- »

janeiro 16, 2011

A Estrela Dourada

Senti, então, as mãos da Mia de repente percorrendo a minha cintura. O seu corpo esbarrou no meu, se acomodando ao meu lado, apoiado contra a parede e frente à janela; os seus pés descalços encostaram-se aos meus. Eu a olhei e ela sorriu, enquanto roubava o cigarro dentre os meus dedos. Observei-a tragar, maravilhosa, e aí fui eu quem sorriu. Você é linda demais, garota, vi os seus olhos fecharem enquanto ela tragava, puta que pariu, viu.

_Hoje foi... – ela disse, baixinho, soltando a fumaça – ...incrível.
_Sei... – achei graça e ri, pegando o meu cigarro de volta – você... tá ficando até que boa, viu ô.
_Nossa! Valeu, hein.
_Mia... não foi o que eu quis dizer.
_“Até que”?! Não foi o que você quis dizer?!
_Era pra ser um elogio – traguei mais uma vez e ri – pô, você dormiu três vezes com uma mina e, tipo, uma mina só e...
_Hum, você está sugerindo que eu durma com outras?

Panaca.

_Não. Eu... – me enrolei para retomar o raciocínio – ...eu só estou dizendo que essas coisas levam tempo, oras.
_Ah! Então, você está sugerindo que...
_Que a gente pratique mais... – pisquei para ela, fazendo graça.
_Você não presta... – ela riu, me empurrando de leve para longe dela, e eu me diverti; depois roubou novamente o meu cigarro, tragando-o sem pressa, e aí retomou a conversa – e quem foi? A sua melhor?
_Por quê? Quer o telefone dela?! – ri.
_Não, né, só quero saber.
_Você.
_Pateta, eu estou falando sério.
_Eu também, ué... – terminei o cigarro e amassei-o na borda, jogando-o em seguida pela janela, depois voltei para a Mia – ...o que? Você quer saber que mina tinha mais “habilidade”, é isso? – ri mais uma vez – gata, eu posso te dizer um milhão delas, a minha resposta ainda ia ser a mesma.
_Eu não quero o nome de um milhão delas, só um.
_Tá, então, eu posso te dizer a... a Roberta.
_Roberta?
_Mano, eu posso falar qualquer uma. Que diferença faz?
_Hm, se podia falar qualquer uma... por que escolheu a “Roberta”?
_Ai, senhor... – eu comecei a rir da situação, revirando os olhos – sei lá, porra. Porque sim. Porque... a Roberta... não sei. Ela sabia o que estava fazendo e pronto.
_Então, ela mandava bem?
_Nossa... – até perdi o fôlego de pensar – ...bem pra caralho.
_Tão bem assim?! – perguntou e eu a lancei um olhar de desaprovação, sem vontade alguma de responder àquela pergunta – bom, mas se era tão bom, por que não deu certo entre vocês?
_Deu certo. Era só isso, meu. A Rô nunca foi meu tipo, ela só... ela só era boa, realmente boa. E precisava ser, senão nunca ia rolar, meu. Eu não tinha envolvimento nenhum com ela! A Rô... a Rô, sei lá... era uma loirinha butch aí, que eu achei no meio da Bubu e deu no que deu. Eu sequer gosto de loiras, meu! Tipo, não interessa o quanto de habilidade você tem. Sexo entre minas é um lance muito mais de sintonia; é um tipo de relação bem mais profunda, não sei, depende da intensidade, do momento. É muito mais, sei lá, emocional.
_Falou a que só dormiu com o amor da sua vida...
_Não disse isso. Emoção não necessariamente tem a ver com amor. Tem a ver com... sei lá. Com a mente feminina. Com os nossos pensamentos, os nossos sentidos, o jeito que o nosso corpo funciona. Cara, tem umas minas que, mano, na boa, entram na sua cabeça tão violentamente. Estouram todos os limites do seu cérebro, do seu coração; destroem toda a sua razão. É puro sentimento, saca? É outro lance. Você não sabe nem o que está fazendo, não pensa em porra nenhuma, não calcula, só faz e não interessa nem o que está fazendo, porque é tão bom... e é bom pras duas, muito bom, e de algum jeito você sabe, manja? Sabe exatamente o que a outra está sentindo, o seu corpo inteiro sabe, aliás, naquele mesmo instante e... meu, sei lá, tem... tem umas mulheres que simplesmente funcionam. Sabe, realmente funcionam. Tipo, juntas. Não é uma parada que faz muito sentido se fosse... um cara... com uma mina... entende?
_Mas você já... já dormiu com algum... com algum cara?
_Que diferença faz? Por que você quer saber isso?
_Ué, você não está dizendo que não dá para rolar a mesma coisa?!
_E não dá mesmo.
_Como diabos você vai saber?
_Você, por exemplo, já sentiu?!
_O que?
_Com o Fer, sei lá; com qualquer cara... sentiu?! – encarei-a, me olhando de volta, intrigada, apoiada na parede – ...a mesma coisa, o que sentiu lá comigo? Naquela primeira vez, hoje, em qualquer dia... sentiu?!
_É diferente.
_Eu sei que é diferente. É exatamente esse o meu ponto!
_Mas não quer dizer que seja melhor ou pior...
_Eu não disse que era melhor ou pior, disse que tem certas coisas que não dá para sentir com alguém que... que não sente como você, não pensa como você, não funciona do mesmo jeito.
_É, eu... eu sei. Eu sei do que você está falando. Acho que sei... – ela sorriu, tímida, como se aquilo fosse um segredo nosso – ...mas eu... eu também gosto de...

