- »

setembro 26, 2010

Conceito

_Quem está cantando? – a Mia sorriu, sentando no meu colo, com uma perna de cada lado do meu corpo.
_Uma banda indie pra caralho... – eu ri, olhando-a, ainda deitada no tapete – chama Black Kids.
_Hm, e o CD é deles?
_Não, o CD é seu.
_É meu?! – ela sorriu – mas o que mais tem nele?
_Por que... – eu levantei metade do corpo, indignada, me apoiando nos cotovelos e com as mãos acidentalmente largadas nas coxas da Mia – ...você não lê o bilhete?! Eu expliquei todo o conceito lá. E tem a tracklist, né.
_Prefiro ouvir você explicando...
_Ahm... Faz sentido... – eu ri.
_Então? – ela me olhava, curiosa, impaciente.
_É uma compilação de músicas – deixei os cotovelos escorregarem, me dando por vencida, e deitei de novo no tapete; sem tirar os olhos e as mãos dela, no entanto – de todas as músicas que eu perdi para você.
_“Perdeu”?!
_É.
_Como assim “perdeu”?!
_Ah, sei lá... Um bando de músicas que eu gostava antes e que agora só me fazem pensar em você. As que ouvi quando a gente estava junta também. Ou as que deixei de ouvir por sua causa. Literalmente, digo. No sentido de me ver obrigada a sair da sala ou de onde quer que eu estivesse, justo quando a minha música favorita começou.
_Mas sair por quê? – ela parecia genuinamente chateada com o fato de eu ter perdido alguma faixa que eu gostava, alguma vez na vida, e eu me encantei com o quanto esse tipo de coisa também era relevante para ela, quer dizer, aquela valorização acima do normal de determinadas músicas.
_Porque... ah, sei lá – respondi, sem intenção de fazê-la sentir-se mal com aquilo, mas a Mia me olhou insatisfeita, então continuei – é que... às vezes... às vezes, é difícil ficar perto de você. Ou do Fer, não sei... – tentei me explicar e consertar, para não soar dramática demais – tipo, não é como se fosse realmente um problema, mas... é só que... quando é assim eu prefiro simplesmente sair, sabe? É mais fácil... – ela me observava apreensiva e eu sorri, propositalmente, para quebrar aquele clima idiota que eu havia começado... eu e a minha boca grande demais, né – não é grande coisa, meu... só um Bowie ou outro sacrificado... de vez em quando.
_Mas é o Bowie, porra! – ela riu.
_Ok... é, é grande coisa – eu ri também, admitindo.
_Meu, eu acho que eu te mataria se você me fizesse perder... sei lá... Distillers ou, tipo... Misfits.
_Eu jamais faria você perder Misfits... – eu ri, de novo, e me aproximei um pouco dela, apoiada novamente nos cotovelos – ...isso já é pecado.
muito pecado. Eu diria até imperdoável! – ela riu junto, chegando inconscientemente mais perto de mim também – e foi o Bowie, meu. O Bowie e você têm uma história...
_...ah, lá das antigas...
_...é! – ela sorriu, ainda olhando nos meus olhos – nossa, preciso muito te compensar pela sua perda. Muito.
_Olha, eu gosto dessa idéia, viu... – eu ri mais uma vez, subindo minhas mãos pela sua coxa, e senti seu corpo inclinando-se na minha direção.

14 comentários:

Dea disse...

é muito com que compense mesmo, porque, além de ter feito a FM perder umas faixas... ELA PAROU NO MEIO DA COISA, PORRA! hahahahaha!

( Gih ;p) disse...

nao tem o que comentar...
Perfeicao de sentimento e de trilha sonora, vai comentar o que?!

Monica disse...

oh my effing god tsc tsc

mew...nessa playlist naaum pode faltar Mr Brightside do killers, right?

prox assunto... #PenelopeFeelings

MUAH
:*

Nah disse...

É muito bom viajar nos post, o duro é retornar a realidade,hahaha

Pri Araújo disse...

