- »

janeiro 17, 2012

Linhas inimigas

Aquilo, nitidamente, não havia sido ideia dela. O jogo. Assisti o seu desconforto crescer. Diante dos meus olhos, em silêncio, por toda hora seguinte – e o Fer sequer notava, a própria namorada, ocupado em me derrotar no meu jogo favorito. Sem chance. Observava-a, já eu, fixamente. Como um erro consciente. Não conseguia de repente, num impulso inédito nos últimos meses, evitar. Com a Clara ao meu lado e olhos na Mia, do outro lado da mesa – mas não como anteriormente, não por admiração oculta. Uma dose atrás da outra, a garrafa de whisky incompleta ao seu lado. Ela perdia, aos poucos, a noção de limite. As cartas pareciam não lhe importar, sem ânimo ou vontade alguma, me odiando ver acompanhada. Com ela, com a Clara.

Sua agonia me incomodava, me irritava, de modo particular.

Por outro lado, tão pouco importavam as cartas à minha parceira da noite. Agora que jogávamos sozinhas uma rodada de Pôker, não mais Canastra em duplas separadas e lados opostos na mesa, ela pôde enfim se sentar junto a mim. Deixara sua mão repetidas vezes virada sobre a mesa, enquanto me provocava – baixinho e imprestável – no ouvido. Eu ria, sabendo o que me aguardava no quarto aquela noite. Achava graça na diversão dela em me vender, das mais criativas formas, o que eu já tinha. Sem tirar o foco das cartas, eu ria dela. Fumava o meu segundo baseado do dia. Estava aérea já e me embebedando numa velocidade fenomenal junto à Clara e ao Fer. Mas os olhos da Mia sempre davam um jeito de encontrar os meus. E eu a encarava de volta, sem saber o que lhe “responder”. O que justificar.

Não dava satisfação nenhuma, então – dane-se! Não era da sua conta, afinal. O que eu fazia ou deixava de fazer e com quem. Olhei para o outro lado, tentando não me permitir irritar pela petulância do seu desconforto. Me sentia no pré-primário, como nos meses em que me importava com a sua presença; tudo de novo. E não podia deixar que acontecesse, que me afetasse. Isto não, eu me recusava. A Clara por sua vez insistia em me desconcentrar, mas de um jeito completamente diferente.

E muito, muito melhor.

Desejando-me “boa sorte” aos sussurros delicados, maldita, no meu ouvido. Àquela altura, as duas já haviam saído da rodada, entregado os pontos à nossa sagacidade. Restávamos eu e o Fer, antigos rivais naquilo, com as cartas em mãos e os olhos um no outro. Vai nessa, desgraçado! Com gosto, contudo, a Clara beijava a lateral do meu pescoço e subia, tornando a minha tarefa ali realmente difícil. Por diversas vezes. Bêbada em excesso, chapada além do que deveria na noite anterior ao meu início na produtora – óbvio que isto não vai dar certo, sentia o calor me subir por dentro das calças. E ela conseguia tirar o meu foco por alguns milésimos. Eu não ia tolerar aquilo.

_Olha, eu já saquei a de vocês dois, viu... – eu disse, com os olhos presos ao meu jogo, e ri – ... você tá trabalhando pra aquele panaca ali só pra me fazer perder, não é?
_O quê?! – a Clara começou a rir, me dando um tapa no braço e a Mia revirou os olhos, noutro canto da mesa – Claro que não! Que absurdo isto!
_É, é. Isto mesmo... bom trabalho, comparsa.

O Fer achou graça e disse, rindo junto conosco.

_Vocês dois, hein, pode parar com a acusação. Não tô nada, meu!
_Nem vem... – ri – ...eu já saquei qual é a sua, garota.
_Todo mundo já sacou... – a Mia disse, murmurando com ironia num descuido e levantando as sobrancelhas.

