- »

maio 05, 2010

Entra-e-sai

À saída dela, seguiu-se uma calmaria desconfortável. Uma tranquilidade que eu não esperava ter tão cedo. Com passos indispostos e preguiçosos, fui até a cama e me abaixei para pegar o maço que a Dani havia dispensado. Caminhei então até a porta, ainda aberta, e a fechei lentamente. Me sentei no chão, a poucos centímetros dali, e apoiei as costas na parede. Diminuí o som do rádio, que ainda gritava ao meu lado, e fiquei um tempo sentada, quieta, enquanto os Dropkick Murphys seguiam tocando baixinho ao fundo.

Rodei o maço umas seis ou sete vezes na minha mão, antes de abrir. E agora?, pensei, colocando um cigarro de qualquer jeito na minha boca e acendendo-o. Ergui o filtro entre os dedos, tragando direito, e soltei a fumaça em seguida. Eu deveria saber, porra, me arrependi, inevitavelmente. Quando foi que eu e a Dani alguma vez demos certo?, me irritava. Quando foi que eu e qualquer garota demos certo?

Suspirei. E passei as mãos no rosto, frustrada. A verdade era que – querendo ou não – nós havíamos dado certo por uma semana inteira. Mais do que qualquer outra vez no passado. E o pensamento me perturbava. Brigar com a Dani era fácil, o difícil era o que vinha depois. O que eu estava pensando para trazer ela bem pro meio do caos que é a merda da minha vida? A Dani, porra?! Que bem poderia sair disso?, eu passava a mão no rosto e tragava mais uma vez. Eu já deveria ter aprendido.

Chega de barraco, soltei a fumaça, determinada. Chega. Foi quando ouvi alguém bater na porta. Olhei para cima e mandei que entrasse. A maçaneta girou hesitante e a Mia espiou pelo vão entre a porta e o batente, me vendo sentada ali embaixo, logo ao seu lado. Perguntou se podia entrar e eu acenei com a cabeça, com a boca ocupada com o cigarro. Observei ela entrar, cuidadosamente, e depois se sentar ao meu lado:

_A Dani foi embora mesmo? – me perguntou, baixinho.
_Foi.
_Vocês brigaram?
_É – respondi, tragando mais uma vez, e a Mia me olhava – Não que seja novidade, né... A gente sempre briga. É uma merda, a Dani é profissional em armar barraco.
_Espero que não tenha sido por causa daquilo, lá na sala. Eu e você.
_Não, relaxa. A culpa foi minha – lamentei – Não sei por que diabos eu fui trazer ela aqui, eu odeio essas coisas... Devia saber que ia dar merda.
_Mas você está bem?
_Estou – respondi, indiferente – Eu tô sempre bem, Mia.

O que é uma mentira descarada, claro. Eu mesma não esperava que a Mia fosse acreditar naquilo e ela não acreditou, nem por um segundo. Mas essa era a última conversa que eu gostaria de ter com ela. Traguei mais uma vez e não disse mais nada. Então ela deslizou a sua mão pelo meu braço, caído no meio das minhas pernas cruzadas... E segurou a minha mão. Puta merda. O meu coração acelerou, na mesma hora. Por que você faz isso comigo?, suspirei.

Eu me sentia completamente vulnerável a ela.

A Mia era a garota que tinha começado tudo aquilo, de um jeito ou de outro. Ela era o meu erro consciente. A vontade que eu não podia evitar. Deixei, receosa, que entrelaçasse os seus dedos nos meus. Será que algum dia a minha vida vai sair dessa confusão? Senti como se tudo que eu fizesse fosse um erro. Pouco a pouco, todavia, segurei a mão dela de volta.

Infelizmente, eu gostava de ter a Mia por perto. 

14 comentários:

camis disse...

não adianta, elas foram feitas uma pra outra mesmo!

Liz M. disse...

Uma vez eu li um textinho que dizia bem assim: as pessoas contam, em média, 4 mentiras por dia, 1460 por ano. Um total de 88.000 mentiras até os 6 anos. E a mais comum é "Eu estou bem".

É Devassa, essa é a sua mentira.

Mas, só pra constar, me dá frio na barriga toda vez que tem algum momento alguém-pegando-na-mão-de-alguém. =/ Saco! =/

Cá disse...

oooohhhhhnnnn TÃO lindinhas *-*

Sharla disse...

A Mia é o sonho e o pesadelo...só traz problemas mas acalma... sei bem o que é ter alguem assim por perto...

Nossa, só de imaginar como deve ta exausta mentalmente a guria.. tadinha, hehehe...

ps: mas eu gostava da dani ein

Na_bgs disse...

A GFM ao mesmo tempo que se permite, tbm se culpa. Ela é mto encanada...

Lu disse...

Alguém viu se a porta tava fechada? Ai,ai, ai, ai....

Rayssa disse...

Entra-e-sai hooot (6

Bye Dani ,te encontro no inferno com a Clara se pah chama a Debs pra ir tbm viu? ;P

Go mia! Go Mia! yep TeamMia voltou baby 8)

PriscieAraujo disse...

Eu quero a protagonista pra mim! Ela e a Dani sabiam que o resultado final não seria o melhor, mas optaram por aproveitar o momento e fazer o que sentiram vontade, não fugiram da situação só porque já sabiam que não daria certo no fim. Gosto disso!

Ainn, super bonitinha a Mia indo lá conversar com ela.

Enfim, a Dani foi embora e ela voltou a conversar com a Mia, e agora? oO

matt. disse...

OMG!

Sabrina disse...

Não sei se foi o post inteiro, as mãos, a música, tudo junto. Mas essa atualização mexeu comigo de uma forma...

Anônimo disse...

Mexeu comigo também ):
Que post mais maravilhoso!

Bjs

Juliana disse...

Essa é a delicadeza das delicadezas: organizar uma trilha sonora do FM...
Perfect.

Anônimo disse...

Ai, muito bom.. Melissa posso fazer citações desse blog no face? é que me indentifico muito com algumas coisas que vc escreve... claro que eu colocarei os devidos créditos. deixa?

( the girl fucking Mia ) disse...

Ao último anônimo: CLARO! :)

Você já curtiu a página do F.M. lá? Marca ela que já está creditado, hehe. Aqui ó: http://www.facebook.com/FckingMia

Obrigada por pedir ♥