O que eu acho mais legal é o fato de conversarem pra caramba, não existe relacionamento que vá pra frente sem conversa, né. O CD tinha um bilhete, mas a Mia preferiu ouvir a Devessa falar sobre ele, eu acho muito mais valido. Mesmo a Devassa falando que tem a “boca grande demais” eu acho super importante ela ter falado tudo aquilo, e mesmo que por um instante o clima fique meio tenso as coisas acabam se resolvendo depois.

Tá, podem dizer que, ultimamente, eu só apareço aqui pra dizer isso, mais é que elas são tão lindas juntas. Hahaha! Um relacionamento, leve, divertido, cheio de conversa... assim que é bom, né?

Dê disse...

Caraa, tu ñ tens ideia da pilha de fico qndo ñ tem post novo. Aí cada vez q tu posta, uma imensa sensação de bem estar me invade kkkkk louco né?! Mto bom o post e a Mia tem que recompensar a FM por no mínino algumas várias horas, entendo a FM em relação às músicas perdidas é mto ruim escutar um som que tu amava e ele só te lembrar alguém que amamos e ñ podemos ter ou que só nos magoou, pra mim é mto triste sempre kkkk. Bjoo Mel.

Bianca S. disse...

Adoro posts assim, cara. (': FM tão linda [] Quero maaaaaais, Mel. T_T

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Estranho, eu nunca tive uma relação tão íntima e emocional com a música como a maioria das pessoas parece ter... talvez porque quando eu era garoto meu dinheiro era todo direcionado para quadrinhos e filmes, não sobrando quase nada para vinis e, depois, cds... foi só com a era do MP3 que me vi começando a criar relações mais fortes entre a música e minha vida, mas duvido muito que um dia isso chegue na intensidade como a retratada pelo post.
Por outro lado, tenho uma relação muito íntima e forte com quadrinhos e filmes, são eles que sinto necessidade de compartilhar, de "ouvir" junto, eles que parecem pedir para serem a cola entre as pessoas. Filmes e quadrinhos moldaram minha vida... a música não.
Imagino que não sou, de modo algum, o único... mas estou começando a perceber que talvez meus caminhos não foram muito na direção de encontrar, de fato, meus semelhantes, aqueles com os quais essa falta de relação com a música não me colocaria em desvantagem... quem sabe?...

- Tucca disse...

Nossa, adoro esse tipo de confissão que inicialmente era só nossa e é tão difícil de dizer assim cara a cara, muito bom e quero mais!

Beijos meninas, Mel e Noelly :* Parabéns !

Marina disse...

galera não resolveu comentar, resolveu desabafar, neh?!
e eu que só queria falar q a FM vai ficar com os cotovelos ralados por ficar os apoiando no tapete =x

Pathy disse...

Passei o FDS sem net.. ai já viu neh??!!
Adoro a quimica que rola entre elas.. é tudo tão natural. as conversas intão? são apaixonante!! s2

0//

Anônimo disse...

'...De todas as músicas que perdi para você.'

Ohhhhhhhhh, tão fofo. Já sentie isso. Adorei essa frase Mel.

P.S => Sinceramente, assim que você concluir este conto, deveria conseguir uma editora para publica lo em livro. EU iria comprar tanto pra mim, mas como para da de presente. É maravilhoso.

Bjs.

Ed - João Pessoa - PB.

@Edflavia_ems

Anônimo disse...

FM
'Se eu tivesse um canudinho, eu chupava você
Pra dentro do meu mundinho, pra comigo viver, pra comigo viver.
...Se eu pudesse te liquefazer, eu te bebia até ficar de porre
Você me embebeda, você me enlouquece
Ai meu Deus, como é que você pode ?'

(Canudinho - R.Arruda)

Ed - João Pessoa -PB.

Aline Dias disse...

Ufa! Finalmente consegui ler o blog inteiro sem deixar uma linha pra trás. Muito bom, parabéns. Virei fã.