- »

abril 18, 2010

Siesta

Depois do almoço, o apartamento simplesmente adormeceu. Não que tenhamos todos voltado a dormir, isto é, foi apenas o ritmo geral que diminuiu. O silêncio se instaurou e era quase possível sentir o sol forte que queimava do lado de fora. O calor daquela tarde tranqüila nos amolecia e todo mundo se separou. A Dani foi deitar e eu fiquei sozinha na cozinha, lavando a louça, que já se amontoava na pia.

Uma fresta na janela deixava entrar alguns raios de luminosidade, que cintilavam na água gelada. Com uma certa preguiça, eu lavava lentamente prato por prato, quase hipnotizada pelos pontinhos de luz que apareciam e sumiam conforme a corrente fluía. O cômodo inteiro estava numa tranqüilidade fácil, contínua, leve, que não podia ser interrompida por nada. Ou quase nada.

Prestes a acabar com a minha paz, a Mia entrou inesperadamente pela porta, quase invisível, sem fazer ruído. Caminhou até onde eu estava, sem ser notada, e só a vi quando surgiu, de fato, do meu lado. Sem dizer nada, ela sentou-se em cima da pia, do meu lado direito, e apoiou-se com as mãos na beirada. Inevitavelmente olhei primeiro para as suas pernas, vestidas indiscretamente num shorts curto jeans, e só depois subi o rosto e encarei seus olhos. Ela acompanhava o meu olhar, atenta a cada movimento meu.

Voltei ao que estava fazendo anteriormente – o que era mesmo? – e tentei focar novamente na água, mas agora o sol refletido na corrente gelada parecia apenas um bando de pontos idiotas de luz. A presença da Mia me incomodava, me deixava inquieta por dentro. E aquele silêncio era enlouquecedor. Continuei me forçando a pensar nos pratos na pia, mas podia senti-la do meu lado. Ali, sem dizer nada, apenas sentada a meio metro de mim.

Não queria sequer olhar para ela, porque sabia que isso era exatamente o que ela queria que eu fizesse. Testar o quanto de influência ela ainda tinha sobre mim, desgraçada. Tentei resistir e não lhe dar esse gostinho, mas em menos de dois minutos eu virei de leve o rosto para o lado e dei uma espiada no que ela estava usando.

O shortinho deixava suas coxas completamente descobertas e as mangas da sua camiseta de banda desgastada estavam enroladas grosseiramente, mostrando os seus braços e deixando os ombros à mostra. Ai, meu deus. Voltei a encarar a água e a pilha enorme de louças na minha frente. Não queria olhar. Então não olha, porra, briguei comigo mesma. No entanto, foi aí que a Mia se moveu para frente e, com o canto do olho, vi sua camiseta subindo lentamente pelas suas costas.

Os raios de sol que escapavam pela fresta da janela agora encostavam na sua pele e olhar para aquela cena, tornava a água nas minhas mãos ainda mais fria. Caralho, se concentra. Suspirei e olhei para o outro lado, sem conseguir disfarçar. A Mia me olhou por cima dos ombros e sorriu com o canto da boca. Eu estava prestes a mandá-la sair de perto de mim, tentação dos infernos, mas não queria lhe dar mais atenção ainda. Desliguei a água e simplesmente saí, sem dizer nada nem direcionar-lhe o olhar.

Me fechei no quarto, quase que num impulso, e me senti mais segura. A Dani, que estava deitada na cama, levantou ao me ver e veio ao meu encontro na porta. Tentei não dar bandeira, olhando-a caminhar na minha direção, e fingi um sorriso. Ela se aproximou. Com as mãos apertando minha cintura, beijou a minha bochecha e desceu pelo meu pescoço. A única coisa que vinha na minha cabeça, no entanto, era a porra da Mia. Droga. Respirei fundo e procurei entrar no clima, subindo minhas mãos pelas pernas descobertas da Dani, que se amassava só de calcinha em mim. E tudo o que eu conseguia pensar era Mia... Mia... Mia.

Ela estava de volta na minha cabeça. Mas que merda.

24 comentários:

Liz M. disse...

Parece que é praga. Tudo parece estar ficando "normal" (porque bem, não tava ficando mesmo) e a Mia ressurge, na vida, no dia, na cabeça, no coração...

a "minha" Mia também ressurgiu essa semana. e com declarações muito indecorosas pro meu gosto.

como faz pra controlar??

Anônimo disse...

ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO!!!!!!!

mabernardii disse...

aaaaah super foda esse post, meu deus *-*

SexyCabritinha disse...

Fucking Mia!!!
Acho q todo mundo tem a sua(seu)
Eu tenho o meu,sei exatamente como é haha

Sabrina disse...

MIA VADIA. #etenhodito

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Esse sim é dos posts que me inspiram a comentar, rss...

Engraçado como a protagonista, pelo visto, esqueceu completamente que foi ELA que deu um fora na Mia em primeiro lugar ao deixar de ir no encontro que marcaram e ficar no apartamento da amiga. Agora age como se ELA devesse se vingar da Mia por não ter deixado ela subir naquela madrugada. Interessante.

