- »

setembro 18, 2010

The thrill of it all

Meus dedos deslizavam lentamente pela sua barriga, descoberta pelo moletom, entre a linha do seu jeans e poucos centímetros acima do umbigo. A Mia estava deitada, contra o mesmo tapete felpudo do quarto de televisão de semanas atrás, e eu a olhava, apoiada de lado. Observava o caminho das pontas dos meus dedos, tentando inutilmente não pensar besteira – enquanto ela me contava, distraída, sobre um trabalho que tinha que fazer para a faculdade.

O filme rodava na nossa frente, já completamente esquecido. Toda vez que eu me aproximava do plástico que cobria a sua nova tatuagem, do lado de lá da sua cintura, a Mia se esticava preguiçosamente e murmurava qualquer coisa do tipo “assim começa a coçar”. E aí continuava a falar, encarando o teto, e os meus dedos a obedeciam, caminhando sutilmente de volta. No decorrer da sua pele.

Foram deslizando até uma pintinha discreta alguns centímetros abaixo do seu umbigo. Senti a sua pele se arrepiar, sob meus dedos, e o mero pensamento do que podíamos fazer juntas, ali, me subiu à cabeça. Percorrendo minha coluna, minhas costas, minha nuca. Então tirei a mão rapidamente do fogo, como num reflexo. Não faz besteira, pensei, me precavendo contra a minha própria falta de auto-controle. Subi os olhos para o televisor e demorei uns três ou quatro segundos até entender o que se passava no filme, que eu já havia visto duas vezes no cinema.

Minha sorte é que o nosso gênero favorito também era, coincidentemente, o menos sugestivo possível e não inspira quaisquer pensamentos indecentes – me servindo como um balde de água fria toda vez que eu chegava perto de cruzar a linha daquele jeans.

_Olha essa cena, meu... – comentei empolgada com a Mia, que interrompeu na mesma hora o que estava dizendo para observar a movimentação na tela – ...é muito boa!
_O que eles estão fazendo?!
_Ela vai decidir ficar mais uma noite na casa.
_Eu não entendo quem escreve esses roteiros, quem em sã consciência decide ficar “mais uma noite” na casa? Não faz sentido!
_Faz, sim. Cê vai ver... Presta atenção na cara dela, mano, é genial. Tá quase no final!

Pude sentir a Mia segurando a respiração, enquanto seus olhos encaravam atentos o desenrolar da história que ela mais-ou-menos acompanhou. Escorreguei o braço pelo seu corpo, no mesmo trecho de pele descoberta que meus dedos passaram minutos percorrendo, e me aconcheguei abraçada à sua barriga, com a cabeça apoiada no seu ombro, para assistir o final.

Meus olhos, no entanto, estavam mais no rosto da Mia do que na tela.

A poucos segundos do final, quando o lençol já tinha sido arrancado e a garota puxada da cama – por forças malignas, claro –, seguindo-se a série de gritos de desespero, ali, à iminência de um desfecho brutal, a Mia se virou para mim. Ela segurou o meu rosto com a mão, como se não quisesse mais assistir, e a ponta do seu nariz encostou no meu. Estávamos bem perto uma da outra, deitadas no tapete. Os seus olhos se esconderam nos meus pouco antes do fim.

_Deu muito medo? – perguntei séria, baixinho.

Ela balançou a cabeça, como se dissesse que não, e se moveu na minha direção. Até seus lábios encostarem nos meus e abrirem minha boca para um beijo. Puxei-a para perto do meu corpo, mais ainda, a segurando firme, enquanto as suas mãos continuavam acariciando o meu rosto e me apertando na sua direção. A beijei de volta, com vontade, e nossos olhos não se abriram mais até o final dos créditos.

O que, convenhamos, foi bem melhor.

27 comentários:

giulia disse...

AEEEEEEEAEAEAEAEAEAEAEAEEEEEEEE

Mia com atitude e iniciativa, QUE LHENDA *.*

Layssa disse...

A Mia é tudo!
Pelo visto ela vai atrás do presente dela!
:D

Anônimo disse...

