- »

fevereiro 22, 2010

Meia-noite

A essa altura, eu já havia perdido todos os bons modos e as sutilezas. Todos. Lá estava ela, a mulher que eu mais queria dentre todas as outras mulheres que eu já havia conhecido, sentada em cima de mim, de pernas de fora e toda magnífica, sussurrando baixarias no meu ouvido, num cômodo escuro e sem ninguém por perto. Era surreal. Eu mal conseguia respirar. Eu nunca – nunca! – senti uma vontade tão intensa na minha vida.

Foi como desembrulhar um presente pelo qual você aguardou uma eternidade. Depois de esperar toda a merda do tempo do mundo, você não tem mais paciência. Você não quer mais tirar fita por fita, remover cuidadosamente o papel e, em seguida, dobrá-lo num canto ao lado. Não, você quer rasgar tudo até que não sobre nem mais um pedacinho, até que não tenha mais nada no caminho, nada entre você e a porra do seu presente. Sinceramente? Se ela estivesse com mais roupa do que por sorte estava, não teria restado uma peça inteira no chão, eu teria rasgado todas elas – uma a uma – numa rapidez imensurável.  

Juro.

Ah, e ela era maravilhosa. De longe, a mulher mais linda que eu já tinha visto. Dezenas de flores de cerejeira desciam tatuadas pelas suas costas até a lateral da sua barriga, me deixando louca. A Mia era perfeita demais, sempre foi. Eu simplesmente não conseguia tirar os olhos, a boca, as mãos e todo o resto de cima dela. Virei-a contra o sofá e fiquei por cima, segurando-a com as duas mãos e beijando cada centímetro do seu corpo.

_Você não acha que... – ela falou, de repente, me olhando.
_Mia, na boa – eu interrompi, rindo – cala a boca.

E, sendo assim, ela não disse mais uma palavra sequer. E nem precisava: sua respiração pesada já dizia tudo o que ela, provavelmente, ia falar. Ela estava realmente nervosa e eu estava - realmente - pouco me lixando. Ela ia continuar nervosa até acalmar toda aquela confusão que estava sentindo por dentro e eu sabia disso, sabia melhor do que ela. Já tinha passado por aquilo e sabia que não adiantava de nada tentar lhe convencer a se acalmar. Eu queria era mostrar para ela, mostrar como fazer para aquela tempestade passar. Com todas as segundas intenções do mundo, é claro, mas eu sabia que conseguiria fazer ela se acalmar, fazer ela se sentir bem com tudo aquilo.

Conforme eu fui descendo do seu pescoço em diante, considerei seriamente mudar minha preferência por cinturas para os peitos maravilhosos da Mia. Seriamente. Mas, então, cheguei na sua barriga e voltei atrás. Eu sou uma garota a favor de curvas, pensei. Não tem jeito, eu piro naquelas linhas que só as mulheres têm. Não existe nada melhor do que segurar uma garota pela cintura e sentir ela se encaixar perfeitamente na sua mão, encher todos os seus dedos, deslizar continuamente entre eles... ai, meu deus.

Pois bem. Eu já tinha beijado todas as linhas da Mia de cima a baixo e, alguns minutos depois, cheguei onde queria chegar. Definitivamente, eu sou uma garota a favor de meninas, reiterei, fodam-se as outras partes. Era só aquilo que importava. A menina, puta que pariu: não tem nada que supere isso. E a Mia, ah, a Mia tinha gosto de... hmm. Não, não dá para explicar. Eu não sei como. Sempre gostei de gosto de mulher, por mais diferente que fosse, mas ela era melhor do que qualquer outra das muitas que eu tive. Eu estava realmente – que se dane a blasfêmia – no Paraíso. No meio das pernas da Mia.

12 comentários:

Anônimo disse...

Ficar vindo no blog de 5 em 5 minutos pra ver se vc postou alguma coisa, realmente vale a pena...

está fantástico!!!!
gosto muito!

Artemis disse...

Mia,na boa,cala a boca!
ahahahahahahha
adooorei!o/
Perfo como sempre!*-*

Noelly Castro disse...

Amooorzinho.. você vai bem em contos eroticos.. heim! hehe

"ta lindo" e "ta hot", mas tem que ficar mais hot.. hahahaha

besos, mi gatita.. ♥
RrrRRrr! ;*

todas vcs.. more comments.. hehe

Cris. disse...

"Mia na boa, cala a boca!"
Adorei 2!!!

Comentário sobre o post:
OMG!! *.*

Já ansiosa esperando os tais posts prontos pra amanhã!!

danii disse...

puuuuuuuuuuulltaaaa queu pariu...
ta muito bom meeel ! parabéns !
melhor a cada post !

Francielly disse...

Ahhhhhh que foda *-*
já sigo a Mel no twitter :P
escreve beeeem demais...

:DD

Juliana disse...

Putzzzzz!!!Realmente não tem nd igual as mulheresssss hauahuahauh!!!!!!!!!!

Esta mtoooo bommmmm!!!Continuaaaa!!!

Kissesss!

Mah disse...

Vc manda muuuuito bem em contos eróticos, coisa linda (não só nos contos huhuhu ;9).
Eu, particularmente, gostaria que vc estivesse estendido maaais esse post hahahaha tenho ctz que as outras meninas concordam comigo ;)

Meu amoor, minha escritora linda, sou sua maior fã.

Mah disse...

Eu não tinha notado o 'The "real" me'
Ahahahahaha
;*

Ketty disse...

Realmente não tem nd igual as mulheres +1
Até qe enfim neeh :DDD
;*

@aboutManuella disse...

CAAAAAAAAAA-RAAAAAA-LHOOOOOO. Magnífico.

AmyLy Love disse...

Perfeitooo...
Nunca vi blog mais perfeito.
Mia cala a bocaaa.
HAHA ,Queria ser a Mia (6)
De brink's mais simplismente perfeitoooooooooooooo *0*