- »

março 14, 2010

Direto ao assunto

O interfone tocou e fui deixada sozinha no apartamento por alguns instantes. Tinha insistido mil vezes que não queria pizza – estava sem grana –, mas a Marina me ignorou e pediu mesmo assim. Disse que pagava. É ou não é uma das melhores garotas no mundo? Ela voltou com uma pizza quentinha e fabulosa nas mãos. Antes do entregador chegar, eu já tinha detalhado toda a minha situação com a Mia e o Fer. Levei dois pratos para a sala e começamos a comer:

_Você precisa terminar com ela – a Marina disse, do nada.

Quase engasguei.

_O quê? Como assim? Não! – relutei – Por que eu faria isso?
_Eu sinto que você vai acabar se enfiando cada vez mais e mais numa rede de mentiras e traições e constrangimentos. E não é fácil, flor. Eu sei o que eu falei da outra vez, mas você não pode continuar nisso. Não quero que você se machuque...
_Mas ficar longe dela também me machuca... – eu ri de nervoso, sem achar graça – E eu não consigo, Má! Eu já tentei. Eu juro. Tentei ao máximo ficar longe da Mia, mas não dá! Ela está lá o tempo todo: porra, eu moro com o Fer. Eu vejo ela quase todos os dias. É insuportável! Essa não é só uma garota que eu quero comer, não é uma mina qualquer. Eu nunca me senti assim antes. Ela tem algum tipo de “força” sobre mim, não sei! Me tira do sério! Eu fico sonhando acordada com ela o dia inteiro, todo santo dia. Eu nunca fui assim, você sabe! Não consigo simplesmente evitar ela... Eu tô apaixonada por ela, Má.
_Então você precisa falar com o Fer, flor.
_Isso não é uma opção.
_Ou um ou outro.
_Não... – passei as mãos no rosto, angustiada – ...tem que ter outro jeito.
_Linda, escuta o que eu estou te falando – a Marina me olhou com carinho – Você vai se dar muito mal nessa história. O Fer não vai te perdoar. A bomba vai explodir inteira em cima de você. Você não faz ideia de onde está se enfiando por causa dessa garota! Eu sei que você ama ela e eu sei que pode parecer impossível, mas você tem que se afastar enquanto ainda consegue.
_Eu sei, mas... Uma coisa é falar e, meu, no dia-a-dia não dá. Não tem como. Ela quer, Má, você não está entendendo. Ela me quer, ela quer ficar comigo. Não é como se eu estivesse alimentando uma paixão platônica por uma pessoa que não está nem aí para mim! A Mia já me falou isso, com todas as letras. Que gosta quando eu estou perto. Se você visse ela ontem, mano, o jeito que ela me beijava... A coisas que ela me disse... Não é só uma brincadeirinha.
_Não pra você, meu amor, porque você não vê as coisas assim. Você já namorou com outras meninas, já dormiu, já levou pra casa dos seus pais. Você sabe o que é ser sapatão – argumentou – A Mia nunca ficou com outra garota, linda. Ela não sabe o que é gostar de mulher. É muito cedo ainda. Não sei se ela tem noção do que realmente significa amar uma menina, de tudo que vem junto. Você acha que ela sabe, porque quer que ela fique com você. Mas as coisas te afetam de outro jeito... Ela não te ama como você ama ela – eu balancei a cabeça, como se negasse, e traguei o cigarro irritada – Olha... Para mim, para você e para todas as lésbicas do planeta, o que uma mulher faz do nosso lado tem um significado muito mais forte: nós damos sentido a cada gesto das garotas que gostamos. É assim que funciona. A Mia não tem consciência do que está fazendo, linda. Não estou dizendo que ela não tenha vontade de ficar com você, meu, todas as mulheres que eu conheci têm vontade de ficar com você! – a Marina riu – Mas não é assim na cabeça dela, não como é para você. Ela não sabe o que isso realmente significa, entende?

Respirei fundo e apaguei o cigarro no cinzeiro, encarando o chão. Mesmo com todos os argumentos, todos os sinais evidentes e todo o maldito bom senso me indicando que a Marina provavelmente estava certa... Alguma coisa dentro de mim ainda discordava. 

7 comentários:

Lu disse...

Post às 8 da manhã de Domingo! Que lindo!

Noelly Castro disse...

Pode ser que a Marina esteja certa, ooou não..

A chegada da pizza me lembrou Rockapê. =/

Hoje pela Livraria Cultura e a Saraiva ficamos imaginando o fucking Mia nas estantes.. todo cheio de estilo.. saca? hehe
*vou fazer um ensaio Fucking Mia*

♥ awww!! RrRRrr! ;*

Lu disse...

O q tem nesse chá da Marina? Meu, são 3 alternativas... as duas e mais ficar enrolando pra ver no que é que dá, vai que não dá nada com bonus! Como ela afirma que a Mia não ama a FM? Isso parece dor de cotovelo... ela tá tendo uma recaída?
Mel, tá muito legal!

Tatiana Pinheiro. disse...

Fuck Marina HAHAHAHA (no mau sentido)

Foda boa é sempre acompanhada de dor e desespero. O ser humano é realmente sádico e masoquista.

Ansiosa pelos novos posts ;)

=*

Anônimo disse...

a marina tem razao... tadinha da fm =/

Juliana disse...

Haaa... agente sempre tenta calar a boca do nosso bom senso ne!?
E quando conseguimossss kkkkk fode td!!!Ou não huhuahuahuha!!!
Acho que a Marina pode ter um poko de razão... deve estar tentando evitar q a FM sofra ne.. mas nesses casos é melhorrr viveeerrr!!!

Bjokasss!!!

anni disse...

tá, agora nao é mais questão de adorar... depois desse post, virei fã da marina :b