- »

abril 27, 2010

Me, Myself & Mia

A televisão estava desligada, mas eu continuava olhando para o meu reflexo na tela preta, numa insistência burra e sem motivo aparente. Não estava afim de voltar para o quarto. Não ainda. De certa forma, ficar ali sozinha na sala, em silêncio, parecia algo que eu precisava fazer naquele momento. Me auto-deprimindo, revirei os olhos. Argh. Como eu sou patética.

Acendi mais um cigarro, o terceiro naquele domingo, e observei a mim mesma refletida enquanto tragava. Incrível como somos uma juventude tomada pelo tédio, não? Não importa o que você fez ou deixou de fazer na noite anterior, o quão absurdas suas experiências são ou o tanto que você encheu a cara e perdeu a linha... Na manhã seguinte, somos os mesmos vegetais que éramos na manhã anterior. Entediados até a morte, de novo e de novo. A única diferença agora é uma ressaca martelando na sua cabeça.

Geração hedonista de merda. 

O barulho do Fer abrindo a porta da frente interrompeu subitamente a minha viagem existencialista e ociosa sem propósito. Olhei para ele e ele imediatamente explicou que ia sair para comprar um pouco de suplementos ilegais – se é que vocês me entendem –, como se me devesse alguma explicação para estar saindo sozinho num fim de tarde de domingo. Para falar a verdade, eu também senti uma necessidade irracional de explicar o que eu estava fazendo ali, toda idiota e ridícula, no meio do sofá, mas achei melhor ficar quieta. E não – eu não estava sequer pensando na Mia. Estava simplesmente... Ok, mentira. A única coisa que eu conseguia pensar, além dos meus próprios botões filosóficos, era na Mia. Sorri de volta, enquanto o Fer fechava a porta, e não tenho certeza se ele viu.

Por fim, lá estava eu... Sozinha de novo, na sala. Traguei o cigarro mais umas vez e o silêncio me incomodou. Minhas garotas seguiam dormindo no quarto – se é que ainda dormiam... – e a garota que nunca foi minha seguia deitada no quarto ao lado. Soltei a fumaça, sentindo a inconsequência começando a me coçar. Olhei mais uma vez para mim mesma no reflexo da televisão, como se procurasse qualquer resposta ali. E não achei. Que se foda, enfiei do nada na cabeça e me levantei.

Caminhei pelo corredor, tentando ignorar minha própria sensatez hesitante. Com o cigarro na mão, passei reto pela porta do meu quarto e parei em frente à do Fer. Silenciosamente fechada. Coloquei o cigarro na boca e, com a mesma mão, girei a maçaneta mais abaixo. Eu não estava nem aí para as consequências. Entrei e ela estava lá, deitada, usando uma camiseta emprestada e desbotada da época em que o Fer ainda era um adolescente magrelo, sem tatuagem e nem voz de homem.

Não sei se estava dormindo até então, mas quando abri a porta, os seus olhos já me olhavam de volta. Não disse nada e ela também não. O que diabos eu estou fazendo aqui?, eu pensei, revirando a minha consciência. Encostei na parede, ainda em pé, e deixei a porta fechada. Ela continuava me observando, mas nenhuma de nós fazia ou dizia nada. O clima estava estranho e eu não conseguia me lembrar como foi que havia chegado a esse ponto. Traguei mais uma vez e olhei para o chão por um instante.

_O que você está fazendo? – a Mia perguntou, incomodada.
_Não sei... – respondi, com sinceridade – ...não sei mesmo.
_Não sabe?! – questionou, quase indignada – Você entra aqui do nada e fica parada aí, sem dizer nada, como se...
_E você – a interrompi – tem alguma ideia do que estava fazendo ontem, na cozinha?
_Eu... – a Mia suspirou.

Ficou em silêncio por um tempo. E eu a observei, de cabeça baixa.

_Eu... não sei – murmurou.
_É. Acho que nós estamos realmente ferradas... – concluí, tirando sarro de nós mesmas.

E a Mia deixou um riso escapar no canto da boca, concordando. 

24 comentários:

camis disse...

JÁ ACABOU? Mal consigo esperar pra saber o que vai acontecer!

Anônimo disse...

nossa arrepiei qdo ela entrou no corredor..qqr dia vc nos mata do coracao!!!!!

Beatriz disse...