Já lidei com muitas pessoas que tem memória seletiva assim também, rsss...

( the girl fucking Mia ) disse...

Ae, Rodrigo! Sempre bem-vindo! ;)

E eu vou dignar seu esperado comentário com uma resposta, aí vai: acho que não é nem questão de ter memória seletiva. Ela está confusa e a Mia também, as duas estão numa situação complicada. As duas tomaram foras só que, por a Mia insistir em ignorá-la, ela fica rancorosa. E quando tudo está bem com a Dani, a Mia fica com ciúmes e provoca, o que resulta nela encanada de novo numa garota que ela "não pode ter"... enquanto tem uma bem ali, disponível, que ela deveria querer mais.

Mas, bom, salve salve a memória seletiva! O que seria do ser humano sem nosso ego e nossa auto-alienação cara de pau? As relações seriam simples e os blogs... sem graça! hahahahaha

Obrigada pelos comentários, todo mundo! O que vocês andam achando? Me dêem suas opiniões! ;*

Anônimo disse...

Seus personagens são muito bem construídos, que post delicioso. Você é uma ótima escritora, parabéns!

Vanessa disse...

Puts Mel, esse post foi... nossa! hahaha
Quando vi o nome da Mia no post, sem querer, vi que não que não tinha dialogo :\ e eu adoro diálogos dela com a mia, seja la como for! Mas esse, só com os detalhes ficou muito bom :D

Anônimo disse...

Ok.. eu realmente torço pela Dani.. mas por ser Girl Fuckin MIA.. ela n deve ter mta chance né.. af =/ MIA SOME! ou se decide ou deixa em paz.. mulher dificil ¬¬'

Anônimo disse...

Ai, essas mulheress que mexem com a gnt....

Xuhzin disse...

'-' mia tem um controle sobre a FM D:
e tpo...'-' eu entendo o q a FM sente x-x
isso de nao conseguir se controlar é broxante #fato

-.-
pior q saber q msma dani nao vai fazer ela esquecer por mais que ela queira...'-'
pq qto mais ela tentar mais a mia volta a tona e mais foda fica D:
x-x
'-'
me sinto na pele da FM
-.-

Érica disse...

mia mia mia mia!!!heheehheh
era o que eu estava esperando...
Demais, como sempre Mel!

bjoss!!!

Mikaylla disse...

Amei! :)
Sabia que ela não decepcionaria...

Sharla disse...

aaaaahhh mas que tortura, acho que ta precisando de mais uma semana de endorfina mesmo...

PriscieAraujo disse...

Meu, cada dia que passa a coisa tá ficando pior pra GFM, os problemas só aumentam.
Paixão pela Mia. A Mia é mesmo hetero? Depois de ter pegado a Mia o que falar pro Fer? E se a Mia resolver sair do armário de vez? Agora esse namorico com a Dani que voltou, aparentemente, com a intenção de ficar.
Se ela e a Mia resolvem ficar juntas sobrariam pessoas queridas magoadas. Vale à pena?

Elas poderiam fazer o seguinte: A GFM fica com a Dani. A Mia fica com o Fer. Aí a GFM e a Mia se pegam secretamente... hahaha seria perfeito. Hm? O problema é se elas conseguiriam manter segredo.

Lu disse...

Putz! Vão as 3 pra cama? A Dani com a FM e a FM com a Mia na cabeça? Ou A FM espana e manda a Dani plantar batatas? Oh, Céus, são tantas as alternativas... Só resta esperar...
Mel, ótimo post!

carine disse...

putz, ela tava táo feliz D:
que merda, cara x_x

Noelly Castro disse...

ah, eu gosto dos detalhes (mas tds já falaram isso) - 'fotografia muito boa' se fosse um filme - hehe uhnn, então gosto da reação da Mia que geralmente é filha da puta extremamente insegura e segura "ao mesmo tempo"(serio), e da protagonista que perde a noção e fica perdida ai se acha depois fica perdida de novoo.. hehehe
#adoro cada pedacinho do blog, gatiita..

ps.: Mas Pri seria mais um problema.. hehehe ;P (pronto Pri, voltei e comentei)

pss.: eu pego o Fer.. hahaha

besoss ;**


RrRrr!

Beatriz disse...

Hahaha adoro provocações!!

Sempre ótimo Mel!
Beijo.

Ju T. disse...

Lendo o post, ecoava na minha mente a música da AMy:
"For you I was a flame
Love is a losing game
Five story fire as you came
Love is a losing game...

Why do I wish I never played
Oh, what a mess we made
And now the final frame
Love is a losing game (...)"

Pois é. Mas é um jogo viciante também...
Texto cada vez melhor. Me sinto lendo o roteiro de um bom filme ou seriado.
Parabéns sempre.
Bjs

Betty Gibbons disse...

Ehhh maravilhoso post!
demais mel,
adoro seus personagens, rs
bjss

matt. disse...

Se eu pudesse, socaria a Mia. Queria que as coisas dessem realmente certo pra GFM e a Dani. :(

Juliana disse...

pqp de post heim!


sem ar até!