- »

junho 08, 2012

Etiquette

Peguei o cigarro de volta das suas mãos, sem querer o confronto, e virei dois passos para trás. Sentei no degrau frente à galeria Ouro Fino. As botas contra o chão de cimento; a cabeça baixa voltada para elas, observando-as. Traguei uma vez, demoradamente. E a Clara abaixou-se, agachando-se na minha frente. Colocou os braços apoiados nos meus joelhos e me olhou nos olhos. Soltei a fumaça e a encarei de volta, firme. Vamos acabar com isto logo, então; respirei fundo.

_Olha, eu... – ela emendou suave; me olhava de perto – ...não estou, aqui, achando que aconteceu alguma c...
_Não aconteceu.

Ela segurou o fôlego, interrompida.

_O quê, meu? – a conversa e a reação dela me deixavam inquieta; gesticulei um tanto nervosa – Você sabe que não! Não aconteceu nada, cara. Então por que você tem que vir e começar isto agora?!
_Eu não estou c... A gente só tá conversando, Bo.
_”Conversando”, tá... sei...

Balancei a cabeça, revoltada, e traguei mais uma vez. Durante todo o tempo, as pessoas passavam por nós, ali no degrau, e entravam na Ouro Fino. Olhei para a minha mão; o cigarro dela já estava quase no fim. Soltei o ar lentamente, meio tensa. Não perde o controle, meu. Eu tendia a estragar este tipo de conversa, argh, sem nem sequer dar chance de começar. E não queria fazer isto com a Clara, definitivamente. Mas é, inferno, difícil manter a calma quando não se tem certeza da sua própria culpa!

Dei mais uma tragada, aproximando fatalmente a linha da brasa do filtro e ofereci o pouco restante para a Clara, que recusou com um gesto breve com a cabeça. Disse para eu jogar, então o terminei. Apaguei-o contra a calçada de cimento, os seus olhos castanhos argentinos me observavam. Suspirei. Alguns lojistas conversavam e fumavam metros adiante na calçada, uma semi-conhecida acenou para mim e eu dei-lhe um rápido sorriso, por educação. Tornei a olhar então para a Clara, na minha frente. E retomei:

_Olha, eu sei porque... porque você acha que temos que conversar, mas... não temos. Não temos mesmo. Porque não tem nada! Não aconteceu nada.
_Então, você está me dizendo que você não sente nada pela Mia? É isto?! E nem ela por você?
_E o que você tem a ver com isto, cara?!?
_Nossa... – ela arregalou os olhos e, ofendida, riu.

Com um gesto de mãos para cima, ela saiu da minha frente, ficando novamente em pé. “Aparentemente, nada”. Ela balançou a cabeça, suspirando, e desistiu de tentar conversar numa boa comigo. Como eu sou idiota, mano. Me arrependi, na mesma hora, da minha atitude. Fechei os olhos e passei a mão no rosto – por que eu não calo a boca? A Clara deixou para lá, ainda de pé, e disse para entrarmos antes que as lojas fechassem. Eu levantei e a acompanhei galeria adentro.

O clima agora estava uma merda, todavia. Passeamos por algumas das lojas do térreo, eu a seguia com as mãos nos bolsos, e a Clara não gostou de nada do que via. Agíamos como meras conhecidas – droga. Não posso magoá-la toda vez que fico ansiosa; não esta garota. Subimos a escada rolante para o primeiro piso. Eu me arrependia, mas continuava quieta; e ela tentava se mostrar indiferente, olhando as roupas apática e fazendo comentários breves, curtos. Procurava um presente para duas das suas amigas, cuja festa conjunta de aniversário aconteceria na outra sexta-feira.

Nada no primeiro andar, continuamos para o segundo. Demos a volta toda em silêncio. Está feliz agora? A culpa é sua, besta, eu dizia a mim mesma mentalmente. Observei a Clara dar alguns passos adiante, na sua jaqueta de inverno e com o lenço de flores pequeninas. Parou frente a uma vitrine com roupas vintage e aquele feeling dos anos 60, bem-decorada. No entanto, não entrou; desanimada com tudo o que via. Alcancei-a, andando novamente ao seu lado, e ela ignorou um sorriso espontâneo meu. Cruzara o meu olhar com o dela, mas nada. Nos aproximamos do elevador, em semi-piloto automático na direção ao terceiro piso.

