- »

abril 22, 2010

Mais difícil do que parece

Maldita fechadura. Me revoltava em frente à porta, com uma certa dificuldade de acertar a chave naquele buraquinho tão, tão pequeno. Inferno, bebi demais. É, eu tinha bebido – muito, muito além da conta. E para ajudar a situação, eu ainda tinha duas garotas lindas e incrivelmente bêbadas se agarrando na parede ao meu lado, me desconcentrando. Meu deus. Isso não vai prestar.

A Dani me puxava para o meio delas a cada dez segundos, dificultando todo o processo álcool-chave-fechadura. Eu me virava, sem tirar a mão da chave, e beijava cada uma. Ai, ai... Na boa: por mim, a gente faria ali mesmo – e estávamos a um passo disso –, mas por motivos de convivência posterior obrigatória com os vizinhos, achei melhor não. Pelo menos, algum bom senso eu ainda tinha.

Bom, para falar a verdade, era só esse.

Uns 20 minutos de batalha depois e eu, enfim, venci a guerra. Toooma, porta escrota de merda! Ok. Pensamentos irracionais e vingativos à parte, peguei minhas garotas pela mão e levei-as direto para o quarto. A minha briguinha imbecil com a fechadura havia esgotado toda a minha paciência e me deixado ainda mais ansiosa para um pouco de ação – já que, no último terço de hora, a Dani aproveitou a nossa convidada praticamente sozinha. Droga.

A regra número um de um ménage à trois – ou talvez a segunda, se considerarmos o consentimento voluntário de todas as envolvidas – é nunca, nunca dar preferência a alguém. E levando em conta todo o meu tempo perdido na brincadeira, eu já estava suficientemente com ciúmes. Não da Dani, em si, mas pelo tamanho da minha fatia de... bolo... na história toda. Por assim dizer.

Mostrei o caminho até o quarto e, assim que chegamos lá, a Dani anunciou – realmente alterada – que precisava ir no banheiro. Nenhuma de nós contestou. Antes de sair, no entanto, ela me deu uma fuzilada séria com o olhar, como se me proibisse de começar qualquer coisa sem ela. E eu revirei os olhos, como se estivesse ofendida com tal implicação, com essa suspeita totalmente infundada sobre o meu caráter sempre super confiável. Eu conheço as porras das regras, pensei, como se ela pudesse me ouvir, e a Dani nos deixou sozinhas.

_Pode fumar aqui? – a Débora perguntou, interrompendo o silêncio temporário que se seguiu à saída da Dani.
_Fique à vontade – eu respondi, de costas para ela, enquanto ligava minha playlist de segundas intenções no computador.

Nicotina acesa e luzes apagadas, hm. Me virei e andei na direção dela, parando a poucos passos de onde ela estava. A luz da manhã já iluminava o quarto, mas não em excesso. Apenas indiretamente, escapando pelas frestas acidentais da janela. O silêncio entre nós cresceu, mas não nos incomodava. Era como aqueles instantes de antecipação, de calmaria antes da tempestade. E era sexy, pra caralho.

Olhei para ela e ela soltou a fumaça lentamente, me encarando de volta. Quis beijá-la. Quase insuportavelmente. Não. Vou esperar a Dani, pensei e procurei me convencer, não estou em condições de me controlar e não quero estragar isso aqui. Sorri, enfim, sem jeito, e olhei para baixo. O trip hop que saía das caixas de som preenchia todo o cômodo e cada célula do meu corpo, me corrompendo lascivamente. Não. Não vou fazer nada idiota. Subi o rosto, mais uma vez, e ela me observava. Ali, toda maravilhosa e toda disponível.

Ah, que se dane.

A puxei para perto de mim, arrancando-lhe um beijo indecente. E então, o mal estava feito. Começamos um daqueles amassos ininterruptos e intensos, que fazem qualquer uma perder a cabeça, movidas pelas batidas graves do Tricky ao fundo. Ela me empurrou contra a porta e eu a puxei, ao mesmo tempo, na minha direção. Meu impulso constante era de arrancar aquela camiseta – a dela e a minha –, mas me segurava sempre na metade do caminho, pensando que a Dani chegaria a qualquer momento. E ela chegou, é claro. Merda, merda. Empurrei a Débora para longe de mim e desencostei da porta o quanto antes, a fim de dar passagem para a Dani.

_Desculpa, eu tava apoiada aí – disse, na maior cara de pau, quando ela entrou.
_Sei... – a Dani riu, desconfiada de mim.
_E então... – a Débora retomou – Onde nós paramos?! 

29 comentários:

Liz M. disse...

Devo dizer que os posts estão melhorando em PG infinita nos últimos dias. Eles, que já são tão bem escritos, estão ganhando um tom cada vez mais envolvente... de tirar o fôlego!

Mas, por favor, sem Britney, nem na menção. hahahaha {brincadeira!}

matt. disse...

OH MY FUCKING GOD! Imaginei um ménage à trois bem casual, mas me surpreendi.
Adoro a voracidade do sexo apresentado nesse blog. Desperta meu lado lésbico (que não existe).

SexyCabritinha disse...

hihhi
Getting hotter!

Isa disse...

Caralho, post muito bem escrito (como sempre) e especialmente HOT. o.O'

Mandou muito bem de novo, Mel. Só quero ver o que tu vai fazer com a GFM nos próximos dias. xD

bernadete-18 disse...

Mel como sempre maravilhoso, ñ tenho nem oq dizer +, parabéns.