Subi os olhos por cima das cartas e a encarei, como se não aprovasse o comentário infantil dela. Sério mesmo?! Um pouco menos discreto, o Fer também a olhou logo ao seu lado e fez um gesto sutil com a mão como se perguntasse a mesma coisa que eu, como se apontasse o óbvio desrespeito e falta de educação dela. “Porra, amor”. A Clara, porém, pareceu não se importar; acostumada com a estranheza da Mia na sua presença, me disse depois naquela noite. Me abraçou persistente pelo pescoço, cheia das más intenções, me dando um beijo alguns segundos mais demorados na bochecha. Eu sorri, meio sem intenção; incomumente feliz por tê-la comigo naquele domingo. Voltei os olhos às cartas e foquei-me mais uma vez. Ah, eu vou ganhar esta porra.

E ganhei, mesmo. Ambos no blefe absoluto: segurando, cada qual, um mísero par nas mãos. O meu, contudo – formado por duas belíssimas rainhas, claro –, prevaleceu contra o dele. Abaixou seu casal perdedor de valetes e eu pulei da cadeira em êxtase absoluto, batendo vitoriosa na mesa e quase derrubando tudo. A Clara ria e o Fer resmungava qualquer babaquice frustrada para a Mia ao seu lado, que o ignorava categoricamente, me olhando fixamente de volta. Tomou! Tomou! Ok, tá. Eu podia ser péssima vencedora, mas o Fer era mil vezes pior perdedor. Mais ainda quando era de mim: a nossa guerra – neste sentido, digamos – era antiga.

Acabada a rodada de jogos, a Clara retirou-se para deitar-se no quarto – e eu a imaginei imprestavelmente tirando toda a roupa, enquanto esvaziava o cinzeiro no lixo da pia da cozinha e o colocava sob a água corrente. Em breve, pensei sem reservas, celebraríamos e em grande estilo a minha vitória. Dominada pelas minhas piores intenções. Isto e, talvez, pelas excessivas doses consumidas na hora anterior. É, talvez. A Mia entrou na cozinha, me acordando da minha divagação, e deixou três copos com restos de whisky ao meu lado na pia; o Fer veio poucos instantes depois. Alcançou-a, tocando-a com carinho nos ombros, e avisou que ia tomar um banho. Ela concordou, ambos murmurando. E ele saiu.

Já ela, ficou.

E junto com ela, aquele silêncio constrangedor. Entre nós. Nada, nada bem. Lavei duas vezes o cinzeiro, impregnado daquele cheiro enjoado de erva e cinzas regulares – de quebra, o fiz também com os copos deixados por ela e enxagüei tudo. Olhei então de relance por cima do meu ombro e ela estava ali, apoiada contra a mesa, a alguns metros de mim. Quieta – a cabeça baixa, constrangida. Enxuguei rapidamente as mãos, largando o pano de qualquer jeito sobre a pia e me virei, encarando-a numa atitude agressiva pela qual ela não esperava. A Mia ergueu os olhos, com alguma verdade engasgada na garganta, contida no olhar – eu podia vê-la, mas longos segundos se passaram sem que nada acontecesse. Nada da boca dela. Típico. Dei de ombros, sem paciência para aquela ceninha, e caí fora sem voltar mais a minha atenção à sua direção. Quando eu já estava na metade do corredor, no entanto, ela me puxou pelo braço, por trás, e me obrigou a virar encarando-a. O que agora...

_Não quero que você fique com ela – a Mia me pediu, do nada, forçando-se a conter o que sentia nos olhos já marejados.

43 comentários:

Vitória Régia disse...

ai meu Deus, é pedir muito por mais um post? HAHAHAHAHAHAHA não sei se aguento muito tempo..

Anônimo disse...

Ta c ciuminho Mia ta? Td mundo esperando o proximo post, menos a Luiza que esta no Canada!

Anônimo disse...

PUTAMERDA!!!!!! A FM vai surtar!

@carolcastr disse...

OMG!
Adoro Mia sofrendo... morrendo de ciumes e engolindo o orgulho!!

E mais ainda: Adoooro FM malvada!!!

