- »

fevereiro 06, 2012

Sobre raposas e lobas

Apesar de o frio pairar o ar paulistano aquela noite, resolvemos sentar do lado de fora de um bar restaurante na esquina da Augusta. Bem metidas a europeias. Ambas de jaqueta; eu com meu gorro e a Marina com um cachecol verde de lã grossa – aconchegadas. Ela pediu vinho e resolvi acompanhá-la, mesmo não sendo fã. Aquele tipo de programa era bem, sabe, coisa de Marina. Pedimos os pratos e ela fez careta para mim, disse que eu não sabia acompanhar uma boa taça. “Não se come hambúrguer com tinto, cara”, ela riu. Eu achava pura frescura. Dei de ombros, estava morrendo de fome.

_E a Mia? Não viu mais? – disse, apoiando a taça adiante na mesa.

Ah é, a Mia. Esqueci-a por um instante! Explicara já a Patti, ela explicara a Bia; durante o caminho até lá. E então hesitei a fala, interrompendo a fluidez da conversa até então, ao pensar na Mia. E em tudo o que se passara na noite anterior. Não queria falar sobre aquilo, não queria contar e me ver de repente obrigada a reviver toda aquela merda – apenas a ideia já me enchia instantaneamente de desgosto, de uma preguiça imensa. Respirei fundo. Desconversei com o olhar e me virei para a rua, afundando-me ainda mais na cadeira. Sem um pingo de vontade de falar no assunto.

_O quê, hein? Que foi isso?!
_Nada.
_O que foi, meu?! – insistiu.
_Nada, pô. Não é, eu... – me amargurei visivelmente, argh; sabia que teria que contar de uma forma ou de outra, senão ela não pararia mais de me encher pelo resto da noite – ...a gente, sei lá, a gente discutiu ontem. Foi meio feio.
_Você e a Mia? Mas por quê?!?
_Ah, ela... – suspirei, já me deixando irritar de novo por aquilo – ...ela veio falar... sei lá, ela... ah, Má, cê quer mesmo saber disto? Não tô afim, meu...
_Nossa! – encolheu os ombros, pegando mais uma vez a taça, e riu – Foi tão ruim assim?
_Não é, é que... sei lá. Ela teve um surto ontem e eu tava bêbada, acabei falando um monte pra ela e aí ouvi o que não queria ouvir também, fiquei mal, a Clara tava lá, não sei. Não foi... não foi legal. Foi estranho... – ela me olhou preocupada, curiosa – ...sabe quando... uma coisa parece que não aconteceu direito?
_Sei, sim.
_Eu, meu... Eu não processei ainda, manja... – tragei o cigarro, soltando a fumaça logo em seguida, e lhe pedi com o olhar – ...deixa pra lá, vai?
_Deixo... Mas você sabe, né, que enquanto ela te incomodar assim... – fez graça, levantando o indicador e uma das sobrancelhas para mim – ...é porque você ainda tem algum sentimento por ela...
_Ah, mas eu tenho mesmo... – não discordei, tragando; e a encarei com sinceridade – ...atualmente, dos bem negativos.

A Marina começou a rir, balançando a cabeça vagarosamente de um lado para o outro, e bebeu mais um gole da sua taça, me olhando. Havia uma certa calma no seu olhar, por detrás dos óculos de aro preto; uma tranquilidade bem-resolvida. Às vezes eu queria saber o que se passa aí dentro, pensei, na sua cabeça. E bem sabia que ela me falaria num instante, caso eu pedisse. Eu só não pedia por medo da resposta. Das suas teorias infindáveis sobre a minha pessoa. De não concordar ou, pior, que ela acertasse contra a minha vontade.

