- »

abril 15, 2013

3 Songs – pt. 2

I want to be forgotten
And I don't want to be reminded
You say, "please don't make this harder"
No, I won’t yet.
(The Strokes)


_Clara?! CLARA, NÃO DESLIGA! NÃO DESLIGA!!
_Por que? – murmurou arrependida, sua respiração estava pesada – Por que eu deveria falar com você, meu?!?
_Porque você já está falando, vai; só me escuta, por favor – implorei; o telefone num dos ouvidos e a mão no outro, abafando o som externo – Esta semana foi um inferno, Bi; um inferno! – choraminguei – Eu não consigo parar de pensar em você!! Cara, POR FAVOR! A gente tem que conversar. Sabe, sentar em algum lugar e só conversar. Me dá outra chance! Eu explico, eu... Eu, eu não sou assim, porra! Eu não me arrasto atrás de ninguém, caralho; eu não persigo as pessoas. Não deste jeito. Clara, por favor! Eu tô desesperada!! Só a ideia de te perder, meu... – minha boca atropelava as palavras, embriagada; as lágrimas começavam a se formar nos meus olhos, perdendo todo o controle das minhas emoções.
_Você não superou aquela garota. Você sabe que não... Então por que você me liga? Por que você tem que me fazer passar por isto?
_Me dá um tempo, só me deixa t...
_Meu... – ela me ignorou –, não é importante. NÃO FAZ DIFERENÇA! Você, você perdeu o respeito por mim. Não deu a mínima para como eu me sentiria, você só faz o que faz. E eu não sou saco de pancada para esse seu jeito errado, essa sua forma torta de fazer as coisas. Você não leva NINGUÉM em consideração pelo caminho, porra... – ela parecia chorar do outro lado, as lágrimas desataram incontidas pelo meu rosto – ...você sabia que as coisas tinham mudado para nós. Que eu tinha mudado. Que eu te queria. E você, você atropela tudo. Você magoa todo mundo, cara; magoa a si mesma. Você ME magoou. Entende isto? ME MAGOOU MESMO, PORRA.
_Clara, nã... – solucei, sem conseguir reagir.
_Olha, eu posso ter te amado – continuou, me ameaçando com rancor –; mas você vai ver o quão rápido eu te esqueço.
_Por favor, n...
_Eu não preciso disso – escutei-a chorar, segundos antes de ouvir o telefone desligar.

Não. Entrei em desespero, completamente confusa. Me sentindo impotente. NÃO! NÃO! Todas as minhas ligações seguintes caíram na sua caixa postal. Eu perdi o controle. Esmurrei a cabine; gritando, com raiva. As lágrimas me rasgavam – as dela, mais do que as minhas. Quis destruir tudo, completamente fora de mim. Se algum relance de sobriedade ainda me restava, àquela altura já não mais. Desatei de qualquer noção. Uma das funcionárias do banheiro começou a me chamar do outro lado da porta, alarmada; mandando que eu saísse imediatamente. “FODA-SE! FODA-SE!”, eu chutava a porta de volta, em insolência. Ela ameaçou chamar a segurança. Sequer enxuguei o rosto. E saí. Furiosa, deixando a porta e a cabine toda destruída para trás. Entrei em cólera na pista. Absolutamente descontrolada.

_O que está acontecendo? – o Fer tentou me segurar, ao trombar comigo no galpão – Você está chorando? O QUE ACONTECEU?!
_CADÊ A MERDA DA GAROTA?
_Que garota? – ele perguntava e eu tentava me soltar dele, irritada, ainda chorando; a Mia me olhava assustada ao seu lado; os meus amigos todos em volta – QUE GAROTA?! FALA COMIGO, PORRA!
_A MERDA DA MENINA! A MENINA!! A QUE VOCÊS QUERIAM QUE EU PEGASSE!! CADÊ A FILHA DA... DA PUTA DA MENINA?!
_SEI LÁ ONDE ESTÁ A MENINA, CARALHO! FALA COMIGO! – ele me segurava forte, tentando me forçar aos trancos para fora do surto – QUE PORRA ACONTECEU?!?! VOCÊ FALOU COM A CLARA?? VOCÊ LIGOU PARA ELA?!?! O QUE ACONTECEU?!??
_ME SOLTA! – eu chorava, embriagada, gritando – Eu qu... quero...

Eu queria achar a droga da garota. Era só o que eu queria. Achá-la e agarrá-la, violentamente. Queria consumir cada milímetro daquela porra daquela estranha. E comê-la em plena pista. Expor a minha falta absoluta de escrúpulos para o mundo. Bem na frente da Mia. Ela, sim; sentia uma vontade dilacerante de magoá-la. Além do irracional. De arrebentar a pior parte de mim. De acabar com os caminhos até o meu coração. Queria destruir tudo, tudo que passasse pela minha frente. A garota; a Mia; aquela festa, tudo. Todas aquelas pessoas idiotas, alheias à confusão que se instalara na minha cabeça. Completamente alcoolizada. E comecei então a descontar no meu corpo; no meu fígado, antes de todo o resto. Gastando tudo o que tinha em doses imprudentes, tão logo o Fernando soltou os meus braços.

