- »

março 01, 2010

Cumplicidade

_Eu quero falar com você – soltei grossa para o Fernando, enquanto passava entre ele e a vadia da ex, trombando nos dois da forma mais agressiva possível.

Entrei no meu quarto e esperei que ele viesse atrás. Alguns segundos depois, ele apareceu, já estressado com a minha ceninha e pronto para a discussão infernal que eu estava prestes a começar. Olhei para ele, assim que ele fechou a porta atrás de si, e não consegui falar. Eu sou uma puta de uma hipócrita, pensei e aquilo me destruiu por dentro. Eu estava possessa, mas não saía um ruído sequer da minha boca. Ele me encarava impaciente.

_O que foi, porra? Não vai falar nada?

Cruzei os braços e olhei para o chão, mordendo a boca de raiva. Não. Eu incapaz de pronunciar uma porra de uma palavra. Culpa desgraçada. O silêncio foi crescendo e, a cada segundo que se passava, eu podia sentir o descontentamente dele piorando. O ar ficou pesado, insuportável. E eu não dizia nada.

_Vai se foder, na boa. Se você tem algum problema, não fica fazendo teatrinho na frente dos outros para depois não me dizer nada. O que é? Hein? Falta coragem? Me fala! Fala o que você quer falar! Fala que não gostou! Fala que não quer ela aqui! Fala! – continuei covarde e quieta enquanto o Fer berrava para mim, olhando para ele com um ódio imenso, podia sentir a vontade de gritar subindo a minha garganta – sabe o que é? Não é falta de coragem, não, é falta de moral para falar qualquer merda de mim. De todas as pessoas do mundo, todas, você é a que menos tem direito de vir me dar esporro! Você pode fazer cara feia aí, pode não gostar, pode reclamar à vontade, mas no fundo não tem argumento nenhum e você sabe disso. Você não presta, sua filha-da-mãe, então não vem com essa de querer "falar comigo". Somos dois nessa porra de vida hedonista do caralho.

É, você está certo, Fernando. E, aliás, eu comi sua namorada.

Não havia momento melhor para admitir tudo e tirar toda aquela traição de merda da minha consciência. Só que eu não conseguia. Não conseguia fazer aquilo. Ele ia me odiar, como nunca odiou mais ninguém. Ele não ia entender e nem simpatizar comigo. Nunca. Homens têm seu orgulho ferido muito mais fácil e violentamente do que nós, mulheres. Garotas tomam as dores até não agüentar mais, os caras partem para a estupidez na primeira pedra atirada contra eles. Eu sabia, porque eu era igual ao Fer. Nunca fui de chorar num canto e me odiar, sempre parti para cima e piorei tudo com um esforço fenomenal. Era isso que ia acontecer e era isso que eu queria evitar.

_Você não vai falar nada, porra? – ele gritou comigo, após mais algum tempo de silêncio.
_Não preciso falar nada – respondi, enfim, calmamente – você sabe que está errado. Talvez eu não seja a melhor pessoa para te dar lição de moral, aliás, sou a pior pessoa e eu sei disso. Você não tem idéia de como eu sou a pior pessoa para te falar qualquer coisa. Mas, independentemente disso, você está errado. Você está muito errado. A Mia é maravilhosa, mesmo, e você é um babaca se perder ela para essa idiota na sala.
_A gente não fez nada, eu e a Júlia – ele abaixou a bola e a voz, encostando na parede, ao lado da minha cama – nós só... ficamos conversando e ela acabou dormindo aí. Não foi como se... Eu não comi a menina, ok?
_Fernando...  Porra, mano... – eu olhei para ele e reclamei irritada, certa de que ele estava mentindo.
_Tá bom! Tá bom! Comi ela, sim, porra! Eu não... Eu não queria que... Não foi planejado, eu... Mas que merda! – ele sentou no colchão e passou a mão na cabeça, parecendo arrependido e desesperado – eu estou fodido. Fodido. A Mia vai me matar se ficar sabendo dessa bosta. Você não tem noção, meu...  Você... Você não pode falar nada para ela. Nada!

Era só o que me faltava. Mais uma vez, todas as palavras fugiram da minha boca e aquela impotência toda estava acabando comigo. Virei de costas para o Fer e me apoiei na janela, de cabeça baixa, respirando fundo. Peguei o maço no bolso e acendi um cigarro... mas que droga. Eu não conseguia acreditar no rolo em que eu havia me metido.

16 comentários:

Anônimo disse...

Caraca, ela vai morrer de câncer! Muito legal... deu um nó só!

anni disse...

*postado por the girl fucking mia às 11:11*

vai pegar fogo...

Anônimo disse...

ffffuuuuuu :D

RaahXD disse...

ala tadin do fer, corno e culpado çç
HAUHAUHAU
maaais..

Amanda P. disse...

Eu sou a favor da divisão de bens....rs....

Hauahuaha....ou não.....rs

Gata...fica na sua, e com a Mia!!...Ele não precisa saber de nada, apenas saiba administrar as coisas...

=)

Isso ae Mel, arrebenta!

Xuh disse...

D: ...gente coitadad ela..
conciencia deve tar pesada pra poha D:

X_X
e ainda tem q guardar o segredo do fer ter comido a ex o.o

rolos e rolos

mto bom...
parabens mel \o\

xuh disse...

ps: vonta a escrever o Oh baby, coffee ??? *¬*
eu gostava tanto de ler =x

( the girl fucking Mia ) disse...

Estou para postar lá há tempos, mas ando ocupadíssima e o Fuckin' Mia me consome! hahahaha

Tentarei ;)
Adorei saber que você lia!

Xuh disse...

nosssaa... lia direto D:

*¬* e me matava de rir ;D
" o amor é catastrofico"

Juliana disse...

minha nossa senhora da bicicletinha!!!


q foda heim?!


bjaummm!!!

Artemis disse...

Só falta a loirinha morrer de cancês e os dois voltarem no final pra se sentirem mais próximo dela!u.u'
*me revoltei quando aconteceu algo assim em the l*

Situação punk a dela!Se a Mia tb descobrir q ela sabia q não contou,pode estragar td,então quem escolher contar,o amor da vida dela ou o melhor amigo?!

Marcela disse...

Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Agora o bicho vai pegar!!

Fico igual a uma psicopata vindo olhar aqui toda hora pra ver se vc postou algo ou nao..qndo to em casa venho olhar, qndo to no trabalho fico entrando na net pelo cell..nossa to viciada nisso!!

mto massa!

Marcela disse...

Mas me diz pq vc n aceita as pessoas no Facebook??? Te add achando q vc ia aceitar e nada.. nos, fans, queremos conhecer melhor a autora dessa historia maravilhosa q vc conta aqui. Faz um esforcinho?! Valeu!

( the girl fucking Mia ) disse...

Ô meu deus, perdão! :(

É que se não deixar recadinho dizendo quem é, eu não aceito mesmo hahaha me adiciona de novo!

;*

pri. disse...

Hum...e agora?
Acho que a mia nem ia ligar tanto se o fer deixasse ela, claro, sempre há o orgulho ferido...mas ela ta é em outra...
Lindo Mel,cada vez melhor.parabéns!

fabiana disse...

Será q a Mia deixaria tudo p ficar com ela?
Pior seria se ela passasse por td isso e no final não ter o prêmio de ficar com ela.