia – ...vamos nessa, então.

22 comentários:

Aléxia Carneiro disse...

VAMOOOOOOS NEEEEESSA ENTÃAAAAAO! ASDOKASDKPSOAKODA

Dea disse...

eu, como sempre, leio o post descendo a página bem devagar, linha por linha, pra não estragar o que vem logo abaixo. e qual não foi a minha surpresa quando o post simplesmente ACABOU. sério... eu preciso dessa continuação. tou on fucking fire aqui na frente do computador, puta que pariu.

NEED IT!

Ianca' disse...

VAMOS NESSA PORRA! Que post fooooooooda! Que Mia audaciosa, po.

Giovana Turioni disse...

Achei que foi meio que uma estupidez da FM. Ou talvez eu que esteja toda chata e cheia de mimimi. Mas como sempre você foi ótima, Mel.

Anônimo disse...

Medo desse "vamos nessa então"...
Só falta a Mia dar pra trás agora... hahahaha

E a angústia de esperar pelo próximo... judia muito não, Meeeeell!!!

Anônimo disse...

Como tira o sorriso do rosto agora? Parece que tá acontecendo comigo sasporra, cara BJFISBDF;OSDNFLSJ; ai sem or.

Amando, apenax.

@livia_skw disse...

Só eu acho que agora a Mia vai fazer cu doce?

Anônimo disse...

Ceis tudo esquece da Clara, nããããããããããão! A FM me da nos nervos. PUTA MULHER FODA! E ela comendo a mia. aff

Ianca' disse...

De repente do achando tudo "fácil demais..." Relendo... hahahaha

Pathy disse...

Eu só queria deixar claro, que tô com uma raiva dessa Mia, e consequentemente da FM.. Vai gostar de se foder assim lá em Sodoma. PQP!


#Revolts :D

Camyla disse...

Eu li o post todo rindo, com cara de idiota. A Mia é foda, conheço umas mina assim u.u

Mas pfvr, Clara é Clara!
Quero ver como a FM vai explicar isso u.u'

Próoooooooooximo, por favor *-*

Anônimo disse...

Dá raiva da FM mas eh tão foda ela pegando a mia .. que eu deixo kkkkk ri demais com a mia escrevendo a msg como se fosse a m

Anônimo disse...

F.M. comparando a falta do Fer com a falta de um membro do corpo ♥

Ketlen K disse...

Poxa Mel, por que terminar o post num ponto crítico desse? :\ hahahahaha

Lorena Costa disse...

uhuu vamos nessa.... hahahah adorei!!! mal posso esperar pelo proximo ;DD

Anônimo disse...

Melllll amei...vc sempre arrasa!!
Adoro essa Mia mega abusada....mas posso falar...acho q vem treta por aí...
ANSIOSAAA!!!
ANA CURI

jamile disse...

finalmente \o/

Anônimo disse...

Vamo nessaaaaaaaaa!!!
#Team Mia forever...
AMEI o post, parabéns, Mel

c' disse...

' vamos nessa entao '
Meu comentario se resumira a isso

Louca esperando logo o proximo. Ah e mel espero qe vc esteja melhor hein.

Anônimo disse...

Deixar de lado a Clara? Não, cara. pelamor. :@
Mas devo admitir que FM e Mia juntas me deixa loucaaa. aaaaahh

Anônimo disse...

VAMOSSSSS

Anônimo disse...

#team mia, foda-se a Clara