_Espera, não; vem aqui... – peguei-a pela mão e encostei gentilmente numa das paredes – ...espera só um pouco, vai.
_O que?
_Eu... – apertei os olhos fechados, arrependida, e abaixei a cabeça; encostando com a testa no seu ombro; e aí a olhei novamente – ...eu sou uma idiota, cara. Uma idiota, me desculpa. Eu não queria ter sido grossa com você...
_É, né.
_...e eu, eu sei que você não tava me cobrando, nem nada, aquela hora.
_Eu só queria conversar numa boa, meu! – ela se irritou, concordando comigo.
_É, eu sei. Desculpa!
_Sério, cara, você precisa melhorar esse... esse seu “jeito”, sabe, e urgente. Você me trata como se...
_Eu sei, eu sei – a interrompi, de fato arrependida; tentando me explicar –; é que eu... eu gosto de você, gosto, e muito mesmo e eu não quero estragar tudo com a minha boca grande, só que eu... sou, tipo, muito ruim com este tipo de conversa e, sei lá, eu fiquei nervosa na hora e aí acabo dando respostas piores ainda, manja. Saiu tudo errado, meu! Não era a minha intenção, não era mesmo...

Hum. Ela me olhou, os braços ainda cruzados; o meu corpo pendia sobre o seu, as suas costas contra a parede e a expressão aborrecida, invariável. Deixa passar esta, garota. Por favor, vai. Eu a encarava de volta, na mais adorável cara de pau. Queria mesmo que ficássemos bem, mesmo, vamos lá. A Clara então abaixou a cabeça, cedendo, e empurrou o meu corpo com um dos seus ombros, num movimento contínuo e leve. Ainda de braços cruzados.

_Eu, eu também gosto de você... – ela murmurou, admitindo pela primeira vez; e aí me olhou um tanto brava, agora fazendo mais graça do que intencional – ...mas você é MUITO babaca!
_Eu sou mesmo... – eu ri.
_Não; não, não... – ela achou graça, me empurrando de volta com o corpo – ...não vai achando aí que é engraçado, que você pode se safar desta assim, toda vez... – descruzou os braços, apontando-me o dedo na cara e eu ria ainda mais, com ela – ...você vai ter que aprender a conversar que nem uma pessoa normal, cara, vai mesmo; se a gente for mesmo ficar ju...
_Ah! Então você quer ficar junto?! Comigo?
_Cala a boca! Eu não terminei.
_Clara Villares desistindo do seu mar de amantes paulistanas... impressionante, hein...
_Olha – ela me encarou, indignada; mas irresistível como era –, seria muita sorte sua.
_De repente, né... – concordei, seria mesmo.

E ainda ríamos, quando nos beijamos.

42 comentários:

Thais Figueiredo Palma disse...

Fofo demais pra ser verdade; no próximo vai dar merda!! hahaha

Gica disse...

Ai que post lindo! Mas o que significa aquele "Bo" no começo? Um apelido? =s

Anônimo disse...

Só não amo mais a Clara, pq todo o restante do meu coração é da Marina <3333

Anônimo disse...

Nãoo...romance à vista!?
Puta merda... *-*

TekaSak disse...

*---* Clara e FM nessa cena tá muita fofura!!!

( the girl fucking Mia ) disse...

Gica: são apelidos, sim! ;)
http://fucking-mia.blogspot.com.br/2012/02/redirecionamentos.html

Anônimo disse...

A Clara é tão fofa. *-*

Anônimo disse...

que delícia de post, cara! penso no rumo da história daqui pra frente e fico adorando perceber o quanto o blog é realista... você é muito boa!

@whoisbea disse...

Que final mais fofo, meu! Tô gostando tanto da Clara que tô pensando seriamente em largar de gostar do relacionamento da FM com a Mia. Odeio gente complicada que gera relacionamentos complicados. Mas acho muito difícil superar isso. É como a própria FM disse: "Amor não passa de um sadomasoquismo do caralho. E o motivo é simples: porque se não for filho-da-puta, passa despercebido."

Amando muito tudo isso :)
Obrigada por fazer meu feriado melhor, Mel HAHAHAH <3

Bru disse...

Fiquei com uma RAIVA da fm mas depois ela foi muito fofaaaaaaaaaa!! As duas são perfeitas, a mia tem competição booa aí *-*

Anônimo disse...

Que coisa mais linda *---*

Anônimo disse...

A FM é daquelas mulheres fdp's que são impossíveis de se resistir...

Ketlen disse...

Acho que eu me apaixonei de vez pela Clara. A Mia foi só uma "paixonite" passageira, rs.

R. disse...

*.*

Anônimo disse...

Isso foi... foda! Que lindo, meu! *--*
Amo esses momentos de fofura da FM com a Clara! Aff... Eu quero uma Clara pra mim, poxa! ;)

sanvés disse...

AAAAAAAAAAAAAAAWWWWWWWWWWWWWNNNNNNN morri aqui nesse final *-* tipo, Mel anda meio romantica, não? hahahaha mas kd um post super hot hein? *OO* bem que podia rolar :9

@carolcastr disse...

