- »

novembro 21, 2010

O Programão

Com ou sem Marina, a minha noite de sábado começou. Mas começou sem Mia também. Sozinha, no apartamento, sentada no chão frio em frente à máquina de lavar. Foi, foi assim que começou. Assistindo minhas roupas rodarem, rodarem e rodarem, enquanto o cigarro durava aceso na minha mão. Entediada com a minha responsabilidade improvável. Uma vez na vida, para variar, fazendo o que deveria ao invés de me meter em encrenca.

O meu olhar se perdia nas cores, que seguiam girando e girando, molhadas. Entre uma tragada e outra, mantinha a minha cabeça vazia. Mesmo que não pensasse em nada específico, no entanto, sabia que pensava nela. Porque era sempre nela – ainda que não percebesse, ainda que ficasse à toa... era sempre na porra da Mia. Contudo, assim, daquele jeito, não me incomodava. Não enquanto fosse inconsciente, isto é, e não me lembrasse do que eu poderia estar fazendo de imprestável com o meu sábado à noite.

_Nossa, você está aqui? – ouvi e olhei para cima, encontrando o Fer à porta da nossa pouco utilizada área de serviço.
_Meus pais vêm aí amanhã... – justifiquei.
_Ahh... – ele riu como se, de repente, a minha presença ali fizesse sentido – ...escuta, e você vai lavar mais alguma coisa?
_Vou. Faltam as brancas ainda, por quê?! – traguei mais uma vez.
_Pô... posso trazer umas minhas aí? Você pendura depois para mim? Preciso lavar o lençol também.
_De boa... – coloquei o cigarro na boca e já levantei do chão para ajudar.

Fomos juntos até o quarto e, enquanto ele recolhia todas as peças brancas sujas do chão/armário, desfiz a sua cama. Tentando, sem muito sucesso, não pensar em quem dormia ali com ele. Desde que esse rolo todo começou, entrar no quarto do Fer me incomoda imensamente. Isso é ridículo, refleti enquanto amassava tudo numa trouxa “carregável”, é só uma porcaria de lençol.

Levei tudo de volta para a área de serviço e o Fer me acompanhou com uma pilha de camisetas, cuecas e meias. Todas brancas. Deixamos tudo no chão, ao lado da máquina, e ele se despediu de mim. Ia sair, já estava consideravelmente atrasado, me disse – não perguntei para onde, muito menos com quem. Antes de ir, porém, me agradeceu e eu fiquei para trás com o suficiente para me ocupar por ao menos duas horas.   

Com o cigarro já quase terminado entre os lábios, ergui as mangas do moletom, peguei um dos All Stars largados no tanque e pus-me a lavá-lo com as mãos na água gelada. Frio do caralho, argh. Tão logo o Fer saiu pela porta, poucos minutos depois, o meu celular tocou. Era um SMS da Lê, querendo saber – daquele jeito amigável meio estúpido dela – o que havia se passado comigo na madrugada anterior, quando sumi de uma hora para outra sem me despedir.

“Tenho q. lavar roupa e arrumar a casa... se tiver afim passa aí mais tarde q. te conto. Puta bad, meu. Vc ficou mto mais lá? E a mina?”, escrevi de volta e mandei. Já ia voltar para o meu monte excessivo de tênis sujos, resultado do tanto que eu não ligava diariamente para isso, quando me ocorreu um detalhe importante. “Ô, traz umas brejas se for vir. Bjs.”

Cinqüenta minutos depois, eu me encontrava esticando roupas no nosso mini-varal detonado e a campainha tocava prolongadamente pela segunda vez. Do outro lado da porta, já irritada com a minha demora, estava a minha amiga e dois engradados bastante generosos. Aí, sim, porra!, sorri ao vê-la parada no corredor.

_Que merda você está fazendo com esse pijama, mano?! – ela me olhou, indignada.
_Quê?! Eu tô estendendo calcinha na lavanderia, porra, você quer que eu vista o quê?! – disse, ajudando-a a levar os engradados para dentro.
_Mas a gente não vai sair depois?!
_Não, meu, onde diabos você leu isso?
_Eu supus, né, caralho.
_Tá vendo? Aí a culpa já não é minha – eu ri – eu não disse nada disso.
_Por que não quer sair, meu? Vamos na Clash... tô muito afim.
_Nem pensar! É do outro lado da cidade, mano.
_E daí? Eu tô de carro aí... vai, se troca lá. Eu vou pôr as brejas pra gelar.
_Não, nada a ver... sério, vou ficar sussa hoje – insisti e a acompanhei até a cozinha.
_Mas é uma bicha mesmo, hein. Puta que pariu.
_Não é... Meus pais vêm aí amanhã, ô cabeção! Preciso botar ordem nessa porra... – começamos a colocar as latinhas no refrigerador, uma a uma, ainda debatendo o programa das próximas horas – e fora que eu tô sem grana também. Tipo, zerada. Só se você pagar pra mim...
_Gracinha... – ela me encarou, irônica.
_Então, não – concluí, sorrindo, fechando a porta do congelador, e ela fez uma careta qualquer para mim – ô, que horas eram quando você chegou aí?
_Sei lá, umas nove... nove e dez, acho.
_Hum. Tô fazendo uma lasanha, daqui a pouco preciso tirar... você já comeu?
_Nem... tô morta de fome – aceitou o convite e me seguiu até a área de serviço.

(...)

