- »

setembro 18, 2010

The thrill of it all

Meus dedos andavam lentamente pela sua barriga, descoberta sem querer pelo moletom, entre a linha do seu jeans e poucos centímetros acima do umbigo. A Mia estava deitada, contra o mesmo tapete felpudo do quarto de televisão de semanas atrás, e eu a olhava apoiada de lado. Observava o caminho das pontas dos meus dedos, tentando inutilmente não pensar besteira, enquanto ela me contava distraída sobre um trabalho que tinha que fazer para a faculdade.

O filme rodava na nossa frente, já completamente esquecido. Toda vez que eu me aproximava do plástico que cobria a sua nova tatuagem, do lado de lá da sua cintura, a Mia se esticava preguiçosamente e murmurava qualquer sobre “assim começa a coçar”. E aí continuava a falar, encarando o teto, e dois dos meus dedos obedeciam, caminhando sutilmente de volta... pela Mia... até uma pintinha discreta alguns centímetros abaixo do seu umbigo.

Senti sua pele se arrepiar, sob meus dedos, e o mero pensamento me subiu à cabeça violentamente. Percorrendo minha coluna, minhas costas, minha nuca... e tirei a mão rapidamente do fogo, como num reflexo. Você vai fazer besteira, pensei, me precavendo contra a minha própria falta de auto-controle. Subi, então, os olhos para o televisor e demorei uns três ou quatro segundos até entender o que se passava no filme, que eu já havia visto duas vezes no cinema. Minha sorte é que o nosso gênero favorito também é, coincidentemente, o menos sugestivo possível e não inspira quaisquer pensamentos indecentes - me servindo como um balde de água fria toda vez que eu chegava perto de cruzar a linha daquele jeans.

_Olha essa cena, meu... é muito boa – comentei empolgada com a Mia, que interrompeu na mesma hora o que estava dizendo para observar a movimentação na tela.
_O que eles estão fazendo?!
_Ela vai decidir ficar mais uma noite na casa. Tá quase no final. Presta atenção na cara dela, mano... é genial.

Pude sentir a Mia segurando a respiração, enquanto seus olhos encaravam atentos o desenrolar da história que ela mais-ou-menos acompanhou. Escorreguei o braço pelo seu corpo, no mesmo trecho de pele descoberta que meus dedos passaram minutos percorrendo, e me aconcheguei abraçada à sua barriga com a cabeça apoiada no seu ombro, para assistir ao final.

Meus olhos, no entanto, estavam mais no rosto da Mia do que na tela. Eu gostava de mulheres que não se intimidavam por filmes de terror – pois mesmo que as mais medrosas sejam alvos mais fáceis numa sala de cinema, do ponto de vista imprestável, eram as garotas como a Mia que me realmente impressionavam. E com quem eu tinha sempre assunto, uma vez que todo o susto acabava.

No entanto, não foi assim. Não como eu esperava - apesar de já ter visto a cena, over and over. A poucos segundos do final, quando o lençol já tinha sido arrancado e a garota puxada da cama – por forças malignas, é claro –, seguindo-se a série de gritos de desespero... ali, à iminência de um desfecho brutal: a Mia se virou para mim. E aí me virou para ela, direcionando meu rosto com a sua mão, como se não quisesse mais assistir. A ponta do seu nariz encostou no meu, estávamos deitadas próximas demais no tapete, e seus olhos se esconderam nos meus pouco antes do fim.

_Ficou com medo? – perguntei séria, baixinho.

Ela balançou a cabeça, como se dissesse que não, e se moveu na minha direção. Até seus lábios encostarem nos meus e abrirem minha boca para um começo de beijo. Puxei-a para perto do meu corpo, mais ainda, com certa força, enquanto suas mãos continuavam segurando o meu rosto e me apertando na sua direção. A beijei de volta, com vontade, e nossos olhos não se abriram mais até o final dos créditos - o que, convenhamos, foi bem melhor.

27 comentários:

giulia disse...

AEEEEEEEAEAEAEAEAEAEAEAEEEEEEEE

Mia com atitude e iniciativa, QUE LHENDA *.*

Layssa disse...

