- »

maio 06, 2010

Tenso, tenso.

Ficar sozinha com a Mia entre quatro paredes é sempre complicado. Mas ficar sozinha com a Mia entre quatro paredes e com o Fer no apartamento – ahh – aí já é mais complicado.

Eu podia sentir cada batida do meu coração. Os dedos dela entrelaçados nos meus, a sua pele morna contra a minha. Evitava sequer olhar para o lado. Não posso fazer isso. Simplesmente não podia confiar em mim mesma – não com a Mia. Para a minha sorte, o punk irlandês tocando ao fundo quebrava todo o possível clima que pudesse se insinuar ali. Ficamos em silêncio, por alguns minutos. Desde que eu menti descaradamente sobre “estar bem”, isto é. Eu evitava olhar para ela, mas podia sentir os seus olhos em mim o tempo todo. Nossos braços estavam apoiados um no outro, a sua mão segurava a minha insistentemente.

E o rádio ecoava, discretamente, ao fundo.

_Você sempre ouve... – a Mia riu, quebrando o silêncio – ...Dropkick Murphys na fossa?
_Fossa?! Você está dando muito crédito para a Dani.
_Estou?
_Eu fiquei puta porque ela armou aquela ceninha, não porque ela foi embora... – parcialmente verdade, digamos – E o que você tem contra os Murphys, afinal?
_Nada. Mas ouvir punk irlandês é meio nada a ver, né...
_O quê?? – eu me revoltei, rindo.
_Posso? – ela perguntou, indicando o rádio com os olhos, como se pedisse minha permissão para trocar de faixa.

Eu ergui as mãos, sem me opor, me soltando dela. Grande erro. A Mia se levantou do chão, ficando de joelhos, e apoiou uma das mãos na frente das minhas pernas cruzadas. Esticou seu corpo a dois palmos acima dos meus jeans e, com a outra mão, alcançou o rádio. Que estava do outro lado. E começou a rodar a playlist do meu iPod, lentamente, praticamente de quatro sobre mim. Meu deus. Fiquei encurralada, observando cada curva dela, logo ali. Mano, eu juro. Ela faz essas coisas de propósito, me estressei. Puta que pariu.

Fiquei grudada na parede. Não me movia nem um centímetro para frente, tentando a qualquer custo não encostar nela. Esse é o pior sofrimento que uma garota apaixonada pode passar: olhar para aquela mulher, assim, e não poder se mexer, ter que se controlar. Ficar na sua. Ô, pai... Claro que seria bem menos agonizante se eu não insistisse em ficar a encarando daquele jeito, mas eu não conseguia evitar. Os meus olhos simplesmente não saíam daquela curva insinuante entre as suas costas e o seu quadril. Puta merda. Não. Não tinha como.

A Mia fez qualquer comentário, desavisada, sobre a minha lista de músicas e eu ri brevemente, sem prestar realmente atenção – nem me lembro o que foi que ela disse. A minha atenção estava toda nos quinze ou vinte centímetros de absolutamente nada que separavam o meu corpo do dela. Caralho, viu, mas que caralho. Ela tão perto assim e o Fer, o Fer, ali, no cômodo ao lado. Respirei fundo e ela, enfim, escolheu qualquer banda dos anos 70 para tocar.

À medida que começou a voltar para sentar-se ao meu lado, só piorou. Observei o seu abdômen se dobrar, curvando lentamente as costas e deslizando na minha frente. Me deu água na boca. Diabo. Senti uma vontade irracional de sentir o seu gosto de novo, subindo por dentro de mim, naqueles devaneios insuportáveis de tê-la mais uma vez na minha boca. E na minha mão. Ela foi voltando, quase em câmera lenta, exibindo cada pedacinho de si na frente dos meus olhos. Cacete. Pára com isso, garota.

Quase sem querer, ela me subiu os olhos na minha direção e a minha expressão me denunciou imediatamente. Aí ela parou – no meio do caminho. Droga. Não faz isso.

_O que foi? – me perguntou, hesitante, já ciente da minha resposta.

O meu coração estava prestes a sair pela minha boca. A Mia me encarava, a uma distância pequena demais do meu rosto.

_O que você disse para o Fer? – eu inclinei a cabeça para trás e perguntei de volta, olhando para ela, tentando me controlar.
_Para o Fer?
_O que ele acha que estamos fazendo, Mia?
_Eu disse que ia ver como você estava... – ela respondeu e eu podia ver a sua vontade de me beijar escapando pelos seus olhos – ...que talvez você quisesse conversar.

Respirei fundo. Ah, garota.

_Eu não quero conversar... – eu a olhei, completamente tomada pela tensão entre nós.
_E o que você quer fazer, então?

