- »

abril 19, 2010

Lapso de coerência

_Vem pra cama... – a Dani miava, seminua, entre os meus lençóis.
_Tô ocupada – eu respondia, sentada em frente ao computador, sendo grossa sem motivo.
_Você não tá fazendo porra nenhuma aí, mano! Vem pra cá, vai...
_Dani, caralho, já disse que tô ocupada! – resmunguei.

Ela bufou, revirando os olhos, e virou-se de barriga para o teto. Mau-humor, de fato, é contagiante. Eu estava sendo estúpida com ela há horas e começando a deixá-la realmente irritada. Era como assistir a um filme ruim, daqueles que se discorda muito – muito! – do rumo que a história está tomando, mas não se pode fazer nada: o final já foi filmado, editado e lançado. E lá estava eu, como uma espectadora impotente da minha própria cabeça-dura, me condenando por cada palavra insensível que saía da minha boca.

Tem dias em que simplesmente te falta a boa vontade de ser diferente, de ser melhor. E então eu insistia. Sem pensar direito a respeito, é claro, bancando uma de quem aguenta as consequências de um comportamento egoísta daqueles. A verdade é que eu queria me distrair com qualquer coisa que não fosse mulher – e, assim, evitar em pensar na única que fazia o meu coração pular uma batida ou duas nos corredores, banheiros, mesas e pias. Pias desgraçadas.

Por outro lado, tudo o que a Dani queria naquele momento era justamente o contrário. Um pouquinho de mim. Me deixa em paz, inferno, eu sacudia a cabeça, enfiada até o pescoço em qualquer lixo internético fútil. A última vez que nós duas transamos, logo após o incidente da cozinha naquela tarde, foi péssimo. Já comi muita garota pelos motivos errados, mas da Dani eu gostava – por mais que eu odiasse admitir. E sendo assim, era sacanagem demais. Insuportável. Não que ser fria com ela daquele jeito fosse fazê-la mais feliz, mas de alguma forma isso parecia menos pior para mim – no meu conceito distorcido e egoísta de moral – do que fingir que romantismo. Era o melhor que eu podia oferecer.

_Olha, se você vai ficar plantada aí, eu vou sair – ouvi a Dani resmungar.

Me virei para trás, olhando na sua direção. E me deparei com uma garota extremamente irritada, cobrindo aquele corpo maravilhoso com o vestido curto que estava usando no Sonique, no fim de semana anterior.

_Quer alguma roupa emprestada? – eu respondi, sem dar bola.
_Não – retrucou – Não quero nada.
_Tá. Boa balada, então...
_Você não vai mesmo?
_Não, tô de boa...
_Ok.
_Onde você vai? – perguntei à toa, imaginando que a resposta seria o Vegas, a Outs, o Inferno ou qualquer balada mais próxima na Augusta.
_Bom, nesse caso então, eu vou pro Glória.

Opa, espera. 

_Como “nesse caso”?! O que isso quer dizer? – questionei, enciumada – Por que você iria no Glória, lá na puta que pariu?
_E por que não? – ela perguntou, sem qualquer paciência comigo e com razão.
_Ah, sei lá... É longe, tem que pegar táxi...
_Vou com o meu carro – ela me interrompeu.
_É, mas você vai sozinha? Sem conhecer ninguém?
_Vou, oras – provocou – Quem sabe eu não conheço alguém lá...
_Quer saber? – me irritei – Faz o que você quiser!

Virei as costas para ela e encarei a tela do computador de novo. Filha-da-mãe, me irritei. Você está louca se pensa que eu vou correr atrás de você. Engoli toda a minha raivinha infantil e procurei ignorar a situação, com uma dificuldade considerável. Eu tinha plena consciência de que a culpa era minha, mas eu sempre esperava que as garotas aguentassem a minha merda... Até que elas simplesmente decidiam não aturar mais aquilo e caíam fora, exatamente como a Dani estava fazendo. De repente, dei por mim: acorda, porra. É a Dani. 

_Espera – voltei atrás – Eu vou com você. 

16 comentários:

Sabrina disse...

Aí a @meeelms faz todo um chororô dizendo que o post tá enooooooorme e... nem é tanto assim. Continuo querendo maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais.

E... será que brotou um pouco de consciência na cabeça de GFM?

Liz M. disse...

Antes tarde do que nunca, FM. Pelo menos você se tocou, mesmo que aos 45 do segundo tempo... =x

E agora? E a Mia? E o seu coraçãozinho burro? Ai Ai ai, fucking mia me mata de ansiedade! =x

mabernardii disse...

awn awn , essa dani... (6), mt mt mt bom o post *--------*

Anônimo disse...

o gloria ñ vai prestar... mta mulher bonita e com essas duas aí hauhauhuahuahua a ksa vai caiir ,sai de baixo!!! hauahauhauahuahauahauahauahauahuaa

Sharla disse...

Nem ficou tão grande nada, podia ser maior até, hehehe...

Poxa, só o que faltava deixar a Dani ir, muita sacanagem, quero só ver o que vai ser dessa festa :D

Xuhzin disse...

'-' aiai essa dani =x
a GFM gosta da mia mais ta caidinha pela dani X_X vai entender
MAIIIIIIIIISSSSSSSSSSS

Anônimo disse...

Não acho os post grandes, na verdade quanto maior melhor rsrs


Parabéns para a escritor. Tu destrói!
Esse blog é um vício. Quando lançar algum livro comenta que vou correndo nas bancas comprar!

Maya disse...

Meooo.. uma amiga me mandou o link do blog! Adorei!!! To ha umas 3 ou 4 horas lendo. Daria um bom livro, ctz!
Mal espero pelo proximo post..
Parabens =)

Rayssa disse...

ah Dani vai pro el infierno pô u.u

Lannarumma disse...

Dani é diva demais, véi!
Devassa come na mão dela e só não confessa pq é A devassa. :)

Quero mais, mais e mais...

Ana Zamur disse...

Ah, a cada dia que eu abro esse blog e vejo um post novo, saiba que você fez uma pessoa mais feliz! hahaha.. Keep posting, girl. A história está muito divertida, e imagino que várias meninas aqui, assim como eu, estão se identificando com partes da história. =)

Artemis disse...

Pra mim a Mia é como uma droga pra nossa loirinha,vicia,dá alucinações de prazer,mas faz ficar mal no final!><

E a Dani é o remédio!Não é tão forte como a droga, e a tentação do vicio as vezes sobe a cabeça,mas no fundo a loirinha sabe q a Dani é algo bom q ela não pode perder senão não consegue resistir à droga e tb é algo q ela esperou por mt tempo,não é qq distração,no final é quem deveria comandar os impulsos dela,mas quem manda não é ela...
Ela luta,mas ninguem manda no coração!><

PriscieAraujo disse...

Bastou uma ação da Mia pra ela começar a tratar a Dani mal.
Ela tá com ciúmes mais por medo de a Dani achar outra pessoa e a trocar do que qualquer outra coisa. Medo de ser trocada como a Clara fez.

E por falar em Clara, será que ela vai estar no Glória? =)

Isa Braga disse...

Ah, não tá grande!!! Podia ser bem maior! =)

Lu disse...

Humm, essa Dani é uma ótima jogadora...acho que outra já teria dançado!

Hellen disse...

Ah, como eu amo isso aqui... fico lendo compulsivamente. é um vício. rs Eu amo... Eu quero a FM pra mim... Como eu preciso de uma mulher dessa meu.