Eu curto muito a Clara... mas ainda nao deixei de amar a Mia...
Vamos ver né?!
Concordo com o pessoal...post fofo...vai dar merda! kkkk

Anônimo disse...

previsão para os próximos posts:
Mia linda larga Fer bundão.
FM e Clara maravilhosa começam a namorar.
prevejo drama, brigas, ciumes, e que somo na sessão da tarde, "uma enorme confusão". hahahahahahaha

mais, mais, mais!!! =D

Ju disse...

Post fofo mas nunca deixarei a Mia de lado! #TeamMia pra sempre Hahahahah
A cada dia que passa tu se supera mais, Mel. :3

Dea disse...

ai que difícil decidir se eu gostei do post ou não. desse jeito vou acabar desistindo da Mia...

Anônimo disse...

Wtf? Foda se a mia! Fm,Fica com a clara!

Anônimo disse...

Concordo com o pessoal, post MUITO bem escrito, fofo, Clara fofa, mas...#Team Mia!
kkkkkkk

Anônimo disse...

caramba......meu coraçao tah dividido
e agora? miaXclara......
dificil hein...
coitada da FM..

Babi disse...

OOOOOOOWWWNN *pra sempre*
Que liiiindo, meo!!
Na boa, o mérito desse post "oin" é todo da Clara!!
Por isso q sou muito mais ela!!!
A FM é muito idiota as vezes, e a Clara não merece...
Mas como a protagonista é a FM e eu preciso da Clara na história, torcendo pelo relacionamento!
hehehehehe

A. disse...

Que coisa mais linda elas juntas... acho que é tarde demais pra Mia! A Clara é muito menos complicada. #TEAMCLARA

Ianca' disse...

Amo sobrenomes! Logo fui olhar no Facebook u.u
Mel, porque toda essa delicadeza? Pra eu curtir ainda mais a Clara? Eu amo a Mia, poxa :/ E tem que ser ela, mas a FM se acertando com a Clara, complica né? Deixa de maldade Melissa

CB disse...

Gostei foi muito.

Anônimo disse...

aaaaaaaaaaai que fofa que a Clara é!!! *-*
e pq eu não conheço meninas assim tão... "compreensíveis"??? rs
tô achando massa esse lance delas, espero que a FM não estrague tudo (de novo).

Jessica Castro. disse...

Como fazer quando se fica dividida entre Clara e Mia? OH GOD! Que post fofo, quero uma Clara! ><

Elisa disse...

Ahh, dei um sorrisinho bobo. é muito verdade isso de a gente se apaixonar pelo mais dificil e ñ se contentar com aquele amorzinho 'seguro', né? acho que sou Team Clara!

Anônimo disse...

Muuuuito lindo, muito fofo!
Adoro a Clara, de verdade!
Maaaaaas, não tem jeito, meu coração é da Mia <3 hahahha

Etiane disse...

A Clara é toda linda, toda fofa... Mas quando o coração ama outra pessoa não tem jeito. Fofura nenhuma ganha! Meel sempre divina *--*

Anônimo disse...

FOooooofo demais!
Essa clara super compreensiva é tudo de bom!
Esses últimos posts estão demais, Meeell!

c' disse...

"_Clara Villares desistindo do seu mar de amantes paulistanas... impressionante, hein..._Olha – ela me encarou, indignada; mas irresistível como era –, seria muita sorte sua."

Ah cara muito irresistoveis as duas.
Primeiro a clara com seu jeito sedutor fatal qe nimguem aguemta. Depois a fm com a sua filha da putisse habitual mas qe depois se retrata do jeito mais fofo possivel.

Ótimo post mel. Nem preciso falar qe qeremos mais né.

'duuda disse...

lindas e perfeitas se estivessem acontecendo antes da mia ):
ai clara. SUA LINDA <3

Anônimo disse...

Noooossa!! muito fofo!! A Clara é uma mulher incrível e a FM fica se torna melhor do lado dela...

#TeamMiaFmClara shaushauhsauhsa

gente vamo combinar, porque não um relacionamento a 3!?!?!?

JuhNadu

Raah disse...

CLaaara nãããããoooo, vemk, não fica 'junto' com ela, ain deux, ela vai magoar a clarinha çç vadia --'

and yeeeeeeeeeh enfim cheguei e estou atualizada, correrei ao Chat do face pra Luh enfim me falar td sem spoiller

Anônimo disse...

VOLTA MARINA

Anônimo disse...

Hey, tem grupo do blog no face?


Mariannaes, SC

Anônimo disse...

https://www.facebook.com/FckingMia

Aqui Mariannaes ;D

( the girl fucking Mia ) disse...

Acho que ela quis dizer um grupo de discussão, ou não? Eu poderia criar. Vou lançar a idéia no Twitter! Ver o que as meninas acham... :)

Raianny disse...

Ahhhhhhhhh não!
Acho que estou me desviando, pela primeira vez senti um pouquinho de vontade de ver a Clara e a FM juntas.

Céus.