- »

abril 07, 2010

Santa Augusta

Quase cinco da manhã e nós persistíamos lá na Augusta, como quatro gambás bêbados, sentados numa sarjeta imunda qualquer. O nosso porto seguro, o Ibotirama, havia fechado há algumas horas e nos expulsado educadamente junto com alguns dos últimos clientes. O caos de sexta à noite dominava a rua em alto e bom som.

Entre um bar superlotado e outro, os meninos cometeram a besteira de comprar dois litros de vodka barata – e eu cometi a besteira ainda maior de ajudar a virar aquela dor-de-cabeça-engarrafada. Após algumas pequenas confusões quase-propositais cambaleando rua acima e muitos novos amigos conhecidos no meio do caminho, sentamos acabados em frente ao Santa Augusta, atraídos pela movimentação constante.

O convívio com a Mia, até aquela altura, estava sendo bastante simples: ela me ignorava e eu engolia, calada, com o rabo entre as pernas. Algo próximo do “tolerável”. Ao chegar no Santa Augusta, ela entrou para usar o banheiro e eu fui um tempo depois, buscar uma cerveja, munida com o dinheiro do Fer. Dei de cara com ela no meio da muvuca, assim, de repente, enquanto ela voltava para o lado de fora e eu entrava. Olhei para a cara da Mia e ela olhou imediatamente para baixo, num momento nitidamente constrangedor. Merda. Desviei dela, evitando qualquer ceninha desnecessária, e pus me a caminho do bar... o que mais eu poderia fazer?

De volta à calçada, matei a garrafa com o Fer e nos colocamos a comentar sobre um amigo em comum com o Rafa, detalhando absurdos do passado negro dele. O Fer ria tanto, mas tanto, que chegou a tombar duas ou três vezes no cara parado atrás dele, irritando-o. Não que o meu estado fosse tão melhor, afinal, eu esquecia uma de cada três palavras e já não fazia mais sentido.

Ao mesmo tempo, a Mia ficava cada vez mais soltinha e, conseqüentemente, mais em cima do Fer. Desgraçada. Aí, sim, eu comecei a me incomodar. Aqueles beijos empolgados e beirando o insuportável, sentada no colo dele, me tiravam do sério. E no auge da minha irracionalidade alcoólica, eu não podia evitar senão ficar encarando os dois, completamente mordida de ciúmes, enquanto o Rafa tagarelava qualquer coisa bêbado ao meu lado.

Pára de olhar, pára de olhar, pára de olhar. Ah, não dava. Quanto mais eu me esforçava para recuperar parte da minha sobriedade, virar a cabeça e encarar a porra do chão, mais indiscreta eu ficava. Por sorte, o Fer estava tão bêbado e tão ocupado em colocar as suas mãos na Mia, que não percebeu. Ela, no entanto, fazia questão de virar os olhos sutilmente na minha direção, de tempos em tempos, para checar se eu estava prestando atenção suficiente... e eu estava, é claro. Argh, porcaria.

Por volta das cinco e quarenta, o meu celular tocou. Eu não percebi logo de início, hipnotizada pela ceninha desconcertante da Mia e do Fer, apenas alguns minutos depois. Quando olhei o visor, meu telefone já registrava duas chamadas não atendidas. Liguei de volta e, para a minha surpresa – ou não... –, era a Dani.

_Olha, não estou afim de ir pra Lari, queria te encontrar... Estou saindo daqui agora, onde você tá? Posso ir até aí? 

Não pode. Não pode. Não pode.

_Que se dane, vai... Tô no Santa Augusta, vem aí.

14 comentários:

Sabrina disse...

Nesse estado etílico, não existe autocontrole...
Se bem que a moça não parece ter nascido com essa função mesmo :P

caah disse...

ADOROOO!! A MIA VAI FIK PRA ESCANTEIO ESSA NOITE!!

Liz M. disse...

Morre de ciúme, Mia. Morre! Prova o veneno! {Acho que é isso que ta faltando.}

Aliás, sempre o que faz "efeito" é aquela crise de ciúme. IN-CRÍ-VEL! >.<

Monique disse...

aii.. agora sim, nada de deixar a FM dormir sozinha na sexta a noite, né!?
>)

Xuhzin disse...

'-'
vontade de enxer a cara master q deu agora
\o\
issae GFM
coma a dani q vc ganha mais q ficar de ciuminhu com a mia /FATO

Anônimo disse...

ah isso não vai prestar! mas assim q eh bom :}
o blog tah cada vez melhor!!

Kira! disse...

VINGANÇA VINGANÇA VINGANÇA!

Agora tem de pegar a Dani de jeiiiiiiiiiiiito! Na frente da Mia, claro!

Érica disse...

êeeee...
quantos acontecimentos!
Achei que ela ia atras da mia no banheiro po hehe nao foi dessa vez!!
fucking mia animando minha chata noite de quarta feira :)

=***********

Dea disse...

eu li o post baixando a tela de pouquinho em pouquinho, com medo que acabasse. mas se eu tô aqui é porque o inevitável aconteceu, né? hunf. meu, faz com que ela pegue a Dani, na frente da Mia, do jeito que ela pegou a Clara. NUÓÓÓÓÓÓSSA. e leva a Dani pra casa! e faz com que o Fer leve a Mia tbm. FAZ A MIA SURTAAAAAAAAAAR! AHHHHHHHHHHHH!

PriscieAraujo disse...

Putz, a Mia ficar fazendo "ciuminho" é dureza, viu. Tá vendo porque eu acho ela merece sofrer um pouquinho. Eu gosto dela, mas esse tipo de coisa é uó! rs

Ainda bem que a Dani vai pra lá. Well, considerando que a GFM "Devassa" tá com o ego ferido será que vai ficar tudo bem? Oo

Juliana disse...

Pqp!!!!!!

O bixo vai pegar agora!!!

RaahXD disse...

o que é um pontinho amarelo tocando violão? :)

HAUHAUHAU Cara fico louca como a Devassa é cagona, tinha tudo pra ser uma merda a noite,bom o fim de noite neah rs pq convenhamos começou bem rs, e ai Dani,( só penso nela quem é ela o nome dela...) ressurge como a fenix, u.ú chata! HAUHUA

#voltaclara x3

Lu disse...

Dali Dani...Rolo é promissor e Ex é encrenca, na heterolândia ou na lesbolândia. Não?

Gehh Santos disse...

Uma mais filha da puta que a outra, shauishuiahsuihaus...