- »

abril 20, 2010

Incorrigível

E lá estávamos nós, mais uma vez, eu e o Glória. Oh, fuck. A última vez que eu enfrentara aquela fila, eu estava acompanhada das pernas latinas maravilhosas da Clara e a noite terminou comigo cambaleando para fora quando o sol já começava a nascer, completamente de porre e com a sensação de ter aprontado bem mais do que eu me lembrava. Não pretendia repetir a cena.

Nada... nada, nada, nada... nem um pouquinho... nem de leve... nem de graça... nem sob provocação alheia... nem com sua reputação em jogo... sob hipótese alguma... nada... nada... nada de tequila hoje, eu repetia para mim mesma mentalmente, tentando enfiar qualquer bom senso na minha cabeça autodestrutiva. A única regra no meu manualzinho de sobrevivência para noites como aquela era me manter sóbria – e havia um motivo para isso.

Trinta minutos na fila e eu já estava impaciente. Essa porra vai demorar. A Dani me colocou contra a parede, enquanto esperávamos do lado de fora, e me deu um beijo demorado. Eu apoiei os meus braços no seu ombro e a segurei pelo cabelo, beijando a de volta. Deus me livre de ter qualquer ex aqui, torcia covardemente por trás dos meus olhos, devidamente fechados. E infelizmente, no meu caso, as chances eram grandes. Abri os olhos e dei uma checada em volta, a fim de me certificar que estávamos salvas. Por enquanto, tudo bem. Mas assim que fiz a tal constatação, reparei numa garota que nos olhava fixamente, a alguns metros dali na fila.

Mandei bem nessa, pensei, convencida de que era algum casinho antigo de quem eu não lembrava direito. Será? Ela, todavia, não parecia realmente ser lésbica. E logo me peguei considerando a possibilidade de ser apenas uma hétero qualquer, chocada com os meus amassos com a Dani. Uma segunda olhada na nossa direção e eu ergui o queixo, com orgulho. Algum problema, garota? – a encarei de volta. Ela encostou o ombro na parede e sorriu para mim, como se achasse graça. E acendeu um cigarro em seguida. Argh.

A fila andou pouco tempo depois e ela entrou na balada, enquanto nós ficamos. Paramos umas cinco ou seis pessoas para trás. Foda-se, pensei. Mais alguns poucos minutos em pé ali e logo estávamos do lado de dentro, cercadas por aquele monte de sapata e viado, numa aglomeração partyhardsãopaulo, nos esforçando para conseguir chegar no bar da sacada. Ao atingirmos o nosso objetivo – ufa! –, eu já havia topado com um casinho relevante e duas ex-namoradas “nem tanto assim”, o que imediatamente me fez repensar a minha promessa quanto ao José Cuervo.

E logo que cheguei no bar, bati minha comanda no balcão e ordenei “el oro del diablo”. A Dani me acompanhou corajosamente e eu me convenci que não teria problema. Uma dose só nunca matou ninguém. Ao final de mais algumas rodadas daquelas, percebi o equívoco. Óbvio. Porém, tendo em vista o meu estado alterado de consciência e a mais do que boa companhia, àquela altura eu estava pouco me fodendo para as consequências e me divertindo como há tempos não fazia. Glória, eu agradecia, enquanto me agarrava com a Dani no meio da pista fervendo.

Por volta das três da manhã, já consideravelmente alta e inconsequente, desviei de algumas meninas para subir até o segundo andar. A Dani decidiu enfrentar a fila do banheiro e eu, a do bar. Minhas intenções até então – eu juro – eram meramente alcoólicas. Acontece que acabei trombando acidentalmente na morena da entrada. A supostamente hétero – sim, a própria. Dei uma olhada indiscreta no seu mini-shorts, completamente bêbada como eu estava, e passei reto. Delicadinha demais para ser sapa, ri.

_Ei. Onde está sua namorada? – ouvi ela dizer, atrás de mim.
_Oi? – me virei, ingenuamente confusa – Que namorada?
_Caramba... – ela riu e, só então, eu percebi o que eu tinha acabado de implicar – Isso quer dizer que ela não é sua mina?
_Não... – eu ri – Digo, viemos juntas e tal, mas, se você está perguntando... – eu sorri pra ela, aí sim, com más intenções – ...não tenho namorada.
_Que ótimo, hein... – ela riu e eu me aproximei dela, perigosamente – Eu estava olhando, sabe, e vi vocês dançando daqui de cima. Você é linda demais... Vocês formam um casal bonito.
_Obrigada, gata... – eu disse, bêbada e imprestável, prestes a beijá-la ali mesmo, no meio daquelas pessoas, sabendo que eu teria que voltar a qualquer momento para a Dani na pista.
_Hm... E o bom é que... – ela sorriu, com o canto da boca, ainda mais imprestável – ...nós temos o mesmo gosto em mulher.

