- »

fevereiro 23, 2012

Noutros cantos

Aquilo me fez, de certo, algum bem. Eu me dava bem com a Clara, pelos motivos mais óbvios. Éramos tranquilas uma com a outra e conversar abertamente sobre a Mia fez-me sentir que havia formas de deixar tudo aquilo para trás. De um jeito ou de outro, algum dia. Que os meses iam passar, que algumas coisas inevitavelmente deixariam de ser importantes, que talvez até pudéssemos ser amigas. Isto é, sem olhares atravessados ou as palavras rancorosas de sempre, sem os longos períodos ignorando-nos mutuamente. Sem nada disto.

E o dia seguinte amanheceu com esta plenitude, diferente, tão logo me levantei para ir trabalhar. E os que se sucederam o seguiram, muito calmos.

Quase todos os dias, caminhei à produtora ao invés de pegar o metrô; gostava quando o ar de São Paulo estava assim frio. Saía mais cedo de casa e no meio da tarde enviava uma mensagem à Clara ou a qualquer outro amigo para decidir o que fazer quando o expediente terminasse. Numa dessas noites, o Fer foi numa festa e nos pusemos – Clara e eu – a transar em todos os cantos possíveis do apartamento. Por mera graça, só porque os nossos hormônios correspondiam aos de duas adolescentes em fúria e sabe-como-é. E aí, como tinha que trabalhar todo sábado de manhã, ela se levantou antes de mim no dia seguinte e eu fiquei. Desmaiada na cama, até acordar de vez lá pelas três ou quatro da tarde.

Arrumei então o meu quarto e o restante do apartamento, naquele estado pós-apocalíptico graças à zona que fizéramos sem querer na madrugada anterior. As minhas pernas doíam e a minha mente estava livre, tranquila. Arrumei tudo ao som de um CD antigo meu do Blind Melon. My mind is a mind that I have come to know..., eu cantava acompanhando o som da sala, já no volume máximo. Quando enfim terminei, depois ainda de colocar algumas roupas sujas para lavar, eram quase sete da noite. Cozinhei então algumas batatas e um miojo qualquer que restara na dispensa, morrendo de fome. Sentei com o meu modesto jantar na mesa da cozinha e, algum tempo depois, o Fer também acordou e saiu do seu quarto.

_Ah, aí tá você... – disse, ao entrar na cozinha, tão sonolento que quase não o ouvi.

Foi vagarosamente até o fogão, espiou o que havia dentro da panela, que estava sobre a boca já desligada. Com a tampa ainda na mão, pegou uma ou duas fatias de batatas cozida e comeu, sem se dar ao trabalho de se servir. Então veio para a minha direção, como quem não tem nada melhor para fazer numa noite de sábado, e sentou na cadeira à frente da minha. Do outro lado da mesa. Ficou em silêncio algum tempo e eu continuei comendo, na minha. O seu cabelo estava desarrumado, a cara amassada de tantas horas no travesseiro.

_Tenho uma pergunta – disse, do nada, se ajeitando na cadeira –. Preciso falar com você, na verdade... – pôs os braços apoiados na mesa, ainda meio desatento, e me olhou hesitante – ...rolou uma, uma parada ontem.
_Fala...
_Tipo... – enrolou – Fui com a Mia numa festa de um maluco lá do trampo, na casa dele, em Moema; gente boa. Até tava uma galera lá, cê lembra do Bina? Do Gustavo? Esse povo aí que estudava em Santo Amaro...? – “sei”, respondi meio de boca cheia; tratava-se de alguns colegas nossos da época de escola que depois viraram um bando de grafiteiros, trancaram o curso de artes plásticas na metade e foram ser porra louca profissional ou sei lá o quê – ...então, tavam lá e aí, manja, todo mundo muito louco, dançando e enchendo a cara e a música alta pra caralho; meu, vieram reclamar várias vezes no apê do nêgo, puta encheção de velho broxa...