<3 <3 <3

Anônimo disse...

Hey Mia ce tah boa?! IAHIUSHSUHSIAUSA Ela tem que sofrer um poucinho cara :D

Tatiana disse...

Pqp que post! Já to me coçando pra saber o que vai acontecer!

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
Adoro!!!!!!!!
Ate q enfim a mia parece ter algum sangues na veia.......
kkkkkkkk

Anônimo disse...

A MIA VOLTOU *-* FUCK YEAH!

Anônimo disse...

Bom, acho melhor a Devassa ir pro quarto e se acertar com a Mia depois (claro que vai ser difícil, mas nao custa tentar)

FRan disse...

"Não quero que você fique com ela"

Essa frase ficou marcada agora...
Meeelll, pleeease, não demoraaaa! Hahaha

Dea disse...

OH-MY-GOD! se entregou TOTAAAAAAL! e eu já sei o que vai acontecê-er! muahahahahaha, abri o arquivo e re-li, pela, sei lá, enésima vez. FINALMENTE AQUELE POST, porra!

Ju disse...

Ok, Mia... E? Hahahah

Maju disse...

Mel e sua habilidade de colocar opiáceos nos posts pra gente ficar atualizando a cada 10 minutos e ver no que vai dar... X___X

Ma disse...

To TÃO feliz que não cabe em mim! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHA

O próximo é o post escrito há tempos, né? CADÊ? POR FAVOR, POR FAVOR, POR FAVOOOOOORRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRUHDUIGHSDFJGASKDPFOAMWDFUHASDPCZXOKVRW78TY2480JXNCVWBVSCIVMSDVAVVNSDVMSXPVKCMF8920G8JVSDVH8VG7A0S7DGF0WEF9VXCVJNSDVMDVKSDIVMA0DSIGJD8GJ978TH42TJVSDVJYT7YR807GYHVSDJVNSCJKVN9U3JG93H479GYHER9HFSNVSOVNSODKMVSADKMGÍJT0384J9GHR9BUHFDOBNKMF

LOGO! :(


1BJ;*

Anônimo disse...

Claaro q o pôker seria o jogo favorito da FM.

Td mundo esperando o próximo post, menos a Luiza que está no Canadá![2]
kkkkkk

Juliana Nadu disse...

C A R A L H O!!! mt bom!

jamile disse...

ai que gracinha, a Mia me conquista s2 hahahaha

Anônimo disse...

Naaassa!
Falou pouco, mas falou bonito!

Nunca estive tão ansiosa por um post.

Monica disse...

YEYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYY

Finalmentee!!!

Tava demorando demais a volta triunfal da Miazinha...

sou fä dessa garota...

aguardando ansiosamente o prox post...

B. disse...

Comassim "

B. disse...

Comassim "Não quero q vc fique com ela"?!?!?!?!
Menina, dois trabalhos: querer e deixar de querer!
Não sou teamClara, mas sou anti-Mia!
Esperando q a girlFM me mate de orgulho!!!!
Ameeei o post!!!!
XoXo... inté!

Vivi Côrtes disse...

OMG, morri. Esse post já fez o meu início de quarta-feira valer a pena; muito perfeito. A Mia tem que sofrer um pouco pra aprender que as pessoas não estão disponíveis a hora que ela quiser...
Seria pedir muito pra não demorar pra atualizar?

Krystal Campioni disse...

Menos a Luiza, q está no canadá.... HAHAHAHAHHAHAH

morri...



Muito bom o post. Vencer o Fer com 2 rainhas foi de uma delicadeza subliminar incrível... clap clap

Posta mais? Antes que eu tenha uma úlcera de ansiedade, por favor...

ruka disse...

curto muito a mia sofrendo um pouco!

Mari Riber disse...

Já perdi a conta de quantas vezes esse blog me deixou ansiosa!!
Mais de um ano lendo essa parada e eu ainda não aprendi!