Espera, repete. 

25 comentários:

Sabrina disse...

barulhinho do icq *oh-ow*

Sharla disse...

Impagável o final, esperava algo muito mais simples no post, como a velha "putaria" [no bom sentido :p] ou pensamentos na Mia. Possível mas ainda assim uma surpresa agradável [pro leitor ao menos, hehehe]

E capaz que não ia rolar mais rodadas de tequila, tem gente que não muda ;P

Anônimo disse...

AIIIIIIII NAAAAAAAAAAAÃO!!!!! CADÊÊÊ O PRÓXIMOOO????? *-*

Mikaylla disse...

Mancada terminar assim... :(

PriscieAraujo disse...

Por dííííos! Eu tenho TCC (transtorno de curiosidade compulsiva), não vou conseguir parar de pensar no que aconteceu até o próximo post.

Algo me diz que essa menina linda quer um ménage à trois, ou quer a Dani, oooou é a que estava pegando a Clara Vegas. o_O

Perfeito, visualizei todos os passos delas pelo Glória. Post em 3D. hahaha

Liz M. disse...

E quando eu digo que só Fucking Mia pra salvar meu dia, tem gente que acha que é exagero!

Além do mais, esse primeiro comentário (o do barulhinho do ICQ) caiu como uma luva.

Sabe né?! Quanto mais alto o sonho, maior o tombo...

e, olha, depois do MEU fim de semana #fuckingmia, só tem uma coisa que eu posso fizer: blame it on the Cuervo!

Mel, você lê minha mente! Sério!

Letícia disse...

Hahahaha
Como será que ela lida com uma competição?!?!
Por essa ela não esperava neah, sempre se achando a 'foda', agora os olhares estão voltados pra garota dela!!! Pq tenho certeza que agora sim, a Dani é a namorada dela! rsrsrs

Ameeeeei! Aliás, amo a Dani!

FM, fala pra essa aih do mini-short tentador, que a Dani é sua! rs

Anônimo disse...

eu acho que ela quer as duas, o que é melhor ainda (66

RaahXD disse...

Claaaaaaaaaaaaara T1t1t1t1

Agora deixa eu desligar aqui pq a mulherzinha ta me olhando como o edu mãos de tesouras HAUHAUHA
vou cortar bebelo e ficar gatinha Bjos mil T1t1t1

matt. disse...

GFM tem que parar de ser promíscua e se entregar a Dani. Ela tem que acordar :(
Acho ridículo pessoas adúlteras!

Anônimo disse...

ahhhhh!!!! que beleza! pegação a três, ai mel por favor vai, por favor... tem que rolar.. vai... bate boca, barraquinho e pegação a três....

Anônimo disse...

OMG pra ficar perfeito só um menage mesmo ein, com detalhes deliciosos.

Anônimo disse...

Adúlteras?? Matt, elas sequer namoram!! E ambas gostam tanto de mulher que uma apenas não vai bastar. Talvez por um tempo, mas não pra sempre...

Anônimo disse...

pegação a três....

Ale Leonhardt disse...

esse papo de "não vou beber nada" já é velho conhecido ehehheh

adorei hein... to só vendo a GFM começar com aquele ciúmes "não quero ter ciúmes por que nem me importo com a Dani"hehhee :P impagável

Isa disse...

hm, uma ménage à trois não é de todo má ideia... mas eu acharia mais divertido dificultar a vida da GFM.
descobrir que a menina nova aí está pegando a Mia seria bem mais interessante.

hoho, i'm so fuckin mean.

Lu disse...

Isso não vai prestar!

Ana Zamur disse...

Por favor, diz que vai rolar um menage no próximo post.. hahaha.. vou morrer de curiosidade até lá! *-*

Betty Gibbons disse...

Tb fiquei curiosíssima!!!!!!!
rsrsr ménage? hummm

Helena disse...

Ui ui ui, a menina do shortinho sexy estar pegando a Mia foi a melhor teoria no momento (pra mim)!!! @_babyblue

Xuhzin disse...

'-' WOOW
continuapelamordedeusmell D:
x-x

Anônimo disse...

M-E-N-A-G-E!!! ctz huahauhauahua

Juliana disse...

Manooooooooo!vsf!!!!!Quer matar td mundo neeee!To só imaginando o próximoooo hauhauaha ou a FM vai se dar bem, ou vai se ferrar "devido a tequila"

hauhauaha

tá ótemo!

Francielli disse...

Ménage à trois. hahaha perigo.

Tatá disse...

CONTINUAAA...