- »

setembro 13, 2010

Ventando...

Joguei o cigarro ainda aceso na sarjeta, soltando meu último lance de fumaça num céu cinzento das duas e meia da tarde e meti a mão no bolso da calça. Pus-me a andar novamente. Devia ter trazido um casaco, pensei por um momento, enquanto caminhava de braços de fora contra o vento numa calçada fria de um dos bairros mais nobres da cidade.

Ahh... Se a casa da Mia fosse três ou quatro quadras mais para lá do que pra cá, dava para ir de metrô. Se fosse quatro ou cinco mais pra cá do que para lá, dava para ir a pé – mediante a uma certa disposição minha e, claro, aquela bela colaboração climática. Mas, não, ela tinha que ser bem ali, no único ponto que requer manobra em Higienópolis. Na pior porra de lugar possível – e eu só digo isso por pura inveja da boa vizinhança, porque sou eu quem mora nas proximidades do “pior lugar possível” de verdade de São Paulo. Porém acessível, defendi meu próprio apartamento mentalmente ao chegar ao meu destino, concluindo o pensamento iniciado no ponto de ônibus.

_Ela disse que vai descer... – o porteiro me avisou, simpático, e me deixou esperar do lado de lá do portão.

Acenei em agradecimento com a cabeça e entrei. Mantive uma das mãos no bolso, numa tentativa frustrada de me manter minimamente aquecida, enquanto olhava os canteiros de flores da entrada do edifício. Isto é, sem prestar realmente muita atenção. Na minha outra mão, estava a blusa da Mia, dobrada, e um CD. Já o meu cabelo provavelmente se encontrava naquele estado nada atraente pós-ventania, mas eu estava com frio demais nos dedos para me importar o suficiente com aquilo. E, afinal de contas, descabelar-se tem lá o seu apelo charmoso nos dias de hoje... ou não. Ah, sei lá. Sei que quando dei por mim, a Mia já estava atravessando o pátio de entrada do prédio e eu sorri, automaticamente.

_Você não está congelando, meu?! – ela riu olhando para mim, ao se aproximar, afundada em um moletom cinza-claro com um cadarço de cada lado e dois pompons pretinhos na ponta.
_Eu?!
_É, aí toda “verão” com essa blusa... não tá com frio?!
_Pra caralho... – eu ri junto e ela achou graça, revirando os olhos.
_Ah, mas então desencana, é melhor a gente subir.
_Desencana do que? – perguntei.
_Ia falar para a gente passar na locadora, preciso devolver uns filmes e também queria comprar cigarro, mas você tá toda descoberta aí, meu. Vamos para cima, eu faço isso depois...
 _Não, mano, nada a ver... Vamos lá, eu vou com você, é de boa.
_Certeza?!
_Demorou... – eu sorri para ela e ela fez um sinal para o porteiro para ele liberar a porta da frente.

A tranca estalou ao abrir e o portão rangeu brevemente ao puxarmos a grade, soando mais cansado do que velho.  A Mia saiu primeiro e eu a segui, logo atrás. Na rua, no entanto, começamos a andar lado a lado e o seu braço se enroscou no meu, deslizando aquele tecido fofo e confortável, quentinho, na minha pele gelada. A locadora não era longe, mas o vento estava incessante.

Foi só quando paramos no meio-fio para atravessar que eu a olhei com atenção, enquanto os seus olhos se distraíam com o movimento dos carros na direção oposta da minha, e então notei o quão linda ela estava era. De certa forma, o frio lhe caía tão, tão... bem. A sua pele ficava bonita, parecia mais pálida ainda – com exceção do contorno das suas bochechas, que ganhavam tons rosados com o vento – e os fios escuros do seu cabelo eram jogados contra o seu rosto, enfatizando o contraste por milésimos de segundo. Até mudarem novamente de posição ou voarem para o outro lado, como se dançassem. Observei-a encantada por o que me pareceu uma eternidade, ali, de perto.

_Vem, vem, vem... – ela me apressou de repente e riu, desenrolando rapidamente o seu braço do meu assim que o trânsito liberou, e me puxou pela mão para cruzarmos a rua.

Perfeita oportunidade de beijo perdida. Droga.

13 comentários:

Anônimo disse...

*.*

Anônimo disse...

E que oportunidades perdidas! Primeiro a de subir e depois o beijo. Perfeito, Mel!

( Gih ;p) disse...

aaaaa , fiquei triste com a falta de beijo Meeel, BabyGih vai chorar ali no cantinho e já volta, ok?

Monica disse...

OMG! aiih eu me pergunto: WTHell a FM tah fazendo laah?! Aiin senhor...eu super siinto vergonha alheiaa... :$

Preciso saber logo o q vaii dah td isso...
Tensaçoo

BGS//

Talita disse...

foda foda foda

Rayssa disse...

Como sempre,perfeito Mel x3
Nhaan Mia,Mia,Mia T1T1
Ate eu fiquei com frio HAUHAUHA
(#NoellyHot venk me esquentar?)

Luana A. disse...

Adora quando você descreve as situações assim. Da pra imaginar perfeitamente! Muito bom, Mel!
Beijos

- Tucca disse...

UEHUEHUEHUEHUEHUEHUEH '
adoro a FM boba apaixonada!
Quero mais *-*

tammy disse...

que mané locadora?!? ela deveria ter subido!!!
:(

Bianca S. disse...

Só quero ver o que vai acontecer no apartamento da Mía. AUHAUHAUAHU. Quero maaaaaaaaaaaaaaais. ):

Dê disse...

Mel, Mel, Mel... salvando minha noite de 2ª feira. Nda melhor do chegar duma aula chata na facul e encontrar um post novo depois de alguns dias de "castigo" Mto bom o post e nós sempre perdendo oportunidades... espero que na volta da locadora a FM possa recuperar as oportunidades perdidas kkkk Bjo, Mel.

Pri Araújo disse...

Ahm, eu acho que tem muita gente que fica super sexy com os cabelos despenteados.

A Devassa tá tão apaixonada que nem parece ela. hahaha

Bom, o beijo não rolou agora, mas elas ainda tem o resto pra que isso acorra, né?

X3

eutenhoproblemas disse...

Descabelados pride!

E ah, mas oportunidade de beijo geralmente é assim, a gente só percebe depois que perdeu.