A Mia é tudo!
Pelo visto ela vai atrás do presente dela!
:D

Anônimo disse...

Adorei. Por isso que adoro filminhos... É tiro e queda!

razzo_ disse...

Cara.... Um dia as duas me matam...

Anônimo disse...

o filme era atividade paranormal??

Dê disse...

Ai meoooo Deoooos, posta, posta, posta, posta mais... hahahaha. Senti melhor sensação do mundo ao acordar e encontrar um post novo despois de 3 de crises de abstinência rs. Mel, parabéns pelo post, tá mto bom e como sempre vc arrasou, a FM tá fazendo o "jogo" direitinho, seduzindo sutilmente, dando corda e deixando a Mia cheia de vontade, até que enfim a Mia tomou uma atitude e seguiu seus instintos. Bjooo Mel, te adoro. ;*

Já disse...

finalmente o beijooooooooo <3

Anônimo disse...

First nos comentarios?! :)
Mel, que TESAO de cena.
P-Q-P!!!
SEm palavras. Fiquei com a cabeça sabe onde....
Bjs
PS: amo seu texto. Flawless.

Duds disse...

Não sei neim o que comentar. Sério! *---*
A cada dia que passa me vicio mais nessa FM. <3

Anônimo disse...

ai. que bom pra elas. =~

( Gih ;p) disse...

Awnnn Mel, que linda(o)!

A minha sexta foi uma merda, mas o post ajudou a salvar meu sábado!!!

Muito lindo, amei amei amei, ^^

Anônimo disse...

Adorei a Mia com atitude! Post liiindo!

- Tucca disse...

Nossa, a Mia super arrasou e subiu no meu conceito, achei lindo *-*

Cah88 disse...

Aaaaah final de filme perfeitoo \o/

Anônimo disse...

A Mia ta toda apaixonadinha!! O máximo ela tomando atitude, adorei Mel! Mais, mais mais!

Talita disse...

Aii to suspirando ate agora..rs muuito bom Mel..

Monica disse...

:D
:D
:D

cara...demaisssssss

tdb q fuii o ULTIMO ser viventee a ler este post...
tah mto fodaaa///

Filme eeh sempre a melhor desculpaa...e tenho dito! `666

ps: JAIMEEEEE...kero mais


BGSS

Marih . disse...

MUITO BOOOM ;) pirei nesse post ! e alias, ALGUEM quer assistir um filmin comigo? hahaha ;*

Anônimo disse...

Velho na Maioria das vezes nao posto mais agora tinha que fazer isso a cena foi perfeita e o Final velho!Sem comentarios!Parabens Mel Poster Perfeito!

ass = Gabriela

Anônimo disse...

Mia com atitude. Indo atrás do que ela quer! Isso mesmo Mia!
Filminhos são perfeitinhos (quase) sempre.
Delicinha total *------------*

Adorei ^^)

Marina disse...

pensando bem... eu já fui enganada com essa desculpa de "vamos assistir um filme lá em casa". Isso dá certo =x

Pathy disse...

1º vez aki no blog e Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!

Passei o FDS inteiro lendo..afinal eu tinha que entender neh??!rsrs.

P.S.: Vc escreve muiitooo bem!!

P.S²: Vicieiiiiiiiiiiiiii!!

Monica disse...

ps: the thrill of it (all)

a letra de Walking on a dream do Empire of the sun...

Noelly...vambora pro Planeta Terra ver os caras tocarem em novembro?! ;)

atualize gay! hahaaa

Anônimo disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiiiiii, cara eu quero viver algo assim, tdo q ah. Mel vc arrasa guria.

Na espera do próximo ansiosamente!!!

Ed - João Pessoa
(flavinha_ems@hotmail.com)

Anônimo disse...

Ouvi e curti. Do final:
"Então venha, você sabe que você é importante pra mim
Relembrar a liberdade não é difícil
É hora de parar com todos os seus fingimentos
Você não acha que conheço a minha própria mente? "

gamei.

Anônimo disse...

esse post é mara!

Anônimo disse...

me lembra o "second first kisses" do obc