- »

fevereiro 25, 2010

4:20

Aquele telefone demorou uma eternidade para tocar. Mas uma hora, tocou. Aleluia. A Michelle saiu do cantinho no pátio onde havíamos esquematizado uma rodinha não-muito-discreta e foi atender o celular mais adiante. Eu estava sentada em uma mureta perto do parquinho, com as mãos apoiadas na borda. A Mia estava sentada ao meu lado. Observei a amiga indo em direção ao estacionamento e se afastando de nós.

_Como eu faço? – a Mia disse de repente, certa de que estávamos sozinhas, encarando os próprios pés suspensos no ar – Para fazer o que você fez ontem?
_Como assim? – traguei mais uma vez, segurando a fumaça.
_Você sabe... Eu queria... – ela se constrangeu, rindo, e eu olhei para ela – Fazer o que você fez comigo, ontem... – eu achava graça e ela explicava desarticuladamente – Quer dizer, eu sei o que você fez e como você fez, em teoria, mas... Não sei se saberia fazer de volta.
_...e queria?
_Ah, sim, né...
_Fazer em mim?
_É, sua tonta! – ela balançou a cabeça, envergonhada – Você entendeu...
_Ok – eu comecei a rir, de novo – Eu te mostro...
_Você está tirando com a minha cara, não está?
_Não – passei o baseado para ela e ri, sem conseguir me conter – É que você é uma graça, toda girininha aí.
_”Girininha”?
_É o estágio antes da sapa.
_Vai se foder – ela sacudiu a cabeça, rindo.
_Ah. A gente chega lá, gata...

Nós rimos. A Michelle continuava longe, falando no celular, e o vento começava a arrepiar nossas pernas. Era uma manhã cinzenta tipicamente paulistana. Nem frio, nem calor. Bom, na verdade, um pouco frio. Havíamos descido as duas de pijamas, com os camisetões e sem as calças, é claro. Então estávamos um pouco, ahm... indecentes. O que não é uma boa quando se está cometendo uma atividade ilegal a pleno céu aberto: chama muita atenção. Até então, no entanto, salvos alguns olhares de desaprovação de vizinhos antipáticos de meia-idade, ainda não tínhamos sido perturbadas.

_Ontem foi tão...

A Mia retomou, encarando o chão, e sorriu. Sem terminar a frase.

_Você até que é boa, né? – olhou para mim, mordendo a boca.
_Eu pratico bastante... – pisquei para ela, imprestável.
_"Pratica", sei... Pratica a vida bandida, isso sim! – nós rimos juntas, já levemente chapadas, e ela tragou mais um pouco – Nossa, mano. Que vergonha, eu devo ter sido a pior trepada da sua vida!
_Ontem... – olhei calmamente para ela – ...não foi uma trepada, Mia.
_Não?
_Claro que não!
_Como “claro que não”? E o que mais vocês fazem, então?
_Mano... – eu comecei a rir muito.

Você ainda descobre, garota. Deixa comigo... 

23 comentários:

Mikaylla disse...

Aaah que fofas!!! ^^

Noelly Castro disse...

Eu sempre quis um post 4:20 ♥..hehe
(rolês de carro com a Isa.. han)

Ótimo, querida!

RrRrr! ;*

Amanda disse...

Hauhauahuha adorei 4:20! ...rs

Mari disse...

Tão fofa as duas... e o friozinho na barriga as dominando! Gracinha (:



4:20! Uma arte para poucos! ahahah (;

Anônimo disse...

'q mais vcs fazem?' chorei de rir XD aahaahusahAUAHUA



lindo!! posta mais!!!!! (L)

Jaqueline disse...

adoro as conversas (:

Anônimo disse...

Posta mais

Artemis disse...

Mia é maior fofa!*-*
Eu responderia com cara de safada: nem te conto!
ahahahahahhaha :P
Mia ainda vai virar expert com essa loirinha como prof!o/

Bella disse...

Nuoss..q demais!!! Vi o post do Dykerama agora a tardee e as 18hs termineii a história de nais de um anoo;;;MUITO BOMMMMMMM...jaah favoriteii bgs :*

Anônimo disse...

poste maaaaaaaaaaaaais!!! : ))))

Cris. disse...

Só eu não entendi o 4:20?
=\

Ótima como sempre!! *.*

Beijo.

Luh disse...

Adorei estes 2 últimos .. tô a cada dia mais vidrada no blog .. Espeando anciosa pelo lançamento do livro.. =D

Juliana disse...

"E oq mais vcs fazem?!?!?kkkk
vc n perde por esperarrr!!!hauahuahauha!!!
Q q tem esse 4:20?! n entendi.. rs.

Hhauahuhaua bem q vc falo q eu ia ria mto!!!!

BJAUMMMMM!!! Tá ótimooooooo!

( the girl fucking Mia ) disse...

Meninas, 4:20 é conhecido como o horário mundial da maconha... vejam no Google! ;)

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Acho que o maior elogio que eu poderia fazer é dizer que soube da existência do blog ontem de madrugada e hoje já li todos os posts, desde o primeiro... ao mesmo tempo que tentava terminar um artigo pra facul! Thanks a lot por tornar a minha vida acadêmica mais complicada, Humpf! ;)

Sabe... eu acharia muito interessante algum dia reler a história toda... mas do ponto de vista da Mia, rsss...

Xuh disse...

descobri o blog ontem ( dia 25) e li todos os posts ..e axei incrivel...espero ler mais aki...

vc esta de parabens viu

algumas partes da vida dessa personagem sem nome é muito parecida com a de muitas meninas ..inclusive a minha...
..espero ver mais
e espero q ela fique com a Mia..

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

(fiquei em dúvida de por onde te responder nessa conversa entre blogs, rsss)

Acho improvável que a gente tenha se cruzado em Barão porque eu não fico por lá tanto quanto deveria. Moro em Rio Claro, mas vou constantemente pra Barão (e claro que conheci o Bar do Zé, rss). O Festival de Apartamento na verdade é o blog do micro-evento de performance art que eu e mais alguns amigos organizamos. Acabamos de realizar o VII, então se você voltar a entrar no blog daqui a uns dias vai encontrar fotos e vídeos de toda uma nova série de performances, rsss...

Você ainda constuma vir pra Barão? Podia dar um toque quando viesse, seria o máximo, rss...

Ah, já enviei o meu artigo, viu? Não adianta ficar felizinha, você não conseguiu me impedir de acabar, ok? Humpf! rsssss

Liana disse...

Likth: Me sinto invadida às vezes. Parece que ta narrando a minha história. Me identifico bastante. A última vez que em empolguei tanto lendo foi nos livros foi Harry Potter.

Liana disse...

Tem momentos que chega adar arrepios.

Pri. disse...

Olha...Preciso dizer que começei a ler os posts ontem, e terminei hoje. Todos. A forma como você retrata os fatos é real. Para quem já passou por fatos parecidos é emocionante,e para quem não passou, parece dar a oportunidade de quase estar dentro da estória.
Você é muito boa nisso,menina.
Bom final de semana e posta mais!

Anônimo disse...

Olha...Comecei a ler os posts ontem e terminei hoje.Todos. a forma como você escreve faz com que pessoas que já passaram por situações semelhantes se emocionem, e as que ainda não passaram, se encontrem dentro da estória, com muita realidade. Você é realmente muito boa nisso,menina.

Larissa disse...

haha muiiito bom!

posta maais ;*

RaahXD disse...

AHUAHU nossa me senti impura entendendo o 4:20 rs
é a cultura cannabis HAUHAU enfim...

muuuito bom³