- »

março 16, 2010

O Step

_Nunca vi uma garota te deixar sem palavras – a Marina zombou, colocando os pratos sujos debaixo d’água.

Eu estava sentada na pia, com os pés apoiados na mesa da cozinha e o telefone em mãos, sofrendo de uma indecisão desgraçada. O apartamento dela era minúsculo. A Marina enxaguava os pratos, olhava para o meu celular, me olhava em seguida e ria. Pelo menos uma de nós está se divertindo, pensei. Sábado à noite e lá estava eu, refugiada na casa de uma ex-namorada, tentando escapar da confusão inacreditável na qual eu havia me enfiado.

_Diz que não vai – ela sugeriu e eu arregalei os olhos, indignada.
_Não posso dizer isso!
_Por que não? Fala que vocês precisam conversar.
_Não, não... vai parecer sério demais – argumentei, acendendo mais um cigarro.
_Mas vocês precisam conversar! Ou você acha que vocês podem ir se metendo uma com a outra, assim, sem conversar a respeito nem pensar um pouquinho sobre o que vocês estão fazendo?! Ela namora o Fer, meu. Não é qualquer cara, é... o Fer!

Olhei para a Marina, com cara de poucos amigos, e traguei demoradamente, soltando a fumaça logo em seguida. Não respondi. Eu odiava ter que “pensar um pouquinho” antes de fazer o que quer que fosse – principalmente quando se tratava de mulheres. Aquilo me soava maduro demais, responsável, careta, tedioso... Totalmente Marina. Não que ela fosse tediosa, mas era o típico conselho que eu esperava ouvir dela. Não, obrigada. A questão é que, no fundo, eu tinha medo do que pudesse acontecer caso eu e a Mia pensássemos mesmo no que estávamos fazendo juntas. Suspirei e tentei apagar tal perspectiva da minha cabeça.

_Ela não me escolheria – eu murmurei.
_O que? – a Marina desligou a água, a fim de diminuir o barulho e conseguir me escutar.
_Se a gente conversar... – eu disse, com o cigarro na mão e a cabeça baixa, olhando para o chão – se a gente parar para pensar a respeito, se a gente for discutir isso... ela não vai mais querer ficar comigo, ela... vai perceber que, se ficar... ela pode perder o Fer e... e ela nunca me escolheria no lugar dele... aí eu não teria a mínima chance com ela.

Passei a mão nos olhos, chateada, e traguei mais uma vez. Caralho, maldita Mia. A Marina soltou um “own” piedoso, como se achasse uma fofura o meu abalo emocional por uma garota qualquer, e me abraçou carinhosamente. Continuei fumando, fingindo não dar bola, tentando ao máximo ignorar o abraço e as zero probabilidades que eu tinha de realmente acabar ficando com a Mia. Puta merda, viu. Não tinha nada que eu odiasse mais do que estar apaixonada. Era uma porcaria.

17 comentários:

Mari disse...

Bem vinda ao Amor F.M. (:

Juliana disse...

Ai tadinha da FM! To até ficando com um POUQUINHO de dó dela... rs


Beeeejosss e esta ótimo!!!

Lu disse...

Nooooooosssaaaa! Por essa eu não esperava!

Tillya Morshan disse...

Estou completamente de queixo caido... FM apaixonada??? Incrível!!!
Posta mais!

Ketty disse...

Aaaah coitadinha da FM :(
Mas uma hora esse jogo vai virar (yn'

Noelly Castro disse...

Leia com jeitinho: "sensacional!" :D

geeente, todo mundo se apaixona, só que as vezes coloca em prática e as vezes não.. hehe

;P

RrRrr! ;*

Lu disse...

Gente, desculpa! Mas não pude resistir...e se ela ta fazendo tipo só pra conquistar a Marina! ;)

Dea disse...

aim... deu até um nó na garganta. ELA TE ESCOLHERIA, SIM, AMIGÁÁÁÁ, afinal, você é a FM. seu nome tá no nome dela, percebe? (L)

Mel, sem querer te rotular de máquina de escrever, mas posta maaaaais! e mais pra sempre, hahahaha!

;*

Chantal Garrett disse...

Tem que lutar até o fundo do poço. Vai logo sair com a Mia e pronto.

A. disse...

Meu comportamento é ridicurlamente identico ao da FM
medo

Rayssa disse...

eu fiz o 'own' junto com a marina hauah rialto
HAAHUAHUH

ala heim eu concordo com a menina bem que ela podia tah se fazendo pra fucking marina tbm heim rs ela é bem do tipo fucking all rs
aaaaaaaah eu to com saudades da clara..tras ela de volta s2

fabiana disse...

Infelizmente a F.M é a aventura da Mia ....uma fantasia ...se ela msm disse q nao trocaria ela pelo Fer ...o amor e cego...

Anônimo disse...

aiii vamos..posta mais

Tillya Morshan disse...

Puxa, quanto suspense, estou ansiosa pelas próximas paginas desta historia. Posta mais vai!!!

Mikaylla disse...

:´(

anni disse...

esse dilema da protagonista é bem o que eu sinto sempre que começo a cogitar essas conversas-sérias... mas acho que é a primeira vez que me identifico com ela, surpreendeu essa atitude. é muito a minha cara, nao a cara dela, tão ousada e confiante...
a humanidade que tu coloca nas personagens é realmente formidável :~

Anônimo disse...

Love sucks!