E você vai chegar a algum lugar, em algum momento, com esta sua história?

_Enfim, mas sei que daí, uma hora, a Mia tava lá, manja, muito muito bêbada pra variar e falando com uma outra mina “x” lá da festa e eu mais pra lá trocando ideia com os brothers que fazia tempo que eu não via e tudo e e tal e tudo de boa, tranquilo, e aí, de repente, eu olhei pro lado e... as duas tavam se pegando!

Como?!, arregalei os olhos e o meu coração parou, quase engasgando com a comida.

_Sério! No sofá do cara, meu! – não consegui falar nada, nada! – Então eu pensei – ele prosseguiu –: “porra, da hora!”. Não é?! Tipo, lógico! E aí fui lá e sei que foi e conversa vai e conversa vem e a gente de buenas falando e eu sentei do lado delas e, quando vi, meu, peguei as duas... tipo, juntas!

Fer, a Mia o quê?!?, eu seguia em choque, tentando processar e sem ouvir direito o restante da história. O meu coração começou, então, a acelerar. E com muita dificuldade, forcei a comida que restara na minha boca goela abaixo, a muito contragosto; o meu estômago se embrulhava numa ansiedade repentina. Repete, cara, pensei. Mas o assunto inesperado me desnorteou de tal forma que eu já não sabia o que pensar. Ou, pior, sentir. Não, não, mano. Não repete nunca mais esta merda, nunca mais! – me arrependi na mesma hora, mentalmente.

_...porra, sério, foi do caralho.
_Fernando, cê... Cê vai fazer alguma pergunta em algum momento ou não? – o cortei, completamente grosseira, já impaciente com os detalhes desnecessários.
_Ah! É! Então, vou, cara... é que... – já não queria mais ouvir aquela merda toda, perdera todo o apetite e ele agora hesitava, puta que pariu, irritantemente – ...assim, manja, você que, que anda com minas e tal... e, tipo, que conhece a Mia e tudo mais, saca... você...

Suspirei, merda. Eu não quero mais ouvir isto; não, mano, isto não... não dá. Tentei me controlar, querendo desesperadamente sair logo dali e do meio daquela porra daquela história que eu não queria saber mais nada, inferno. Pra quê, pra quê estragar a porcaria do meu jantar, porra? Vir me contar esta bosta justo agora, caralho?! Sentia, de leve, o nervosismo tomar conta da minha respiração, mas seguia olhando-o, à espera da porra da pergunta, como se estivesse escutando alguma coisa.

_Você... assim, você acha que... sei lá.... que, que pode ter sido mais do que isto? Manja, mais do que foi?
_Como assim...
_Ah, sei lá... cê num acha que, que a Mia pode... pode “ser”, acha?!
_Meu, por que cê tá me perguntando isto?! – disse por impulso, já rancorosa com o ocorrido todo – Ué, não foi “oh muito lindo” e o máximo e tudo mais?! – revirei os olhos, meio sem perceber – Que porra tá te preocupando então, mano?
_Não sei, meu, é que foi... foi muito estranho depois. Hoje de manhã, digo. A Mia...
_Fernando, relaxa. Na boa, foi só putaria... – o interrompi, como se não quisesse falar daquilo –, a Mia não é gay. Eu te garanto.
_Tá, tá. Eu sei... óbvio, né! Mas, tipo, eu também achei isto... saca? Que fosse só putaria e tal... Mas aí hoje ela, ela acordou estranha, manja. Fui falar mó de boa da parada, pô, felizão pra caralho... só comentar, sei lá, nada demais e ela não quis nem tocar no assunto, me cortou. Mais de uma vez! Toda vez que eu falava da garota lá, ela fechava a cara. A hora que a gente tava tomando café da manhã, depois, ela disse que na real a outra lá era uma “imbecil” e que ela tava muito bêbada e mandou eu esquecer daquela “merda”. Tipo, mano... Nestas palavras! Foi muito bizarro!
_Eu nã...
_Meu! Não é estranho?? – não me deixou terminar e seguiu, um tanto exaltado – Sei lá, se... se fosse... de boa, manja, ela não teria ficado tão de mau-humor hoje! Foi muito, muito esquisito.
_Talv... talvez... – comecei a vasculhar a porra da minha cabeça atrás de algo para lhe dizer, qualquer teoria ou justificativa furada que não fosse o “qual o nome da filha-da-puta dessa garota?” que era a única maldita coisa que me ocorria, agora, gritando insuportavelmente na minha mente – ...eu... eu não sei, Fer, cada menina tem... sabe... uma reação, meu. Tipo... – consegui, enfim, elaborar algo; tentando apagar a merda daquela imagem da minha cabeça e fazendo um esforço desgraçado – ...vai, vai ver a Mia sente algum tipo de... de... repulsa, manja? Sei lá, porra! De ter tido uma – “uma” – experiência gay, não sei, meu. Foda-se, cara! Pra quê cê vai ficar pensando nisso?!