Pinto, argh.

_Mia, você não precisa gostar de um ou de outro.
_Bom... Facilitaria a minha vida, né.
_Isso é verdade... – eu ri, apoiando o braço direito na janelinha, olhando para o lado de fora – ...meu, por que mesmo estamos falando disso?
_A Roberta...
_Ah, a Roberta!
_É, a “melhor” da sua vida... – ela brincou.
_Mia, pára, você foi a melhor da minha vida.

9 comentários:

Letícia disse...

Muito bom, ameei, salvou meu sabado! s2

Anônimo disse...

Salvou meu sábado! [2]
Post perfeito!

Looop disse...

Que post mais LINDO!!É de ler com o sorriso no canto da boca, mais, safadeza tua terminar assim , né?
[Salvou a noite antes perdida...]

Dê disse...

Perfeitoooooo! Tbm acho que o sexo entre mulheres é algo q ñ existe comparação... é mto mais do q só desejo, pra mim a palavra q define é sinergia. Ainda tô oO com esse post, alguns pontos de vista da FM são mto parecidos com o q eu penso...bjo, Mel.

Jamile disse...

ri muito do "pinto, argh" huhauehauehuah. Mel como vc consegue fazer a gente sentir todas as emoções só lendo esses posts? voce é foda =)

R. disse...

gold star lesbian haha
a mia ter certos gostos deve complicar um pouco a vida da FM, mas em ultimo caso ela sempre pode apelar pra certas coisas hehe
e desculpa o atraso pra comentar :(

saudades de vc e da noelly (e vice-versa dependendo de quem estiver aceitando os comentarios)

Ianca' disse...

aaaaaaaaaaaah Mia, quem me dera ser a melhor da Devassa *-*
Cara, essas minas, não tem como eu não amar elas, e esse lance do pinto, aaah é que ela aprendeu assim, e realmente nem sei viu'

Catarina disse...

Puta que pariu, Mel!
Porra, não sei nem o que dizer... Amei esses dois últimos posts. Lindos, sério.

Monica disse...

kkkkkkkkkkkkk

papo sérioo

elas realmentee taum na viibe do amor...pq isso vira briga em qqer discussäo racionaal