- »

junho 04, 2010

Amassando o resto

Ok. Matematicamente falando, não faz o menor sentido. Aliás, já não tinha muita lógica antes e depois, ah, aí então é um mistério completo. Ainda assim, no mesmo lugar onde mal couberam quatro pessoas na ida para o bar, nós fomos capazes de colocar o mesmo número de pernas, apertadas lado a lado, e ainda um par de mãos dadas entre duas das coxas em questão. Isto é, a minha e a da Mia – tanto as mãos, quanto as coxas. Espremidas uma na outra e, conseqüentemente, espremendo mais ainda o restante dos corpos envolvidos.

E o mais incrível é que ninguém dos demais passageiros do banco de trás reclamou dos 10 centímetros a mais de espaço ocupado! Pelo contrário, nós quatro voltamos mais felizes e animados do que antes. Pois é... Embriaguez é mesmo uma benção, não é? Foi como um milagre: um pouquinho de ar fresco, assim que pisamos para fora do bar, e todo mundo recuperou toda a energia. Aí, claro, voltamos o caminho inteiro atazanando o pobre do nosso motorista... o Gabriel. Anestesiados de qualquer tipo de dor ou incômodo, devido à quantidade de bebida ingerida, nós éramos pura encheção de saco em alto e bom som.

Até a Mia despertou e, sob o efeito da saideira destilada, também tomou a liberdade de aborrecer o meu querido amigo junto a mim e os dois colegas publicitários. Não lembro qual era a piada – me recordo pouco do caminho de volta –, mas envolvia gritos súbitos e a probabilidade séria de um acidente automobilístico caso nós tivéssemos sucesso em assustar a nossa infeliz vítima ao volante.

Ao chegarmos em frente ao “prédio de dois apartamentos por andar de Higienópolis” – ou Ed. Mansão Palace, como eu o apelidei, em algum momento, entre uma tequila e outra –, estávamos todos rindo e nos divertindo além do normal por qualquer declaração boba de nada. E o Gabriel, já rabugento de tanta asneira no seu ouvido, apressou a descida da Mia do veículo – e ainda sugeriu que nós três também saíssemos junto, deixando claro que nossa companhia não era bem-vinda no momento.

Não sei se tudo aconteceu rápido demais ou se foi culpa da bebida – inconsciência alcoólica, memória em flashes, etc. –, contudo, quando dei por mim, a Mia já havia me dito “tchau” e o meu amigo embriagado-na-bad estava prestes a sair novamente com o carro.  

Merda, merda... não.

As rodas chegaram a cantar no asfalto, por meio metro que fosse, antes que eu caísse na real e gritasse desnorteada para ele parar. Meu deus, espera. Abri a porta correndo, com o carro ainda em movimento, e subi na calçada a alguns metros da Mia. Recuperei a postura, enquanto me apressava atrás dela, ajeitei o cabelo e enfiei as mãos nos bolsos da frente do meu jeans... charme, né.

_Ei, eu não ganho um beijo de despedida? – eu a chamei, já quase a alcançando.

E ela sequer esperou eu terminar a frase. Se virou, aliviada, acenando que “sim” com a cabeça e sorriu. Tirei as mãos imediatamente da calça e a puxei na minha direção, já próxima dela, arrancando-lhe um beijo na mesma hora.

15 comentários:

Rayssa disse...

mãn se nao rola um bjim ia ficar feio a coisa run u.u
HAUHAUHAUHHAU
Own *-* tah muito bom,meeel deixa de sumir poxa =[

teamMia cheeio de orgulho x3

Ipc¹ Amaaaaanda obrigada por avisar x3
IPC² to deixando o teamMia pra ser só teamNoellyhot u.u rs

Darkness disse...

casa comigo miaaaaa =( SAHUSHAUS

Liz M. disse...

Ain! Coração pula quando lê essas coisas. E eu imaginei, imaginei a mãozinha no bolso e a cara de cachorro pidão. Juro! =x

[Nunca fui TeamMia, aliás acho que estou criando ódio por meninas tão Mia na minha vida (e são muitas! Mas são mais chatinhas... =x) mas agora sou teamNoellyHot junto com a Rah, sem dúvidas!]

Anônimo disse...

Foi muito 'filme'!! Consegui imaginar a cena inteira, muito lindas!!!! =DDD

mabernardii disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAWN QUE FODA *-*

Carol disse...

acho que toda menina no fundo tem um pouco de mia. grazadeus! e quem nao tem uma mia, é a mia de alguém...

Na_bgs disse...

Leva ela pra outro lugar, pô! a pé mesmo hehe
Ps:O quinto comentário pra Mel dormir em paz rsrs

@giiturioni disse...

aaaaaaaaaaaaaaah. Eu acho que voce deveria andar com o notebook o dia todo, Mel. Sério cara, voce nao faz ideia de quantas vezes por dia eu olho o blog! u_u vai, vai, NEXT!

Anônimo disse...

tô ficando irritada. quero que elas se comam logo e fiquem juntas. que merda! não aguento mais.

( the girl fucking Mia ) disse...

Pra que a pressa, meu? Aproveita a viagem ;)

Lu disse...

TeamDevassa...uhuhuh! Acredito q cada um tenha seu tempo, eu adoro o tempo desse blog! É devagar, sentido carinho a carinho, suado, destilado, conquistado, arrancado, a cada olhar, a cada beijo...Aí, ai... Pois é, né! Então, tá!

sissi disse...

troca a música tira SALADA MISTA e coloca DE QUALQUER MANEIRA.Pega essa menina de uma vez porra.

Ana Zamur disse...

Hahahaha.. Ah, gente, eu sou do time que gosta muito quando as duas se pegam de jeito, mas tá tãããão bonitinha essa enrolação toda que até estou mudando de idéia quanto à pressa. Voto por continuar com o clima fofo por mais um tempo.. eu não me importaria. Está realmente divertido. =)

matt. disse...

Adoro o último beijo... Dá um ar de ''quero mais''.
Muito bom, Mel.

Kisses

PriscieAraujo disse...

Hoje, depois de passar o final de semana todos sendo torturada pelos sms' que chegavam falando que os posts estavam divinos, finalmente, consegui ler.

Por um segundo cheguei a pensar que a Mia ia entrar no prédio e tudo ficaria por isso mesmo. Mas do outro lado está minha heroína, Devassa.

TeamDevassa!

Lu, arrasou no comentário!