Anônimo disse...

incrivel como vc consegue ir do absurdo comico ao sexy assim, tao facilmente.. primeira a GFM tava td bebada ridiula ( engracada) e ogo no paragrafo seguinte HOT AS HELL!! porisso q eu amo esse blog rs

Sharla disse...

"tooooma, porta escrota de merda!" auhauhauhauhauhauuahuau rolei rindo... me senti no momento de conquista nessa hora hehehe...

dessa vez não me enganei, li já imaginando que seria hot, mas ainda assim ta hotter do que eu poderia desejar.

ótimo, tri bem escrito como sempre, continue..LÓGO, hehehe

Ana Zamur disse...

Acho que o dia que eu chegar em casa e não tiver post novo vou ter um ataque do coração.. já chego aqui sonhando com a próxima parte! hahaha

MUITO BOM!

PriscieAraujo disse...

Tem feito um caaalor esses dias, né? Tô aqui toda...ahn... suada! hahaha

Por díos!
Senti como se eu estivesse lá.

Hot e divertido, ri muito com o "Toooma porta de merda... hahaha.

Como disse o Matt. "Desperta meu lado lésbico" (que nesse caso existe);P

Perfeito!

anni disse...

nossa, eu entrei pra ler os quatro últimos posts (gosto de esperar pra ler mais >.<) e tinha só 3 comentários aqui, agora já tem oooito! (L)
tais se inspirando na minha vida-ultimamente pra escrever esses posts, né? hahahahah ç.ç

Anônimo disse...

Mtu bom

Juliana disse...

Hahuahauhuahua muito mas muuuito bom cara!

Qro ver mais e mais!!!

Milhoes d beijossss - a 3 kkkkkkkk

Lu disse...

Muito bom... Que bom que nada... ótimo, delicioso...Parabéns, Mel!

fiktiva disse...

É pra matar um de curiosidade...

eutenhoproblemas disse...

Sensacional.
Fiquei viciada de nem conseguir trabalhar direito essa semana até ler tudo.
Parabéns! =)

Thais disse...

OMG, não consigo mais deixar de ler esse blog!!! Fico sempre ansiosa pelo próximo post...

Parabéns, ele é absurdamente bem escrito, adoro! E estou amando a trama desses últimos posts!

Adoro a Mia, mas confesso que já estava ficando enjoada dos nhénhénhés dela...

Beijossss

Dea disse...

mandou tãoooo bem na Britney, Mel! adoro essa música! mas, ó... posso falar? o melhor post pra mim foi o da cozinha... dos raios de sol na água. de como aquela sensação mudou depois da entrada da Mia. arrasou! MESMO!

beijinhos =**

betty gibbons disse...

uauuu q tudooo, amei...

bem que a Mia poderia flagrar esse ménage, imaginem??? hehehhee

bjoss

Lud disse...

NOssa cada dia melhor .. este post .. sem comentários . perfeitooo!!

=D

parabéns Mel.

carol disse...

posta logooooo! eu fico tão anciosa com o decorrer da história e enquanto não tinha lido tudo era natural por que eu sabia que ainda tinha mais ali..agora que acabei puff! posta posta..você escreve bem guria (;

carol disse...

Ah conheci o blog a alguns dias e enquanto lia e tinha uma continuação beleza! agora que terminei e não sei o decorrer da história...tô anciosa (;
posta logo menina,você escreve bem!

Anônimo disse...

seu blog é tão bom que dá vontade de sair dando beijo na boca da Mel e das outras personagens, gente HAHAHA

Tatá disse...

"onde nós paramos?"

tá, agora é a hora de continuar... né?

piper disse...

garota vc sabe escrever! Parabéns. Sou sua fã :)

Noelly Castro disse...

o Fucking Mia é como um vídeo game, onde as leitoras, lêem e querem jogar.. indiretamente ou diretamente, mas é.. principalmente, por ser na primeira pessoa e não existir um nome, cada uma lê e pensa no que faria ou no que queria fazer (sendo real ou não a possibilidade dos fatos para cada uma) e eu acho isso liiiindo!! ♥

bjs

gatiitaaa! RrrRr! ;** ♥

( the girl fucking Mia ) disse...

Deixando claro, pela milésima vez: eu, Mel, não sou a protagonista. Restrinja os beijos às personagens, por favor... hahahaha

Ah, e pra quem perguntou sobre a próxima postagem: estou viajando nesse fim de semana, mas tentarei atualizar hoje! ;*

Obrigada pelos comentários liiindos! É sempre maravilhoso ver as (os) leitoras (es) participando! Luv ya ♥

Anônimo disse...

Noelly Castro vocÊ queria estar no lugar da FM? Será que vocÊ se imagina no lugar dela? Se quiser posso ser sua Dani. XD (6)

Sabrina disse...

Atenção! Garota internada no Hospital Pronto Socorro de Porto Alegre, em estado crítico.

Parentes e amigos próximos à vítima informaram ao plantão que a garota segue repetindo a frase "onde nós paramos" ininterruptamente.

Médicos atestam que a garota sofre de profunda crise de abstinência desde as 22:21 do dia 22 de abril, em decorrência da falta de novos posts no blog Fucking Mia.

Enfermeiras gostosas e médicas de qualquer especialidade podem ser encaminhadas para tratamento intensivo.

Pekinha disse...

vou rezar pro papai do céu botar um pouco de juízo na cabeça da Devassa... e que ela perceba que gosta da MIA, e não faça isso ^o)