35 comentários:

T disse...

HAHAHAHAHAHAH Mia procurando a FM em outras bocas.

Anônimo disse...

TÔ MORTAAAAAAAAAAAA COM ESSE POST :O

Anônimo disse...

SENSACIONAL essa noticia ae! super inesperada! volta miaaaaaa!!!

Monica disse...

BOMBA!

Anônimo disse...

MEU DEUS!

Anônimo disse...

tô passando mal cara, sério!

B. disse...

POOOOOOTA QUE PARIIIIUUUOOOO!!!
A minha cara de OOOHHH foi inevitável! =O
Mia mostrando as garrinhas... uuuuuh adooorooo!!!
Prevejo foooortes emoções a partir daqui!!!!
Corre lá com a Clara, FM, PORFA!
Não sei pq mas sinto q ela vai ir atrás da FM agora, sério!!
Ain, to ansiosa pelos próximos posts!

Anônimo disse...

coitada da FM, acordou sentindo q isso tudo ía passar...
i know how you feel, girl.

Raianny disse...

Nossa! Como assim Mia?
Tudo que eu não esperava, achei que ela nunca fosse ter coragem. Só falta ela ter ficado com alguma menina que a FM já pegou... '-'
Céus!
Polêmica!

c' disse...

a minha cara de =O foi inevitavel - 2

gente fiqei chocadissima. Sinto qe depois desse post a história vai tomar um rumo mais inesperado doq esse post.
ficarei super na espera aqi de novos posts.

ps: to tao chocada qe to até meio sem palavras.

Ianca' disse...

Será que foi a primeira depois da FM?
Eita cede que ela tava viu hahahahaha
A Marina sempre esteve certa, e ai, quem vai correr agora?

Anônimo disse...

só quero saber uma coisa:

QUEM É "X"?????

Anônimo disse...

Mel, tá na hora de post especial em primeira pessoa da Mia, heim? ;D

Anônimo disse...

Mia se descobrindo, adoro! \o

Anônimo disse...

Post de Mia em 1ª pessoa, pleeeease !

E eu morri depois desse post, sem mais.

Gabi disse...

Quando eu li "O meu coração começou, então, a acelerar" percebi q o meu tbm tava batendo muito rápido!
Mel nos proporcionando altas emoções com esse post...

Anônimo disse...

hahahaha que lindo!!! amei o post ^^

Fazneime disse...

QUE ISSO MIA? JÁ TA ASSIM? UAHSUHAUSHAUHSUAHSUAHSUH'

Gabriele disse...

=O fiquei tão chocada que dei um grito aqui e depois fiquei "cacete,meu,cacete" Nossa!post ótimo! esperando um post com a Mia!!

Ma disse...

MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU HAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH

Sério, nem sei o que falar, nem imagino o que vem pela frente, to meio descontrolada e muito ansiosa HAHAHAHAHAHAHAA puta merda. "qual o nome da filha-da-puta dessa garota?" Ri.
Gente, to agitada, vou ler de novo! hahahahahahah

AI! E que sequência de posts demaissss! Não comentei nenhum deles porque acessava pelo gReader no cel! :/ mas li todos! E vi agora que tem favicon com a fotinho da FM. rs
Amando o rumo da história.. MAS XO FALAR QUE AMEI ESSE POST? AHAHAHAHAHA

Me falta autocontrole HAHAHAH
1bjbj! ;*

@carlitaelias disse...

hahahahahahha Simplesmente A-DO-REI!

Anônimo disse...

:O
Bombasticoo demaaaais!!!!

Luiza disse...

ADOREEEEEEEEEEEEIIIIII!!!
CONCORDO COM O POST EM PRIMEIRA PESSOA DA MIA TAMBÉM!!!!!!

Dea disse...

eu AMO esse tipo de post que faz com que eu baixe a página linha por linha, pra não pular nenhuma palavra ou comer frases importantes. eu JURO que, ao fim do post, eu estava com os olhos tão próximos da tela que, pra escrever esse comentário, tive que devolver meu corpo ao encosto da cadeira giratória. cara, eu faço o que você quiser pra dar uma espiada nas suas anotações. e se eu não puder oferecer NADA, aviso: sua chave e seu chaveiro lindo de tomada estão comigo ainda. faço eles de refém se for o caso, hahahaha ♥ (2ª estarei em SP e te devolvo, tá? esqueci de deixar na sua casa...)

enfim, looking so fucking foward pela continuação que se eu não estivesse com tanto sono ficaria esperando por ela aqui!

beijos ;*

Dea disse...

ah, só mais um comentário, mas esse é pra loira: ainda cogitando a possibilidade de serem amigas, gata? hahahahahahaha!

Anônimo disse...

To bege
Ju T

Bibi disse...

Ok Now O.O ....vou ler de novo e aí comento com mais lucidez ok? (ofegante)

Bibi disse...

"Qual o nome da filha-da-puta dessa garota?" hahahahhahaha morri aki...
poutzz estava sentindo falta de posts assim (tomara que o próximo tenha mais confronto XD heheh)...muita calmaria não faz muito meu tipo ...rs

Anônimo disse...

To surtando hausheuehsuehee SENSACIONAL cara, boooom demais, Mia sofrendo lentamente por dentro e eh claro sentido falta da FM. Mais uma vez, parabéns Mel.

Anônimo disse...

Oi mel! gostaria de saber, no baby coffee voce menciona sobre sartre algo relativo desejos confinados, que nao só apodrecem como contaminam a alma. Queria saber de que dialogo dele é isso porque fiquei realmente curiosa e queria ler a respeito =)
Obrigada !

Anônimo disse...

Seria foda se X fosse a Bia! muaha-ha-ha! (6)

( the girl fucking Mia ) disse...

É um trecho de um livro muito bom dele, chamado "O Diabo e o Bom Deus" (adoro Sartre!).

Diz algo como: "Se eu sacio os meus desejos, eu peco, mas me livro deles; se eu me recuso a satisfazê-los, eles contaminam minha alma toda". Eu AMO esta passagem!

Anônimo disse...

:O
Pára o mundo que eu quero descer!
A Mia se entregando, FM com ciúme e o Fer pagando de tonto...Gente, quanta informação.

Tô passada!

'duuda disse...

WHAT????

e quero um post em primeira pessoa da mia tambem!!! hahahahahaha to ate com uma taquicardiazinha HAHAHAHAHAH

Juliana Nadu disse...

hahahhahaha qie filha da puta!!!

ahh eu sabia que era isso quando o Fer começou a conversa... ahahhaa

boa ideia essa de um post em primeira pessoa da Mia!! eu apoio! rss