Eee! Mia's back!!
Já estava ficando agoniada pela falta de comunicação entre elas...

Anônimo disse...

acho que tá na hora dela correr atrás do que ela quer, no caso, da Mia .. e quero mais posts *-*

Stella Polaris disse...

mel, não comento sempre, mas leio todos. esse foi o melhor dos posts até agora, na minha opinião. parabéns! um beijo.

anni disse...

esse segundo parágrafo é uma alusão ao seu provavelmente-lindo livro, que eu sei... hahahahahahaha

(e eu AMEI!)

( the girl fucking Mia ) disse...

É, mesmo... admito.
Vendo o Fuckin' Mia e o Inércia em combo! hahaha

Aww ;*

carine disse...

se a FM não tivesse tomado iniciativacom certeza permaneceria esse eterno hiatus, curiosa pra saber o que vem depois da risada xD

Anônimo disse...

Meww elas são tão lindinhas juntas :}

Sharla disse...

Sinceramente, um dos melhores posts de todos. Só o que tenho a dizer :)

Liz M. disse...

Geração hedonista de merda.

Resumiu! Simplesmente resumiu uma tonelada de pensamento que estão pesando em mim.

Cada vez mais eu percebo situações - até mesmo onde não tem - e fico esperando que, talvez, vocês as resolva pra mim.

Quebra o galho? ;)

Juliana disse...

É... realmente ferradas.

Rayssa disse...

Sabe o que mais gosto? os titulos dos posts, mto foda,super bem elaborados e talz.

wooow go TeamMia o/

Anônimo disse...

um dos melhores posts de todos [3]

quero mais mais mais
que vício!

★ Carla ★ disse...

Super concordo com a Stella. O melhor post até agora. Delicado, bem escrito, verdadeiro.

Dea disse...

Mel, a FM vai acabar tendo um câncer de pulmão antes da história terminar, mano!

ah, meu... elas são lindas. não tem jeito. sou bicha e brega. não dá pra ser putona, por mais que a FM faça isso parecer tão sensacional.

E É CULPA SUA QUE EU PAREI DE ESTUDAR. agora, EM QUE políticas sociais tem a ver com o blog, não me pergunte... hahahahaha!

beeeeijos =* e aparece no FB.

Ana Zamur disse...

E eu achando que não poderia me surpreender mais com este blog.. me vejo tão absorta nesse post que deu até arrepios. Parabéns!

PriscieAraujo disse...

Incrível, como eu já disse!

Profundo, filosófico, existencialista de fato!

Só espero que essa decisão e ir procurar a Mia, não entre não entre numa lista de escolhas ruins!

E gostei que elas tenham voltado a se falar. hahaha ;P

Xuhzin disse...

filosofias baratas de fuckingmia '-'
adoro isso
XD

e é as duas tao ferradas..'-' but
pelo q deu a entender a mia tbm ta mow caidinha pela gf '-'
continuaaaa

Lu disse...

Mel, que medo, fiquei um tempo fora e achei que tinha perdido... ufa, que bom... só perdi o sorriso da Mia! To anciosa e aflita e se acabar logo?!?!? Mel, conversa com os caras lá da globo que tem o hábito de enrolar a novela... Não, brincadeira de mau gosto... tá excelente do jeito que tá e nunca acontece o que eu espero mesmo! :)

matt. disse...

Essas atitudes da GFM deixam a minha cabeça toda bagunçada.

Anônimo disse...

Gente, apesar de ser cantada por um homem rsrsrs vejam a letra dessa música:

The Killers - Mr Brightside

Podem até não gostar de música (eu gosto :D) mas a letra descreve muuuuuuuuuito a história do fucking mia

http://letras.terra.com.br/the-killers/120836/traducao.html

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Tá atrasado o comentário, eu sei (qualidificação, sabe como é, rss), mas não quis deixar em branco.

Lembra quando falei que gosto de comentar nos posts mais "tchanam"? Esse é um deles. Daqueles que dão uma guinada nos acontecimentos, não pela ação, mas pela reflexão... e mudam o sentido de tudo o que veio antes...

Como na vida: tudo o que parece simples é porque não foi observado direito... e o desejo, o mais profundo mesmo, aquele que importa, sempre se revela para além do "ter", "fazer", "conseguir" ou mesmo "poder".

Você é foda, minha cara... ;)

Beijão...

Anônimo disse...

cade?????