- »

fevereiro 22, 2010

Meia-noite

A essa altura, eu já havia perdido os bons modos. E todas sutilezas. Dane-se. Lá estava ela, a mulher que eu mais queria dentre todas as outras mulheres que já passaram pela minha vida. Ela. A Mia. Sentada em cima de mim, as pernas descobertas e a boca falando baixarias no meu ouvido. Acho que nunca senti uma vontade tão intensa, meu deus. Eu mal conseguia respirar. Tão logo a sua boca disse aquelas palavras, a minha língua subiu pelo seu pescoço. Beijando-a intensamente. Era como desembrulhar um presente pelo qual você aguardou a vida toda. Você não quer tirar fita por fita, remover cuidadosamente o papel e dobrá-lo num canto para reutilizar no próximo pacote – Não.

Você quer rasgar a porra toda.

Podia sentir o sal na sua pele, cada nuance no cheiro daquela mulher. Beijava o seu corpo como se nunca tivesse saciado a minha fome em outras garotas. E não tinha. O seu gosto me fazia querer mais. Fui subindo até o seu rosto e mordi a ponta do seu queixo, encaixando em seguida a minha boca na sua. Nuns beijos cada vez mais vorazes. Ela me mordia de volta, machucando os meus lábios. As minhas mãos deslizaram pelas suas pernas até a sua cintura, levantando a sua blusa. O tecido escorregou por cima da sua cabeça e eu o segurei contra as suas costas, abraçando-a já descoberta. Os nossos beijos se intensificavam. A Mia me apertava pra junto dela. Sinceramente? Se ela estivesse com mais roupa do que por sorte estava, não teria restado uma peça inteira no chão. Eu teria rasgado todas elas.

Podia sentir a sua respiração oscilar. Dezenas de flores de cerejeira desciam pelas suas costas tatuadas. Até a lateral da sua barriga. Enchia as minhas duas mãos com as suas curvas – eu simplesmente não conseguia tirar os olhos, a boca e todo o resto de cima dela. E num atrevimento inconsequente, desci uma das minhas mãos para o meio das suas pernas. Escorreguei os dedos sobre o tecido molhado e a segurei. Ela me beijava com um tesão cada vez maior, apertando o meu rosto com força. Meus dedos encontravam caminho por dentro da sua calcinha. Num só movimento, virei-a contra o sofá e fiquei por cima. E comecei a descer pelo seu corpo. Intimamente. Beijando cada centímetro da sua pele.

_Você não acha que... – ela interrompeu, de repente.
_Mia, na boa – eu ri – cala a boca.

Ela me olhou, subitamente quieta. Deixa eu acalmar toda a confusão dentro de você, garota. Ela me observava, a sua respiração cada vez mais ansiosa. O seu peito oscilava. Eu a olhava de volta, fixamente. Todos os seus sentidos estavam à flor da pele – eu sabia. Já tinha passado por aquilo. E queria mostrar para ela, mostrar como fazer para a tempestade passar. Só confia em mim. Beijei o seu ombro e fui descendo calmamente até os seus seios. Um beijo atrás do outro, começando tudo de novo. Até a altura do seu umbigo. Parei e olhei para cima. A Mia mordeu os lábios, num nervosismo visível. Acompanhando cada movimento meu com os olhos.

Eu sabia, com todas as segundas intenções do mundo, que conseguiria fazer ela se sentir bem com tudo aquilo. Coloquei a sua calcinha para o lado e a sua respiração acelerou. Os olhos da Mia se fecharam. Os meus dedos deslizaram lentamente entre suas pernas. Para dentro dela. Então subi a minha mão e coloquei os dois dedos na minha boca, lambendo-os juntos. Pois é. Baixaria. Os olhos da Mia se abriram, me acompanhando fixamente. Não sei explicar. Sempre gostei de gosto de mulher, mas o da Mia eu simplesmente não conseguia para explicar. Puta que pariu.

Eu estava realmente – que se dane a blasfêmia – no Paraíso. Bem no meio das pernas da Mia. 

12 comentários:

Anônimo disse...

Ficar vindo no blog de 5 em 5 minutos pra ver se vc postou alguma coisa, realmente vale a pena...

está fantástico!!!!
gosto muito!

Artemis disse...

Mia,na boa,cala a boca!
ahahahahahahha
adooorei!o/
Perfo como sempre!*-*

Noelly Castro disse...

Amooorzinho.. você vai bem em contos eroticos.. heim! hehe

"ta lindo" e "ta hot", mas tem que ficar mais hot.. hahahaha

besos, mi gatita.. ♥
RrrRRrr! ;*

todas vcs.. more comments.. hehe

Cris. disse...

"Mia na boa, cala a boca!"
Adorei 2!!!

Comentário sobre o post:
OMG!! *.*

Já ansiosa esperando os tais posts prontos pra amanhã!!

danii disse...

puuuuuuuuuuulltaaaa queu pariu...
ta muito bom meeel ! parabéns !
melhor a cada post !

Francielly disse...

Ahhhhhh que foda *-*
já sigo a Mel no twitter :P
escreve beeeem demais...

:DD

Juliana disse...

Putzzzzz!!!Realmente não tem nd igual as mulheresssss hauahuahauh!!!!!!!!!!

Esta mtoooo bommmmm!!!Continuaaaa!!!

Kissesss!

Mah disse...

Vc manda muuuuito bem em contos eróticos, coisa linda (não só nos contos huhuhu ;9).
Eu, particularmente, gostaria que vc estivesse estendido maaais esse post hahahaha tenho ctz que as outras meninas concordam comigo ;)

Meu amoor, minha escritora linda, sou sua maior fã.

Mah disse...

Eu não tinha notado o 'The "real" me'
Ahahahahaha
;*

Ketty disse...

Realmente não tem nd igual as mulheres +1
Até qe enfim neeh :DDD
;*

@aboutManuella disse...

CAAAAAAAAAA-RAAAAAA-LHOOOOOO. Magnífico.

AmyLy Love disse...

Perfeitooo...
Nunca vi blog mais perfeito.
Mia cala a bocaaa.
HAHA ,Queria ser a Mia (6)
De brink's mais simplismente perfeitoooooooooooooo *0*