_E a abstinência, hein, Má? – sorri para ela, direta.
_Ah... lá vamos nós.
_Vamos mesmo, ué. E aí? Quais os planos para voltar à ativa?
_Então... na realidade, já resolvi.
_O quê?! Mas já?? – arregalei os olhos, surpresa, e comecei a rir sem querer – Mas quando isto, meu?? Vocês terminaram, tipo... anteontem!
_Quê? – me observou, ofendida.
_Cacete!
¬_Ah, é assim... – aí riu também, mas de mim – você acha que só você transa em São Paulo toda, né, flor?!
_Não... não acho – ri, mais ainda – mas certamente não esperava que você fosse, digo, se “resolver” com essa... agilidade toda – achei graça e ela revirou os olhos – Mas quem foi? Alguém que eu conheço?
_Não, a Nina... uma garota aí, cê não conhece. Minha ex-chefe. Ela trabalhou comigo quando eu ainda estava na outra redação e a gente ficou em contato depois. Ela já tinha me convidado, mas eu ainda tava com a Bia na época. Aí liguei pra ela e a gente acabou indo jantar ontem.
_E já dormiu lá? – me espantei com a “modernidade” incomum da Marina.
_Ah, ela foi bem... “convicente” – riu.
_Mas... – apaguei o cigarro contra o cinzeiro sobre a mesa, prossseguindo – ...qual é a desta Nina aí? Vocês já tinham alguma coisa quando trampavam juntas? Nunca nem ouvi você falar dela. Ela é papa anjo assim mesmo?!
_Não, meu! Não é assim. Ela tem, tipo, 28 anos! – a Marina seguiu rindo e me olhou como se eu falasse absurdos – Nada a ver... Ela era editora na minha seção, mas era de boa. Tipo, ela sabia de mim e eu sabia dela, só que só fomos falar disto depois que eu já tinha vindo trabalhar na revista. Nunca rolou nada, só coleguismo. Quer dizer, uma olhada ou outra...
_Espertinha você, hein...
_Ah... – ela riu, se fazendo de desentendida – sei lá, “mulheres com autoridade”... sabe como é...
_Nem me fale, cara. Você precisa ver a minha chefe, lá onde eu comecei hoje... – ergui os cotovelos, colocando as mãos apoiadas atrás da cabeça – ...puta merda, na boa, a velha é gata pra caralho.
_Cê precisa falar assim?! – ela me repreendeu, rindo – Tá, mas “velha” quanto?!
_Sei lá... deve ter uns quarenta. Uns vinte a mais que eu, fácil! Maravilhosa, meio matrona. E uma cara de cretina, manja... – abaixei mais uma vez os braços.
_Cretina como? – bebeu mais um gole do vinho, interessada.
_Ah... tipo: “você é uma pirralha, não sabe porra nenhuma”. Quer dizer, ela é simpática e tal, não me destratou nem nada disso... mas sabe quando não tá nem aí? Ela olha pra todo mundo com ares de intelecto, no mínimo, superior. Não fica de conversinha...
_Te intimidou, é? – a Marina riu, surpresa.
_Claro que não!
_Ah, lá vai você...

17 comentários:

Fazneime disse...

Oh a FM de olho nas coroa UHAUSHAUHSUHAUHSUHAUHSAUHUSHAUHS'

Anônimo disse...

"sei lá, 'Mulheres com autoridade'...sabe como é..." hahahahaha
Bem verdade! hahaha

B. disse...

Aiiiin... eu AAAAMOOO a Marina, até fiquei com visu um pouco parecido com o dela(como eu imagino)! XD
Essas duas são marás...
Bem, estamos entrando numa era "todo mundo safadjenhha"?
Se siiiim, adoooorooo!!!
Esperando pelo próximo post, espero q não demore!
beijoooos

Anônimo disse...

HUuummm... FM mudando de novinhas para tiazonas? Será??

Vivi Côrtes disse...

Haha, a Marina seguindo os passos da FM =P
Tomara que a FM pegue a chefe e depois apareça com ela na frente da Mia ;)

Ianca' disse...

Gosto quando se refere aos óculos como pretinhos u.u Falar aro me incomodou sei lá hahaha
A Marina tá moderna ein, não achava isso não -.-
Tô adorando a vibe da paz, e até pensei que elas se pegariam sei lá, pra descontrair, mas óbvio que é melhor não ser!
Ah Mel, sou a visitante 500.000 hahahaha
Adorei mesmo e não demora tanto sua linda!

Dea disse...

eis que me pego fazendo todas as caras da Marina "enquanto ela também as faz". eu só não quero que elas fiquem juntas, porque a amizade delas é uma delícia. sempre tive vontade de conhecê-la. olhar através dos óculos de aros pretos e falar: mano, você é foda! hahahahahaha! ai ai... me sinto tão em casa aqui...

Bibi disse...

=S
Como é cruel estar viajando na sua narração e de repente ... FIM do post.

Ahhh, ficou mto legal esse post meu, adoro esses diálogos diretos/indiretos/discretos/indiscretos...principalmente entre a FM e a Marina. ^^ (Mas não esquece da Mia tá Mel, por favor?!) =)

Ana Paula disse...

Ahhhhhhh quero ver a Marina com a Devassa de novo e quero ver a devassa se encontrando com a Mia. OMG eu e minha louca ansiedade.

Raianny disse...

Lindas! A Marina é mesmo mto sábia '-'
Se fosse eu ia ficar perguntando até a FM falar o que tinha acontecido, todos os detalhes...
E a FM vai acabar pegando essa chefe dela não vai? hahaha

Post digno de 500 mil acessos, como todos os outros. =*

Anônimo disse...

Adoro quando a devassa tá solteiríssima que ela NÃO PAAARA!! kkk eLA É DEMAIS. Esse blog é demais. Vc é demais meel!

Anônimo disse...

AHH!! PARABENS PELOS 500 MIL ACESSOS!!! MERECE!!!!!!!!

MangaR disse...

Ah não creio!
Seria isso uma introdução aos dias "intensos" de trabalho?!



500.000 felicitações! Muito merecido.

Anônimo disse...

Já tava com saudades da Marina. Ainda bem que ela apareceu, faz um bem enorme pra FM.

Anônimo disse...

Parabéns pelos acessos. São muitos, embora menos do que mereça!
.
"Velha tipos uns 40..."
,
Chorando lágrimas de sangue aqui rsrs
Bjs
Ju T

Jamile disse...

Adoro a amizade delas =)) shaushas

Monica disse...

FM no team coroas kkkkkkk

quero só ver