Ela suspirou, engolindo seco. Podia sentir a sua boca me chamar. Eu quero arrancar sua roupa e te colocar na parede, porra. 

29 comentários:

camis disse...

porra digo eu, né? hahaha delícia de post! quero maaais!

Sabrina disse...

Já pode morrer? Peraí que vou ler tudo de novo mais uma vez.

Lu disse...

Aí, esquentou! Ufa....

Mari disse...

Como "O" rabo de saia faz a diferença, não!?

Ma disse...

heuauehasa quero o prooximo!!!!

Liz M. disse...

Aconteceu. Juro. Aconteceu isso comigo hoje e eu tenho testemunhas.

Mas eu não gosto tanto assim dela, como a protag da Mia.

Mas aconteceu. E reler isso, me tira o folêgo! (Ah, ok, ninguem estava mexendo no som e não houve o dilogozinho bonitinho no final, mas ela tava ali, assim como a Mia... AIAIAI!)

Sharla disse...

porra...é....ela é sensata...

e espero que ela faça o que ela quer no próximo post *-*

Lu disse...

Voltei aqui pq tive de ler de novo! Cara, ela realmente considera o Fer, né! Q controle! Tem TeamFM? Tô nele! A sim, se ela se descontrolar eu continuo nele!

Bárbara F. disse...

AEAE a Mia voltou COM FORÇA, literalmente! Adoro a sintonia dessas duas. (6)

Anônimo disse...

um dia vc ainda me mata do coração.

Na_bgs disse...

A GFM já pode ensinar a Mia como se faz tudo certinho hihihi

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Parece aqueles finais de episódio de Lost. Sacanagem... rssss...

anni disse...

a mia nao tá rindo na cara do perigo, como diria o simba (tá, a comparação "fucking mia-rei leão" nao foi muito feliz)
isso tá arriscado demais, nao façam nada, vocês duas!!!

PriscieAraujo disse...

Já que elas estão se controlando até agora, da pra aguentar mais um pouquinho até a Mia ir no quarto do Fer e mandar ele ir comprar cigarros, cerveja, sei lá, qualquer coisa que o coloque pra fora do apartamento, né?

TeamDevassa!

Noelly Castro disse...

que lindo alguem que compara finais de Fucking Mia com os de Lost.. assim como eu.. (ps. lost ta tenso) hehe

ahh, a Mia está muiiiiiito errada sobre Dropkick Murphys.. muiito, ok?!
sem mais,

RrRrr! ;*

priguiducci disse...

Ai...que coisa hein!

Juliana disse...

UI!

Tenso é poko!

É melhor mesmo elas darem um jeito do Fer sair do AP. pq isso está me cheirando a um flagra daqueles!

Vivendo perigosamente by F.M.!
Hhauhuahauh!!!MEGA BOM!!!

Anônimo disse...

ah!! preciso comentar.... preciso... meu primeiro pensamento, desculpem a indelicadeza mas foi: CARALHO! assim ... de boca cheia... sabe a sensação? daquele c... bem dito... que post... perfeito.

Cah88 disse...

Men,que delicinha de leitura \o/

Anônimo disse...

... PERFEITO!

Anônimo disse...

Podia ter atualizações diarias hein?? ahahhahaha principalmente nesses momentos!!!

Dea disse...

às vezes eu acho q conheço a FM... sei lá, ela simplesmente me vem à mente como se fosse uma amiga, ou conhecida ou whatever... post magnífico! posta MAIS e MAIS! beijinhos

boo (: disse...

Fato... Tá ten-so. Caralho, hahahaha.
Bem #lostfeelings mesmo +_+

Anônimo disse...

Como o Fer não desconfia dela? ela é tão vadia ...

Lu disse...

Como assim vadia?!?! Acho que perdi o conceito da palavra...

( the girl fucking Mia ) disse...

O Fer também dormiu com a Júlia, porque só a Mia é vadia?! Machismo da sua parte?

As relações humanas são complicadas e isso é uma das coisas que eu procuro explorar no blog... tome cuidado com os julgamentos simplistas, ok?

Isa disse...

Caralho!
Fiquei uns dias poder ler nada, aí chego aqui e, além de todos os posts anteriores estarem geniais, esse aqui tá... caralho! :P

Muito bom. Agora, please, nada de cortar a alegria do pessoal no próximo post. *-*

matt. disse...

Os detalhes das relações do blog me inspiram pra caralho. Amo. <3

@livia_skw disse...

"Fiquei grudada na parede, sem me mover um centímetro para frente, tentando a qualquer custo não encostar nela. É o pior sofrimento que uma garota pode passar: olhar para aquela mulher, assim, e não poder se mexer, ter que se controlar, se obrigar a ficar na sua."

:/