De certa forma funcionava. A bebida logo me acalmou – mas perdi todos os outros sentidos. Anestesiada e delirante. Duas ou três horas depois e eu dançava em meio à multidão da outra pista – a de trás –, absolutamente alucinada. Sem noção das horas ou de onde estava. A minha consciência parecia apagar por intervalos inteiros de tempo. Por mais de meia hora, às vezes; para então ressurgir enquanto eu vomitava em pé ao lado das caixas de som. Voltava para a pista. Caía no banheiro. Não lembrava de rostos, nem de conversas. Discuti algo com o Fer, em algum momento. E a Mia apareceu – ou já estava lá? –, pouco depois dele sair de perto, irritado. Eu cambaleava e trombava nas pessoas, ela ficou ao meu lado. E tentou me segurar, colocando o braço ao redor do meu corpo; argumentando que fosse junto com eles.

Eu fechava os olhos e me mexia desenfreada, fora de mim, dançando – e quase a derrubando junto. A Mia riu e disse com carinho que eu deveria ir. Sabia que eu estava mais bêbada do que meu corpo costumava aguentar. “Vem tomar um ar comigo, com todo mundo... vamos lá pra fora, vem”, repetiu algumas vezes. Eu não ia. Você..., eu a observava, sem conseguir perceber direito os arredores, ...está... tão bonita. E não dizia nada. Não sei o que aconteceu então. Em algum momento, acho que virei as costas e simplesmente me enfiei na multidão, sumindo da sua vista e me afastando. Retomei a consciência algumas horas depois.

Já amanhecia quando me dei por mim ao lado do Gui, fumando perto da piscina – como vim parar aqui? –; o Du estava junto a ele. Comecei a falar, os dois então me convenceram a pagar e ir embora. O Fer, a Mia e o Benatti já estavam do lado de fora. Havia outros amigos meus também, mas a maioria parecia ter ido para casa. Quando me viu sair na calçada, descabelada e bêbada, o Fer caminhou até onde estávamos e me falou algo, acho que me deu bronca. Não me lembro bem. Não discuti de volta, só ouvi meio fora de órbita.

Ele e o Du trocaram algumas palavras também. Deve ter mandado que me levasse direto pro apartamento e que cuidasse de mim. Me deu o seu casaco, antes de voltar para perto dos outros. A Mia estava lá. Ao lado deles, me olhava à distância e sorriu, eu a observei. E, e, não sei. Tive um sentimento estranho; como se devesse ter lhe dito alguma coisa naquela hora – mas não disse nada. Estava a metros dela, esperando junto ao Du e ao Gui até uma outra garota chegar. A estranheza ficou entalada, aquele sentimento que tive. O nosso carro iria duas vezes mais cheio do que na vinda. A Mia e o Fer foram noutro, junto com os meus amigos mais antigos.

O amigo do Du tinha um Gol branco, entrei cambaleando; sentia-me tonta. Estava completamente fora de mim. Me espremeram contra a porta ao final do banco, diretamente atrás do motorista. Havia uma noção de segurança por estar voltando para casa, mas a luminosidade do sábado de manhã começava a incomodar meus olhos. Peguei então o celular e digitei para a Mia – “me encontra no apto”. E então desmaiei. Até acordar, lá pela metade do caminho, com um dos amigos do Gui vomitando pela janela. A garota ao meu lado falava sem parar, uma ruiva que parecia hétero. O meu estômago estava embrulhado, a bebida começava a me doer a cabeça. Argh.

30 comentários:

Ianca' disse...

Cara, parece um recomeço de outro ponto. Não que ela tenha deixado de ser ela, só vi MUITO FM nisso. Será que ela apagou mesmo a mensagem nessa inconsciência alcoólica?
Post descritivo e maravilhoso, me deixando ainda mais curiosa.
Parabéns, Mel!

Aléxia Carneiro disse...

tô com dó da fm ):

Anônimo disse...

Caramba... Já tomei porre assim por causa de garota também. É foda.

( the girl fucking Mia ) disse...

Ianca, NÃO! Ela mandou. Eu que me expressei mal, até mudei a frase. O "apaguei" era no sentido de "desmaiei"... perdão! :/

Flavs disse...

Sinceramente, nem sei mais o que eu quero pra essa Fm.
Na verdade eu só quero que ela nao tenha um coma alcoólico ou coisa do tipo hdiasuhdiuas

Juliana Nadu disse...

Pqp!! A FM só faz merda atrás de merda meldels!!! A Clara ta muito na razão dela véi!! Não dá pra agir de outro jeito!!

Fiquei revoltada quando ela ficou na fúria pra pegar a menina lá!! Pqp!

#nervosacomaFM

Anônimo disse...

Puxa vida, só fazendo merda atrás de merda,hein FM?!
Mas chamou a Mia...gostei rsrs
Vaaai Miaaa!!