Adorei. Por isso que adoro filminhos... É tiro e queda!

razzo_ disse...

Cara.... Um dia as duas me matam...

Anônimo disse...

o filme era atividade paranormal??

Dê disse...

Ai meoooo Deoooos, posta, posta, posta, posta mais... hahahaha. Senti melhor sensação do mundo ao acordar e encontrar um post novo despois de 3 de crises de abstinência rs. Mel, parabéns pelo post, tá mto bom e como sempre vc arrasou, a FM tá fazendo o "jogo" direitinho, seduzindo sutilmente, dando corda e deixando a Mia cheia de vontade, até que enfim a Mia tomou uma atitude e seguiu seus instintos. Bjooo Mel, te adoro. ;*

Já disse...

finalmente o beijooooooooo <3

Anônimo disse...

First nos comentarios?! :)
Mel, que TESAO de cena.
P-Q-P!!!
SEm palavras. Fiquei com a cabeça sabe onde....
Bjs
PS: amo seu texto. Flawless.

Duds disse...

Não sei neim o que comentar. Sério! *---*
A cada dia que passa me vicio mais nessa FM. <3

Anônimo disse...

ai. que bom pra elas. =~

( Gih ;p) disse...

Awnnn Mel, que linda(o)!

A minha sexta foi uma merda, mas o post ajudou a salvar meu sábado!!!

Muito lindo, amei amei amei, ^^

Anônimo disse...

Adorei a Mia com atitude! Post liiindo!

- Tucca disse...

Nossa, a Mia super arrasou e subiu no meu conceito, achei lindo *-*

Cah88 disse...

Aaaaah final de filme perfeitoo \o/

Anônimo disse...

A Mia ta toda apaixonadinha!! O máximo ela tomando atitude, adorei Mel! Mais, mais mais!

Talita disse...

Aii to suspirando ate agora..rs muuito bom Mel..

Monica disse...

:D
:D
:D

cara...demaisssssss

tdb q fuii o ULTIMO ser viventee a ler este post...
tah mto fodaaa///

Filme eeh sempre a melhor desculpaa...e tenho dito! `666

ps: JAIMEEEEE...kero mais


BGSS

Marih . disse...

MUITO BOOOM ;) pirei nesse post ! e alias, ALGUEM quer assistir um filmin comigo? hahaha ;*

Anônimo disse...

Velho na Maioria das vezes nao posto mais agora tinha que fazer isso a cena foi perfeita e o Final velho!Sem comentarios!Parabens Mel Poster Perfeito!

ass = Gabriela

Anônimo disse...

Mia com atitude. Indo atrás do que ela quer! Isso mesmo Mia!
Filminhos são perfeitinhos (quase) sempre.
Delicinha total *------------*

Adorei ^^)

Marina disse...

pensando bem... eu já fui enganada com essa desculpa de "vamos assistir um filme lá em casa". Isso dá certo =x

Pathy disse...

1º vez aki no blog e Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!

Passei o FDS inteiro lendo..afinal eu tinha que entender neh??!rsrs.

P.S.: Vc escreve muiitooo bem!!

P.S²: Vicieiiiiiiiiiiiiii!!

Monica disse...

ps: the thrill of it (all)

a letra de Walking on a dream do Empire of the sun...

Noelly...vambora pro Planeta Terra ver os caras tocarem em novembro?! ;)

atualize gay! hahaaa

Anônimo disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiiiiii, cara eu quero viver algo assim, tdo q ah. Mel vc arrasa guria.

Na espera do próximo ansiosamente!!!

Ed - João Pessoa
(flavinha_ems@hotmail.com)

Anônimo disse...

Ouvi e curti. Do final:
"Então venha, você sabe que você é importante pra mim
Relembrar a liberdade não é difícil
É hora de parar com todos os seus fingimentos
Você não acha que conheço a minha própria mente? "

gamei.

Anônimo disse...

esse post é mara!

Anônimo disse...

me lembra o "second first kisses" do obc