_E ontem lá, com a mina? – continuei, voltando a esticar minhas roupas molhadas no varal e a Lê sentou-se na borda do tanque.
_Num deu em nada, cara... – puxou um maço do bolso – ...ô, de boa se eu fumar aqui?
_Claro, mano... está achando que está na casa de quem? – eu ri.
_Ah, sei lá, né... – ela riu também e acendeu – ...mas, então, aí depois, no final das contas, acabei dormindo lá na Jéssica.
_Nossa, que horas você saiu de lá pra casa da menina?
_Umas seis, acho... ela que me mandou uma mensagem, tava voltando da Outs, disse que queria me ver. Acho que está sabendo que eu não estou mais com a Bah. Aí, sei lá... eu fui lá, né.
_Porra, mas na Jéssica, mano?
_Que tem?
_Ah, não sei... – dei de ombros, como se não me importasse, pegando uma regata molhada para estender – ...ela já deu pra todo mundo, né, meu, você sabe.
_“Todo mundo” você quer dizer o que?
_Eu, a Marina, a Flavinha, a Cá...
_Até aí, né. Todo mundo já pegou todo mundo – justificou.
_Espera. Você pegou a Marina?
_Nossa, antes de você até!
_Que mentira, mano! – debochei dela – eu fui a primeira dela, ô babaca!
_Ah, bom, então foi depois... – ela riu.
_Filha-da-puta.

13 comentários:

R. disse...

sacanagem o Fer dar as cuecas pra FM lavar haha
aposto que ela vai sair hoje e vai dar alguma merda hehe

e pra variar todo mundo conhece todo mundo dentro de um grupo de amigas, mundinho ovo viu haha

Amanda disse...

O mundo já é ovo, esse mundinho daqui é mais ovo ainda.
Eu tenho que repetir que sou apaixonada pela Marina? Depois da FM, óbvio, mas tenho um crush sério na Marina sabe-se lá o porquê!

=*

- Tucca disse...

Mal lavo minhas roupas, quanto mais a dos outros. FM prestativa hein, rs. "Todo mundo já pegou todo mundo" é bem típido :x Enfim, curti o post. Parabéns Mel :*

Clara disse...

A FM nunca deve ter ficado em casa sábado a noite (tirando quando ta mal pela mia). Então as pessoas se surpreendem quando ela fica em casa haha.. E fazer o que? Todo mundo pega todo mundo e é isso aí..

Ianca' disse...

"Mesmo que não pensasse em nada específico,no entanto, sabia que pensava nela. Porque era sempre ela."
Aaah que linda, eu lavei minha roupinha ontem, mas não, não me ofereço, ou aceito lavar a roupa de mais ngm, é que a FM é fodona de prestativa (descobri hoje)
Fazer a filha boa na frente dos pais, é o que tem pra hoje!
Eu imagino o diálogo entre eles, sentados no sofá, e o grilos cantando janela a fora ahsuhaushaushauhs!
Eles jantam, se despedem e sei lá kkkkkkkkkkkkkk, ou não! tu que sabe.
Aaah quero mais logo, aah, eu amo esse blog, que merda ahsuahushas ♥
Parabéns Mel <3

Monica disse...

kkkkkkkkkkk

eurii com a conversiinha...

eh vdd...mundinho restrito eh fodaa! Td mundo pega todo mundo...parece o ourchart da Alice! :D

great cmo sempree...parece ateh q a conversa rolou na área de serviço akii de ksa... Mas neem sei lavar roupa, heein! rs

bgs!

Marina disse...

Isso mto m lembra akele quadro interligando td mundo q já se pegou no The L Word

Dê disse...

Hahahahaha, descobri q se quero ganhar grana é só montar uma lavanderia... eita povinho q ñ sabe ou ñ quer lavar roupas kkkkkk só as de tecido né pq as outras "roupas sujas" (bater boca) todo mundo lava e adoraa. Esse lance dos pensamentos é foda, difícil de controlar... por mais que tu ñ pense em nada, a única coisa que tu pensa é tudo, é nela, no teu amor... supeeeer entendo a vibe da FM. Bjo Mel, tô sumidinha pq tô trabalhando num horário ingrato (das 18 às 02 hrs) mas sempre q dá dou uma passada por aqui... ;*

Pathy disse...

Tá bom que eu lavaria a roupa de outro alguém.. hauhaua
Quer dizer, nem as minhas eu lavo!!
Graças qe tenho irmãs e mãe Muiiito legais Cmg!! ahauhauhaua
Eitah Porra, esse de todo mundo come todo mundo é fodaaa heim.. aauhauhauahuha

( Gih ;p) disse...

(conversa entre duas sapas depois de lerem o post juntas)
A:Q porra é essa da FM ta lavando cueca suja de marmanjo!
B:Pense bem, ela tá pegando a mina do cara....
A: Ah, então tá justificado...

(é,né... HAHAHA')

Mel, tem noticias do livro?
Bjs

Cogumela =) disse...

-[...] eu fui a primeira dela, ô babaca!
- ah... então foi depois!

HAUHAUHAUAHAUHAUHAU

sério, isso foi muito engraçado. E o pior é que eu quase sempre digo isso, pq eu vivo naquelas "eu não pego ninguém, não sinto atração por ninguém" então surge um nome no meio da conversa e eu saio com um "ah! já peguei" seguido do espanto da galera.

=* beijos, guria

Lud disse...

Mundinho Ovo? .. Meu bem, se o mundo é um ovo o mundo gay é um ovo de codornaa' .. rs' ..

ô como tava sentindo falta das minahs madrugadas lendo esse blog..

Rayssa disse...

HAUAHUAHUAHHA eeita marina rodadinha tbm?
aaaaaaah hot HAUHAUh