Anônimo disse...

As vezez torço p/ FM ter um coma alcoolico logo. Por que, né.. vai ser babaca e fazer merda assim lá na PQP!

Na boa Mel, chega dessa babaquice de chorar, ligar p/ Clara, querer fazer merda e chorar e chogar e blá blá blá. Confesso que a mim, isso está cansando. #MIA

Pathy disse...

Gente, a FM não muda mesmo. HAHAHAH
Já vai comer a Mia??????
e a Clara chorando.. awn :(

Anônimo disse...

Parece que cada vez mais o sentimento pela Mia é carnal, o que é uma pena. Acho que o tempo delas acabou. :(

@livia_skw disse...

Pensei em comentar tanta coisa, mas não consegui organizar todas as minhas ideias.
O rompimento com a Clara parece ser um divisor de águas. A Clara não volta mais e as coisas entre a Mia e a FM vão mudar.
Creio que toda essa autodestruição da FM, no fim das contas, vai fazer com que ela amadureça. Mesmo descontrolada, a FM está mais consciente do que nunca.

Mel, o post foi sensacional!
Aguardando o próximo post e a próxima OST.

;*

Anônimo disse...

:O
Geente, barraco, confusão, vexame!
Não, o pau tá quebrando dentro da FM. E eu juro que tento enxergar racionalidade nas atitudes dela, mas é a FM, né Brasil.
E é por isso, e outras coisas, que sigo o blog a três anos ^^

Anônimo disse...

Fiquei revoltada quando a FM quis pegar a outra menina. FM só faz merda! Não queria a Clara assim :(

Anônimo disse...

este nao foi o maior post do blog. =/

Lalá disse...

Está cada vez mais emocionante. Clara rules :) (sou fã da Clara pra sempre).

Adoro ver os rompantes da FM, descontrolada porque sabe que fez besteira e sabe que dessa vez não será possível consertar. Que ela ultrapassou uma barreira perigosa, que poderia não ter volta assim como não terá, sem falar no que ela causou pra Clara.

Foi uma viagem literalmente inesquecível (comentando aqui porque não consegui comentar lá no outro quando li rs)

E a Mia, hein? Só ali, na dela, esperando, assistindo de camarote. Será que agora veremos o presente que ela tanto queria dar e não conseguiu? rs

Aguardando as cenas dos próximos episódios.

Anônimo disse...

E a Mia vai passar o sábado (nua) ao lado da FM cuidando dela com muito (sexo) amor e carinho, certo Mel? Hahahahaha

francielli# disse...

extravassa FM isso ai ..

Bárbara Leão disse...

Gente, muita maldade com a Clara!
To do lado dela, apenas!

Camyla disse...

Tô com um aperto no coração pela Clarinha :/ </3

Anônimo disse...

A FM fz merda qdo tá assim bolada é natural gente... por essa eu esperava... Na verdade até fico feliz dela chamar a Mia<3!!
Agora tenho q concordar c a Lívia que falou aí em cima q essa fase toda será um divisor de águas... estou c esse mesmo sentimento!!
Ansiosa pela parte 3... qdo vem Mel??
E obg viu... arrasou como sempre a minha escritora favorita forever!!
(ANA CURI)

Anônimo disse...

"E a Mia vai passar o sábado (nua) ao lado da FM cuidando dela com muito (sexo) amor e carinho, certo Mel?"

AHAHAHA! Assino embaixo!
#TeamMia

Anônimo disse...

Cara, fiquei com um mega aperto no coração por causa da Clara. Acho ela uma fofa e não merecia mesmo isso. :/

Anônimo disse...

A Clara é fofa, mas está certíssima: a FM não resolveu o assunto com a Mia.
Não adianta ficar se machucando e investindo numa coisa que não vai dar certo...
Vai bater um papo com a Marina, que é quem te merece, Clarinha!

Anônimo disse...

team mia, apenas.

Anônimo disse...

não corro atrás de ninguém... aff na boa mandava a fm tomar no cu bem lindo.

Anônimo disse...

Ela não disse que não corre, só não se arrasta e persegue deste jeito toda louca como tá. AFFE! vCS tb caem matando pau em cima da fm, ela eh igual tds nos com 20 anos fazendo merda e mudando de ideia e confusa, o coração eh masoquista velho. So pq eh ela fazendo vcs acham que eh errado e ficam julgando!!

Giovana Turioni disse...

Sou team Clara <3

Amanda disse...

Eu acho que a história chegou a um ponto em que a FM não vai ser completamente feliz com a Mia nem com a Clara. Com ambas ela ficaria pensando "what if", o que é uma merda. A Clara é maravilhosa, a Mia agora resolveu ser fofa... Não tá fácil. Só acho que entre todas, a Clara é a que parece mais consciente da situação toda, espero que isso dê a ela um final feliz.

Quero o próximo!

Anônimo disse...

Não adianta, sou team Mia e pronto!
Com acertos, erros, confusão, brigas...FM & Mia <3

Anônimo disse...

cade post, jesus?