A Mia é foda!! Por mim a FM voltava pra Dani! Ou melhor, voltava pra Marina que é uma fofa sem tamanho!!!

Mari Riber disse...

Menos Luiza que tá no Canadá! Hahahahaha

Essa parada tá pegando, hein! De João Pessoa para o mundo!

Anônimo disse...

FINALMENTE uma atitude, sabia que valia a pena esperar algo da Mia. Muito bom o post *-*

Raianny disse...

Ai!
Que linda essa Mia. <3
Sensacional.

Quero ver a FM negar essa.

Era exatamente isso que eu estava esperando *-*

Onw, que dó da Mia.

beatrice disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa não aguento de curiosidade, mel, não demora ):

Td mundo esperando o próximo post, menos a Luiza que está no Canadá!3
UHAUAUUAHHUAHAUHAUHAHUA

@danidalarme disse...

A Mia não quer sair do armario e ficar com a FM, mas também não quer que ela fique com ninguem.
Alô! Alô! É isso mesmo produção?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

AHHHH PAAARA VAI

Anônimo disse...

q dó q dó q dó...........a miazinhaaaaaaa

Amanda disse...

"Comassim "Não quero q vc fique com ela"?!?!?!?!
Menina, dois trabalhos: querer e deixar de querer!
Não sou teamClara, mas sou anti-Mia!"

Fuck yeah! Não é nem anti-Mia, mas pelo menos anti o comportamento egoísta de achar que é o umbigo do mundo e que as coisas vão ser sempre como e quando ela quer. IAU, gostei demais demais desse. E muito demais da análise psicológica fantástica do outro.
Cadê a Patti? Sumiu mesmo? Queria ver uma reviravolta. Ela ficando com alguma amiga da FM e ela assistindo com ciúme. Quero ver o mal!

=*

Anônimo disse...

Mel, meu anjo, lembra-se que eu disse uma vez que você seria obrigada a visitar cada uma de nós que tivesse uma crise ansiosa e fosse parar no hospital? E você concordou, devo lembrar. Então, senão quiser viajar o Brasil inteiro pelos hospitais com chocolatezinhos e flores... Posta. Logo. Por. Favor. D:

Dea disse...

é incrível como isso bomba quando tem barraco, haUIhaiuAHUIAhiuHiuahaIHA!

Lu disse...

Muito bom!
A Mia devia engulir este ciúme com muita fibra pra facilitar a digestão! Qto será q ela ainda atura? Hj é a Clara, ontem foi a Patti, amanhã quem? E será q a verbalização vai atrapalhar o lance das duas?! Acho q por birra, não! ;P

Anônimo disse...

Eita Mia, orgulho da nação!

Soh acho q a resposta da FM não será mto educada.

Ianca' disse...

sai gritando pela casa: A MIA VOLTOOOOOOOOOOOOOU! hahahaha finalmente alguma atitude, cadê o próximo Mel?
De tanto que falo do blog minha irmã vai ler tbm hahaha

Marrie disse...

Ahhh Mia Mia.. como você é uó.

E vamos que vamos Melissa.. Cadê o próximo?!

Fazneime disse...

Avá e mesmo Mia? UAHSUAHSUHAUSH' Espero que a FM fale um monte para ela XP HEHEHEHE'

Lilica disse...

Até que enfim, né Mia?! Demorou a pegar no tranco rsrs.
E agora FM? Vai-num-vai?
Apesar de gostar da Mia, ainda prefiro a Patti.
Vamos preparar o coração para as cenas do próximo capitulo.

Anônimo disse...

acho incrivel as infinitas possibilidades do proximo post.

excelente cliffhanger!

arrasou! ;*

agora posta logo! hahaha

Anônimo disse...

Ahhhhh Mia com sangue no zóio adooooro kkkkkkkkkkk, adorei esse jogo entre eles, esfregou bem na cara da Mia (risadas malignas), FM bem má hein, e que ela continue assim, a Mia tem que sofrer mais.

Babaloodeuva disse...

Fuckin Mia PQP